Manuel de Abreu

Médico brasileiro

Biografia de Manuel de Abreu

Manuel de Abreu (1894-1962) foi um médico brasileiro, inventor da abreugrafia, que permite o diagnóstico precoce da tuberculose pulmonar. Com o tempo o exame passou a ser empregado para a descoberta de tumores nos pulmões, de lesões no coração e nos grandes vasos. Em 1950 recebeu a medalha de ouro, como Médico do Ano, no Colégio Americano de Medicina do Tórax. Foi indicado ao Prêmio Nobel de Medicina.

Manuel de Abreu (1894-1962) nasceu em São Paulo, no dia 4 de janeiro de 1894. Filho do português Júlio Antunes de Abreu e da paulista Mercedes da Rocha Dias. Em 1914 concluiu a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, determinado a dedicar-se ao estudo da radiologia. Depois de dois anos de estudos e descobertas importantes foi convidado para dirigir o Laboratório Central de Radiologia da Santa Casa de Paris. Em 1917 foi para o Hospital Franco-brasileiro, onde se dedicou às pesquisas sobre a fotografia dos pulmões.

Em 1922, de volta ao Brasil, retomou suas experiências na Inspetoria de Profilaxia da Tuberculose, no Rio de Janeiro. Nessa época a cidade registrava inúmeros casos da doença e os exames convencionais eram caros e a grande massa não tinha acesso. Em 1936 descobriu que a radiografia do tórax, pela fotografia da tela radioscópica, era um método eficiente e de baixo custo.

Manuel de Abreu apresentou seu invento à Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro. A técnica se diferenciava da radiografia convencional. Era o resultado da impressão direta dos feixes de raio X sobre o filme radiológico, após atravessarem o corpo. Na roentgenfotografia, o que se obtém é uma fotografia da imagem que aparece na radioscopia. O processo foi chamado de radiografia indireta do tórax.

Em 1939, o Congresso Brasileiro de Tuberculose torna oficial o nome "abreugrafia" que foi aprovado depois pela União Internacional contra a Tuberculose. Manuel de Abreu se tornou um dos mais importantes nomes da medicina no Brasil e no mundo. Lecionou Radiologia em diversas instituições científicas no Brasil e no exterior. Foi cavaleiro da Legião de Honra na França.

A abreugrafia passou a ser solicitada como pré-requisito para o ingresso nas escolas, para o alistamento, e para o ingresso em empregos diversos. Sendo muito alto o grau de radiação usado na abreugrafia, ao longo dos anos outras formas de radiografia foram surgindo. Além da descoberta, Manuel de Abreu deixou vasta literatura científica, publicada no Brasil e no exterior. No dia 4 de janeiro é comemorado o dia Nacional da Abreugrafia.

Manuel Dias de Abreu, faleceu no Rio de Janeiro, no dia 30 de janeiro de 1962, de câncer no pulmão.

Veja também as biografias de:
  • Carlos Chagas (1879-1934) foi um médico, cientista, pesquisador e sanitarista...
  • Adolfo Lutz (1855-1940) foi médico brasileiro, especialista em medicina tropi...
  • Emílio Ribas (1862-1925) foi um médico sanitarista brasileiro. Trabalhou no c...
  • Drauzio Varella (1943) é um médico cancerologista, pesquisador e escritor bra...
  • Zerbini (1912-1993) foi médico brasileiro. Realizou a primeira cirurgia de tr...
  • Ulisses Pernambucano (1892-1943) foi um médico brasileiro. Dedicou-se à psiqu...
  • Oswaldo Cruz (1872-1917) foi um médico brasileiro. Sanitarista, bacteriologi...
  • Vital Brazil (1865-1950) foi um médico e importante pesquisador brasileiro. D...
  • Josué de Castro (1908-1974) foi médico, pesquisador e professor brasileiro. P...
  • Pedro Nava (1903-1984) foi um médico, escritor, poeta e memorialista brasilei...

Última atualização: 19/12/2017

Por Dilva Frazão
Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.