Florestan Fernandes

Político e sociólogo brasileiro

Biografia e Vida

Florestan Fernandes (1920-1995) foi um político, sociólogo e ensaísta brasileiro, considerado fundador da Sociologia Crítica, no Brasil. Foi deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores.

Florestan Fernandes (1920-1995) nasceu em São Paulo, no dia 22 de julho de 1920. De origem humilde, teve dificuldades em seus estudos iniciais. Filho de mãe solteira foi criado por sua madrinha Hermíria Bresser de Lima. Em 1941 ingressou na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, concluindo o curso de Ciências Sociais.

Em 1945 trabalhou como assistente do professor Fernando de Azevedo, na cadeira de Sociologia II. Na Escola Livre de Sociologia e Política, com a dissertação "A Organização Social dos Tupinambá" (1949), obteve o título de mestre. Em 1951 defendeu, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, a tese de doutoramento "A Função Social da Guerra na Sociedade Tupinambá", posteriormente consagrado como clássico da etnologia brasileira.

Em 1964, foi afastado das atividades acadêmicas quando foi perseguido pela ditadura militar brasileira. Nesse mesmo ano escreveu "A Integração do Negro nas Sociedades de Classe". Com relação ao processo de dependência da América Latina com aos Estados Unidos, escreveu o livro "Capitalismo Dependente e Classes Sociais na América Latina" (1973). Outro livro importante foi “A Revolução Burguesa no Brasil” (1975), que abordava questões sobre a resistência que a classe dominante brasileira tinha às mudanças sociais.

Florestan Fernandes é considerado o fundador da sociologia crítica no Brasil. Destacou-se pela militância no PT, no qual se elegeu deputado Federal em 1986.

Florestan Fernandes faleceu em São Paulo, no dia 10 de agosto de 1995, vítima de problemas do fígado depois de um transplante mal sucedido.

Biografias Relacionadas

Última atualização: 14/03/2016