Ray Charles

Cantor norte-americano

Biografia de Ray Charles

Ray Charles (1930-2004) foi um pianista, cantor e compositor norte-americano, uma das personalidades mais relevantes da música negra do século XX.

Ray Charles Robinson (1930-2004) nasceu em Albany, uma pequena cidade do estado da Geórgia, nos Estados Unidos, no dia 23 de setembro de 1930. Filho de um mecânico e de uma trabalhadora rural, ainda pequeno mudou-se com a família para Greennville, na Flórida. Ficou cego com sete anos de idade, sem descobrir a causa do problema. Estudou no St. Augustine College, na Flórida, uma escola especializada para cegos e surdos. Aprendeu a ler, escrever e compor pelo sistema Braille. Aprendeu também a tocar vários instrumentos musicais, especialmente o piano. Desde criança já participava de diversos eventos de música.

Na adolescência ficou órfão de pai e de mãe. Em 1948, influenciado por seu ídolo Nat Kin Cole, fundou o grupo “McSon Trio”, também conhecido por “Maxim Trio”. Em 1950 se associou ao Lowll Fulson, cantor e guitarrista de blues e com ele iniciou uma série de turnês pelo país. Ele também participou das bandas de Blues T-Bone Walker e Joe Torner, que estavam entre os maiores representantes de blues.

Em 1953 foi contratado pela gravadora Atlantic Records e a partir de então, passou a ser conhecido como um destacado cantor de Rhythm & Blues. Ray Charles morou em New Orleans e no Texas. Depois de unir-se à cantora Ruth Broown, formou uma banda em que se juntaram David Newman, no saxofone e Joe Bridgewater no trompete. Com o passar dos anos, Ray Charles passou a reunir os elementos do blues com o gospel e o rock & roll.

Em 1954, sua música “I Got Woman” alcançou grande sucesso e posteriormente foi gravada por Elvis Presley. Em seguida vieram outros sucessos como: “The Little Girl of Maine” (1957) e “Talkin’ Bout You” (1958). Com projeção internacional, participou de projetos de músicos de jazz como Milt Jackson, com quem gravou “Soul Brothers” (1958). Em 1961 gravou o sucesso ”Hallelujah, I Love Her So”, quando introduziu o piano elétrico e as bandas de R&B, que se assemelhavam a grandes orquestras, também formadas de coros femininos.

Nas décadas de 80 e 90 gravou sucessos históricos, são dessa fase: “Unchain My Herat” (1987), “Sweet Memories” (1998), “Georgia On My Mind” (1998) e “I Cant Stop Loving You” (1999). Dono de uma voz singular em seu repertório encontra-se desde o jazz, as baladas românticas e o soul, gerando um estilo inconfundível, transformando-o em um dos ícones mais destacados da música americana. Ray Charles casou duas vezes e foi pai de doze filhos com nove mulheres diferentes.

Seu último trabalho “Genius Loves Company”, gravado ainda em vida, foi lançado postumamente, dois meses após sua morte, em que participaram nomes como Norah Jones, Van Morrison, James Taylor, Natalie Cole, Elton John, Johnny Mathis, entre outros, foi um êxito de vendas, recebendo oito Prêmios Grammy, incluindo “Melhor Álbum Pop”, “Álbum do Ano”, “Gravação do Ano” e “Melhor Colaboração de Pop com Vocais”.

Ray Charles faleceu em Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos, no dia 10 de junho de 2004.

Biografias Relacionadas

Última atualização: 12/12/2016