Wilhelm Dilthey

Filósofo alemão
Por Dilva Frazão

Biografia de Wilhelm Dilthey

Wilhelm Dilthey (1833-1911) foi um filósofo historicista alemão que deixou importante contribuição para a metodologia das Ciências Humanas. É considerado o criador do historicismo.

Contestou a ampla influência que as doutrinas positivistas possuíam sobre as ciências humanas, especialmente as sociais, as históricas e as do psiquismo.

Wilhelm Dilthey nasceu em Biebrich-Mosbach, próximo a Wiesbaden, na Alemanha, no dia 19 de novembro de 1833. Filho de um teólogo da Igreja Reformada estudou Teologia na Universidade de Heidelberg e Filosofia na Universidade de Berlim.

Depois de formado lecionou em escolas secundárias, em Berlim, mas logo passou a se dedicar às pesquisas acadêmicas. Em 1864 iniciou o doutorado em Berlim.

Em 1866 foi nomeado para a cadeira de Filosofia na Universidade da Basiléia, na Suíça. Em 1868 conquistou a cátedra de Filosofia na Universidade de Berlim, antes ocupada por Hegel.

Historicismo

Além de extensos estudos sobre a história da Filosofia e da Literatura, dedicou-se também às pesquisas na área da Sociologia, Etimologia e Psicologia. Elaborou uma teoria do conhecimento para as ciências do espírito, com destaque para o conhecimento histórico, criando um sistema que foi chamado de historicismo.

O primeiro trabalho teórico publicado por Dilthey foi “Introdução às Ciências do Espírito” (1883), no qual fez uma distinção entre ciências da natureza e ciências do espírito (ou ciências humanas) que teria como objetivo o homem e o comportamento humano, causando polêmicas e discussões dentro do pensamento filosófico.

O Método Hermenêutico

A partir dos preceitos levantados anteriormente pelo filósofo e teólogo Schleiermacher, Wilhelm Dilthey adotou a hermenêutica como metodologia para o que ele chamava de ciência do espírito assumindo uma função de interpretação histórica.

O método hermenêutico empregado em seus trabalhos é uma nova análise psicológica, diretamente oposta à psicologia experimental da época, que só estudava os fatos elementares, ao passo que Dilthey pretendia esclarecer os resultados do pensamento filosófico e da criação artística.

Publicou “Ideias Sobre uma Psicologia Descritiva e Analítica” (1894) e “Os Tipos das Filosofias” (1911) em que estabelece como elemento criador da atividade psíquica superior a “experiência”, que o psicólogo tem de “compreender” até chegar ao “significado” da obra cultural humana.

Para Dilthey a cultura é a fonte das reais condições psíquicas e históricas do homem no tempo, e por meio dela é possível entender a humanidade de forma mais abrangente. O uso da hermenêutica levaria à interpretação das mudanças culturais dentro do seu contexto histórico.

Essa hermenêutica psicológica nunca pode chegar a resultados definitivos, porque tanto o analisado como o analista pertencem a um dos três tipos possíveis de compreensão e interpretação: o tipo realista, o idealista e o objetivo-idealista, que têm “direitos iguais”.

O resultado final de Dilthev é um relativismo, que se adapta perfeitamente aos postulados historicistas. Como valor supremo resta a “vida”, no sentido cultural depositada nas grandes obras filosóficas e artísticas, objetos das ciências do espírito.

A Experiência e a Poesia

Para alguns críticos, a obra mais importante de Dilthey é “A Experiência e a Poesia”, que abriu novos caminhos para a interpretação das obras de Goethe, Lessing, Novalis e Hölderin.

Morte

Wilhelm Dilthey faleceu em Schlem, Itália, no dia 1 de outubro de 1911. A publicação póstuma de suas obras contribuiu para a implantação do estudo das ciências humanas nas universidades da Suíça e da Alemanha.

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Immanuel Kant (1724-1804) foi um filósofo alemão, o fundador da Filosofia Cr...
  • Friedrich Hegel (1770-1831) foi um filósofo alemão. Um dos criadores do siste...
  • Martin Heidegger (1889-1976) foi um filósofo alemão da corrente existencialis...
  • Friedrich Engels (1820-1895) foi um filósofo social e político alemão. Teve p...
  • Arthur Schopenhauer (1788-1860) foi um filósofo alemão do século XIX, fez par...
  • Theodor Adorno (1903-1969) foi um filósofo, sociólogo e musicólogo alemão, um...
  • Jürgen Habermas (1929) é um filósofo alemão e um dos mais influentes sociólog...
  • Ernst Cassirer (1874-1945) foi um filósofo alemão, considerado um dos mais im...
  • Karl Marx (1818-1883) foi um filósofo e revolucionário socialista alemão. Cri...
  • Friedrich Nietzsche Friedrich Nietzsche (1844-1900) foi um filósofo e escritor alemão de grande i...