Soren Kierkegaard

Filósofo dinamarquês

Biografia de Soren Kierkegaard

Soren Kierkegaard (1813-1855) foi um filósofo dinamarquês, considerado o precursor da Filosofia Existencial, que combatia a Filosofia Especulativa e discutia propósitos, causas e consequências das ações humanas no âmbito da realidade do indivíduo.

Soren Aabye Kierkegaard nasceu em Copenhague, Dinamarca, no dia 5 de maio de 1813. Seu pai, Michael Kierkegaard, viúvo e sem filhos, casou com a governanta da família, Ana Srensdatter, com quem teve sete filhos. Soren era o mais novo e ao nascer seu pai tinha 56 anos e sua mãe 45, razão que o levou a dizer que era “um filho da velhice”.

A relação de Soren com seu pai marcou profundamente sua personalidade e criou um alicerce de muitas de suas futuras obras. Conta-se que o pai era pastor na juventude e que um episódio traumático destruiu sua fé. Acreditava ter recebido a ira de Deus por ficar viúvo e engravidar a mãe de seus filhos antes de casar. Acreditava que seus filhos não iriam sobreviver e cinco deles morreram.

Em 1830, Soren ingressou no curso de Teologia na Universidade de Copenhague, mas abandonou o curso e se voltou para a Filosofia. Ao retornar aos estudos, concluiu o Doutorado em Teologia em 1841 quando defendeu sua tese intitulada “O Conceito da Ironia Constantemente Referida a Sócrates”.

Segundo relatos, Soren viveu sob o complexo de mártir, pois era ligeiramente corcunda e tinha uma perna mais cumprida que a outra.  Após romper um noivado, escolheu a solidão e a retidão, pois era a única maneira de lidar com a fé religiosa e administrar o fracasso que assolou sua família.

O Existencialismo de Kierkegaard

Soren Kierkegaard foi o primeiro que de maneira explicita colocou as questões existencialistas como principal foco do exame filosófico da vida humana. Todo o seu pensamento é desenvolvido a partir do seu íntimo, onde encontra os elementos considerados por ele como importantes para sua filosofia. O resultado de seu pensamento foi uma novidade para a época, pois estava muito mais de acordo com suas experiências do que com outras teorias anteriores ao seu tempo.

Soren partiu da ideia de que o indivíduo é o único responsável em dar significado à sua vida e vivê-la de maneira íntegra, sincera e apaixonada, mesmo com os inúmeros obstáculos que podem surgir. O existencialismo rejeita a ideia de alma imutável, dando ao indivíduo o papel de construtor de sua própria realidade. Toda sua energia se transformou em inspiração para a produção literária que aborda temas diversos da existência humana.

Obras de Soren Kierkegaard

  • Ou Isso ou Aquilo, um Fragmento de Vida (1843)
  • Temor e Temor (1843)
  • Repetição (1843)
  • Migalhas Filosóficas (1844)
  • O Conceito de Angústia (1844)
  • Os Estádios no Caminho da Vida (1845)
  • O Desprezo Humano (1849)
  • Prática do Cristianismo (1850)

Todas suas obras foram publicadas com pseudônimos como: Victor Eremita, Johannes de Silentio, Climacus, entre outros, possivelmente para se proteger de sua briga com o bispo da Igreja Luterana.

Soren Kierkegaard faleceu em Copenhague, Dinamarca, no dia 11 de novembro de 1855.

Veja também as biografias de:
  • Hans Christian Andersen (1805-1875) foi escritor dinamarquês, autor dos conto...
  • Niels Bohr (1885-1962) foi um físico dinamarquês. Suas pesquisas foram fundam...
  • Aristóteles (384-322 a.C) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores...
  • Tales de Mileto (624 a.C.–558 a.C.) foi um filósofo, matemático e astrônomo g...
  • Auguste Comte (1798-1857) foi filósofo francês. Considerado o fundador do pos...
  • Sócrates (470 a.C.- 399 a.C.) foi um filósofo grego. “Conhece-te a ti mesmo”...
  • Immanuel Kant (1724-1804) foi um filósofo alemão, o fundador da Filosofia Cr...
  • Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) foi um filósofo social e teórico político s...
  • John Locke (1632-1704) foi um filósofo inglês. Fundador do empirismo...
  • Michel Foucault (1926-1984) foi um filósofo que exerceu grande influência sob...

Última atualização: 21/05/2018