Venceslau Brás

Político brasileiro

Biografia de Venceslau Brás

Venceslau Brás (1868-1966) foi um político brasileiro. Foi presidente do Brasil entre os anos de 1914 e 1918, num período que ficou conhecido como República Velha.

Venceslau Brás Pereira Gomes (1868-1966) nasceu em São Caetano da Vargem Grande, hoje Brasópolis, em Minas Gerais, no dia 26 de fevereiro de 1868. Filho de Francisco Brás Pereira Gomes, chefe político da cidade que recebeu o nome em sua homenagem. Entre 1881 e 1884 estudou no Colégio Diocesano de São Paulo.

Formação

Depois de completar os estudos preparatórios, Venceslau Brás ingressou na Faculdade de Direito de São Paulo, onde se diplomou em 1890, na mesma turma que seu primo e futuro correligionário político, Delfim Moreira da Costa Ribeiro. Depois de formado, Venceslau foi promotor público em Jacuí e Monte Santo, em Minas Gerais.

Vida Política

Venceslau Brás foi eleito vereador em Monte Santo e depois foi presidente da Câmara Municipal (prefeito da cidade). Em 1892 foi eleito Deputado Estadual, passando a integrar o triunvirato dos chefes do sul de Minas, juntamente com Júlio Bueno Brandão, de Ouro Fino, e Francisco Silviano de Almeida Brandão, de Porto Alegre.

Entre 1898 e 1902 Venceslau Brás ocupou a secretaria de Interior e Justiça. Em 1903, foi novamente conduzido à câmara federal, quando foi o líder da bancada mineira durante o governo de Rodrigues Alves. Em 1909, renunciou ao mandato para assumir o governo de Minas Gerais, onde permaneceu até 1910, quando foi indicado como vice-presidente da república, na chapa presidencial de Hermes da Fonseca, para o período de 1910-1914.

Presidente da República

Venceslau Brás foi presidente do Brasil entre 15 de novembro de 1914 e 15 de novembro de 1918. Sua eleição para presidente resultou de um acordo entre os políticos de São Paulo e Minas Gerais, conhecido como acordo do “café com leite”, que contrariou as pretensões de Pinheiro Machado, vice-presidente do Senado Federal e chefe do Partido Republicano Conservador.

A presidência de Venceslau Brás coincidiu com o período da Primeira Guerra Mundial o que o obrigou a seguir uma política financeira de contenção dos gastos públicos, bem como estimular as exportações de matérias-primas e de alimentos, impulsionando ao mesmo tempo a implantação de novas indústrias para fazer frente às dificuldades de importação.

A forte vinculação econômica do Brasil com a Inglaterra, o prestígio que a França tinha, junto aos intelectuais brasileiros, e a entrada dos Estados Unidos na Guerra, foram fatores que colaboraram para a entrada do Brasil no conflito mundial.

Após o torpedeamento dos navios mercantes Paraná, Tijuca, Lapa e Macau, por submarinos alemães, ocorrido nas proximidades do litoral francês, o Brasil assinou uma declaração de guerra em 26 de outubro de 1917, e oficialmente entrou no conflito. O Brasil enviou um grupo de médicos e aviadores para a Europa e a Marinha brasileira colaborou com o policiamento do oceano Atlântico.

Greves Operárias

O governo de Venceslau Brás foi marcado por diversas greves, em consequência do crescimento da indústria e das reivindicações por melhores condições de trabalho de grande número de operários.

As condições de vida do operariado eram péssimas. Moravam em cortiços nos bairros mais pobres da cidade, pagando aluguéis muito caros. Os salários não correspondiam ao custo e vida que aumentou 16%, enquanto os salários aumentaram apenas 1%. As greves se propagaram por vários estados do país.

Últimos Meses do Governo

Nos últimos meses da presidência de Venceslau Brás, entre outubro e novembro, de 1918, o país foi assolado pela gripe espanhola, com milhares de mortes, principalmente na cidade do Rio de Janeiro Seu mandato terminou em 15 de novembro de 1918.

Após terminar seu mandato, Venceslau Brás retirou-se para Itajubá, Minas Gerais, para se dedicar à Companhia Industrial Sul-Mineira, que fundara em 1912, como presidente vitalício de um grupo de empresas de âmbito regional, compreendendo o Banco Itajubá, a Fábrica de Tecidos Codorna e uma companhia de eletricidade.

Venceslau Brás faleceu em Itajubá, Minas Gerais, no dia 16 de maio de 1966.

Veja também as biografias de:
  • Jair Bolsonaro (1955) é capitão da reserva do Exército e presidente eleito do...
  • Deodoro da Fonseca (Marechal) (1827-1892) foi um político e militar brasileir...
  • Tancredo Neves (1910-1985) foi político brasileiro. Eleito presidente do Bras...
  • Rui Barbosa (1849-1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasil...
  • Jânio Quadros (1917-1992) foi um político brasileiro. Foi presidente do Brasi...
  • Joaquim Nabuco (1849-1910) foi um político, diplomata, advogado e historiador...
  • João Pessoa (1878-1930) foi um político brasileiro. Candidato à vice-presiden...
  • Eduardo Campos (1965-2014) foi um político brasileiro. Governador do Estado d...
  • José Sarney (1930) é um político brasileiro. Foi presidente da república de 1...
  • Aécio Neves (1960) é político e economista brasileiro. Foi deputado federal,...

Última atualização: 25/03/2019

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.