Stalin

Político soviético
Por Dilva Frazão

Biografia de Stalin

Stalin (1878-1953) foi um político soviético, o líder da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, entre os anos de 1924 e 1953. Implantou o regime socialista, mais tarde batizado de Stanilismo.

Stalin é o pseudônimo de Josef Vissarionovitch Djugatchvili, nascido em Gori, na Geórgia, então anexada à Rússia Imperial, no dia 18 de dezembro de 1878. Era filho de um sapateiro e de uma costureira.

Após os primeiros estudos na escola religiosa russo-ortodoxa de sua cidade natal, foi enviado para o seminário na capital georgiana.

Rebelando-se contra a disciplina do estabelecimento foi expulso no último ano de estudos, em 1899.

Militante

Josef Stalin entrou imediatamente na luta revolucionária. Militante do movimento social-democrático, membro do comitê clandestino de Tbilisi, em 1902 foi preso e deportado para a Sibéria, de onde foge em 1904.

Em 1905 organiza uma greve geral em Baku, encontra-se com Lenin no congresso do partido realizado na Finlândia.

stalin e lenin
Lenin e Stalin

Preso novamente em 1908, Stalin é levado para Vologda, de onde foge no ano seguinte.

Segue para São Petersburgo, onde é eleito para o comitê central do Partido Comunista Bolchevique. Preso em 1910, foge em meados do ano seguinte.

Em 1912, vai para Praga, Croácia e Viena, interessando-se pela questão das nacionalidades, em que se tornaria especialista.

Em 1912 colabora com a fundação do jornal partidário Pravda (Verdade). Em 1913 é preso novamente e levado para a Sibéria e só é libertado em 1917. Recebe o apelido de Stalin (homem de aço) nome que ficaria conhecido pelo resto da vida.

Revolução Russa

Com a deflagração da revolução de 1917, Stalin seguiu para São Petersburgo, centro dos acontecimentos, e reassumiu a direção do Pravda. Tem início sua rivalidade com Leon Trotski

Ao lado de Lenin e teve importante papel na guerra civil, que desagregou o regime czarista. Depois da vitória do movimento, Lenin chefiou o governo até sua morte, em 1924.

Sucessão

O poder soviético foi então disputado por Leon Trótski, chefe do exército vermelho, e Stalin, secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética (PCUS).

Stalin, que pregava a consolidação interna da revolução, a estruturação de um estado forte e a implantação do socialismo num só país, para depois tentar expandir a revolução para a Europa, saiu vitorioso.

A organização burocrática do Partido Comunista deu a Stalin o controle da máquina do governo.

Com o apoio dos presidentes dos sovietes de Leningrado (Zinoviev) e de Moscou (Kamenev), Stalin obrigou Trotski a demitir-se do cargo de comissário da Guerra e deixar o país, exilando-se na Turquia.

A partir de 1928, a economia soviética, sob o comando de Stálin, viveu a socialização total, com a implantação da política do “socialismo num só país”, oposta ao princípio marxista do internacionalismo proletário.

Após obter o reconhecimento do regime por algumas nações, lança o primeiro plano quinquenal, em 1928, cujo objetivo era dar prioridade à indústria pesada e passar para o Estado o controle de toda a atividade econômica.

Entre 1929 e 1930 volta-se para a coletivização da agricultura, onde cerca de 25 milhões de pequenas propriedades rurais foram transformadas, à força, em fazendas coletivas estatais, processo que levou à morte milhões de camponeses.

Na década de 30, a indústria pesada ainda era prioridade e mostrava grande progresso. Em 1933 teve início o segundo plano com a implantação da indústria produtora de bens de consumo.

No plano internacional a U. R. S. S. entra para a Sociedade das Nações, e os comunistas de outros países são aconselhados a formaram frentes populares com os socialdemocratas e outros esquerdista. É o temor do fascismo e do nazismo em ascensão.

Stalin levou adiante uma intensa política de centralização do poder. Usando métodos de extrema violência, reafirmou sua autoridade ao afastar todos os potenciais opositores.

Em 1936, por ordem de Stalin, começaram os julgamentos, condenações, expulsões do partido e punições, em processos que ficaram conhecidos como “expurgos de Moscou”.

As forças armadas não ficaram imunes, sendo fuzilados vários de seus principais dirigentes, sob a acusação de cumplicidade com o inimigo.

Segunda Guerra Mundial

Cada vez mais preocupado com a ameaça nazista, Stalin assina um tratado de assistência mútua com a França e 1935.

Em 23 de agosto de 1939, firma um pacto de não agressão com a Alemanha. Anexa a parte leste da Polônia. Em 1940 ocupa partes da Finlândia e da Romênia.

Seu objetivo era formar um cordão de isolamento cada vez maior entre a U.R.S.S. e a Alemanha.

Em 1940, Trotski, que estava exilado no México, mas continuava fazendo oposição ao governo stalinista, foi então assassinado a mando de Stalin.

No dia 22 de junho de 1941, a Alemanha lança o ataque contra a U.R.S.S. Stalin assume o comando supremo das forças armadas soviéticas, com o posto de marechal, em março de 1943.

Nesse mesmo ano, dissolve o “Komintern”, a organização encarregada de fazer a ligação com os comunistas do mundo todo.

Participa de conferências com Roosevelt e Churchill, em Terã (1943), Ialta (1945) e Potsdam (1945), estabelecendo as bases para o desenvolvimento e desfecho da guerra.

Stalin
Stalin, Roosevelt e Churchill (1943)

Guerra fria

Terminada a Segunda Guerra Mundial, Stalin passa a atacar os Estados Unidos como “imperialistas”. Em 1947 retoma as atividades do “Kumintern”, sob o nome de “Kominform”.

As divergências entre as principais nações capitalistas e o grupo socialista liderado pela U.R.S.S. persistiram até a morte de Stalin.

Stalin faleceu em Moscou, União Soviética, no dia 5 de março de 1953.

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Yuri Gagarin (1934-1968) foi um cosmonauta soviético, o primeiro homem a trip...
  • Plínio Salgado (1895-1975) foi um político, escritor e jornalista brasileiro...
  • Adolf Hitler (1889-1945) foi um político alemão. Líder do Partido Nacional- S...
  • Jair Bolsonaro (1955) é capitão da reserva do Exército e presidente eleito do...
  • Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido F...
  • Deodoro da Fonseca (Marechal) (1827-1892) foi um político e militar brasileir...
  • Rui Barbosa (1849-1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasil...
  • Tancredo Neves (1910-1985) foi um político brasileiro. Eleito presidente do B...
  • Lenin (1870-1924), foi um político revolucionário russo, principal líder da R...
  • Joaquim Nabuco (1849-1910) foi um político, diplomata, advogado e historiador...