Zizinho

Futebolista brasileiro

Biografia de Zizinho

Zizinho (1921-2002) foi um futebolista brasileiro. Um dos mais destacados jogadores do futebol brasileiro, foi apelidado de "Mestre Zizinho".

Zizinho (1921-2002) nasceu em São Gonçalo, Rio de Janeiro, no dia 14 de setembro de 1921. Começou sua carreira nas divisões de base do Byron, de Niterói. Em 1939 foi contratado pelo Flamengo do Rio de Janeiro, onde permaneceu até 1950. Com 19 anos já era titular do time, jogando ao lado de Domingos da Guia e Leônidas da Silva. Com ele o time foi campeão carioca de 1939 e conquistou o tricampeonato estadual nos anos de 1942, 1943 e 1944. Participou de 329 jogos e fez 143 gols.

Em 1950 teve seu passe vendido ao Bangu Atlético Clube por uma fortuna (segundo registros 800 mil cruzeiros) sem ser consultado, um dirigente do Bangu Guilherme da Silveira confirmou a negociação e Zizinho assinou o contrato sem sequer ler, segundo se conta ele só fez um comentário "Se o Senhor pagou tanto pelo meu passe é porque reconhece o meu futebol", no livro "Nação Rubro-negra" de Edilberto Coutinho Zizinho desabafou "Difícil dizer o que me magoou mais, se a perda da Copa de 50 ou a minha saída do Flamengo...acho que foi a saída do Flamengo, a maneira como os homens que dirigiam o Flamengo fizeram a transação me machucou muito...nunca aceitei" e na sua primeira partida contra o ex-clube deixou clara a sua mágoa, onde o Bangu goleou por 6x0.

Em 1952 foi o artilheiro do time. Foi duas vezes vice-campeão carioca, como jogador em 1951 e como técnico em 1965. Foi o quinto maior artilheiro do Bangu com 122 gols. Ficou no Bangu até 1957 e depois voltou ao clube, em 1961, como técnico.

Zizinho foi para o São Paulo, em 1957, quando o time ganhou o título de Campeão Paulista. Se tornou ídolo dos tricolores, jogou 60 partidas e fez 24 gols.

Em 1942 foi convocado para a Seleção Brasileira, onde permaneceu até 1957, onde marcou 30 gols, em 54 jogos. Teve importante atuação na copa de 1950, no Brasil, onde ajudou o time a chegar na final. Apesar da derrota de 2x1, para o Uruguai. Durante a copa do mundo recebeu o apelido de "Mestre Ziza", quando o jornalista italiano Giordano Fatori, que cobria a copa para o Jornal Gazzetta dello Sport, escreveu "O futebol de Zizinho me faz lembrar Da Vinci pintando alguma obra rara".

Com 39 anos de idade, há três anos sem jogar, foi chamado pra jogar no Audax do Chile, atendendo ao pedido de fazer um jogo exibição acabou atuando por toda a temporada encerrando a carreira em 1962 aos 40 anos e ainda deixando 16 gols nas redes adversárias, foi chamado pelos companheiros de equipe de "professor" ou "doutor".

Zizinho (Thomaz Soares da Silva) faleceu em Niterói, Rio de Janeiro, no dia 8 de fevereiro de 2002.

Veja também as biografias de:
  • Juninho Pernambucano (1975) é um futebolista brasileiro. Conquistou títulos e...
  • Arthur Friedenreich (1892-1969) ex-futebolista brasileiro. Foi o primeiro gra...
  • Didi (1928-2001) foi futebolista brasileiro. Bicampeão Mundial pela Seleção B...
  • Leônidas (1913-2004) foi um futebolista brasileiro. Foi o criador do chute "b...
  • Eusébio (1942-2014) foi um futebolista português, um dos maiores jogadores da...
  • Monteiro Lobato (1882-1948) foi escritor e editor brasileiro. "O Sítio do Pic...
  • Vinicius de Moraes (1913-1980) foi um poeta e compositor brasileiro. "Garota...
  • Mauricio de Sousa (1935) é um cartunista e empresário brasileiro. Criou a "Tu...
  • Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) foi um poeta brasileiro. "No meio do C...
  • Luiz Gonzaga (1912-1989) foi um músico brasileiro. Sanfoneiro, cantor e compo...

Última atualização: 28/09/2016