Manuel Botelho

Poeta brasileiro

Biografia de Manuel Botelho

Manuel Botelho (1636-1711) foi um poeta brasileiro. Participou do Movimento Barroco. Foi o primeiro brasileiro a publicar versos. Foi também advogado e político.

Manuel Botelho (1636-1711) nasceu em Salvador, Bahia, em 1636. Foi contemporâneo de Gregório de Matos no curso de Direito em Coimbra, e durante esse período também se dedicou ao estudo do Latim, do Espanhol e do Italiano.

Regressando à Bahia, exerceu a advocacia e a política. Foi eleito vereador para a Câmara de Salvador. Graças a um empréstimo para a criação da casa de moeda da Bahia, tornou-se capitão-mor dos distritos de Jacobina, Gameleira e Rio do Peixe.

Manuel Botelho de Oliveira se destacou no Barroco, movimento literário em que predominaram ou o exagero no culto da forma, ou o exagero no campo das ideias, um reflexo direto do Barroco português e italiano. Em grande parte dos textos barrocos predomina o culto da forma, através do abuso de figuras de estilo. Metáforas, antíteses e hipérboles estão presentes em quase todas as páginas do barroco.

Foi o primeiro brasileiro a publicar versos. Em 1705, publicou em Lisboa seu livro, "Música do Parnaso", esta obra é uma coletânea de poesias escritas em português, castelhano, italiano e latim. Contém, ainda, duas comédias em espanhol, língua em que compõe seus melhores versos: "Hay Amigo Para Amigo" e "Amor, Engaños y Celos".

Além dos diferentes idiomas, a coleção de Botelho apresenta as mais variadas formas de composição, entre elas, o poemeto "A Ilha de Maré" - primeira obra de autor brasileiro a ser publicada. É uma espécie de crônica em verso, demonstrando a intensidade do sentimento nativista do poeta.

Manuel Botelho de Oliveira faleceu em Salvador, Bahia, no dia 5 de janeiro de 1711, deixando "Lyra Sacra", que Heitor Martins publicou em 1971

Veja também as biografias de:

Última atualização: 29/09/2017