Adolf Hitler

Político alemão

Biografia de Adolf Hitler

Adolf Hitler (1889-1945) foi um político alemão. Líder do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães (Partido Nazista). Nomeado Chanceler começou a aplicar o programa nazista. Numa sucessão de golpes, atos ilegais e assassinatos instalou sua ditadura. Com a morte do presidente alemão acumulou a função de chanceler e presidente. Era o início do Terceiro Reich.

Adolf Hitler (1889-1945) nasceu em Braunau, na Áustria, no dia 20 de Abril de 1889. Filho de Alois Hitler empregado de alfândega e Klara Hitler pretendia seguir a carreira artística e por duas vezes tentou, sem sucesso, entrar na Academia de Belas Artes de Viena. Em 1913 mudou-se para Munique e em agosto de 1914 alistou-se no Regimento de Infantaria do Exército alemão para lutar na Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Nesse mesmo ano, por sua bravura, recebeu a condecoração da Cruz de Ferro.

Com a derrota da Alemanha na Guerra e a crescente onda de insatisfação social provocada pela grave crise econômica, surgiu no país, diversos partidos de oposição ao governo. Em 1919, em Munique, um pequeno grupo de nacionalistas fundou um partido totalitário, nos moldes do fascismo italiano. Filiado ao partido, em 1920, Hitler adota o nome de “Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães” (Partido Nazista), e incorpora ao partido, uma organização paramilitar a Seção de Assalto (AS), encarregada de intimar os opositores, principalmente judeus, comunistas e socialistas. Hitler reorganiza o programa do partido, com forte apelo ao sentimento nacionalista. O totalitarismo se resumia em um povo (Volk), um império (Reich), e um líder (Führer).

Em novembro de 1923, Adolf Hitler e seus seguidores tentaram assumir o poder, mas foram todos presos. Condenado a cinco anos de prisão, Hitler só cumpriu oito meses. Na prisão escreve a primeira parte do livro "Minha Luta", obra em que desenvolveu os fundamentos do nazismo: a ideia da existência da raça ariana – que seria descendente de um grupo indo-europeu mais puro -, o nacionalismo exacerbado, o totalitarismo, o anticomunismo e o domínio dos territórios indispensáveis ao desenvolvimento alemão.

Com a crise de 1929 que abalou a economia mundial, os seis milhões de desempregados alemães engrossaram as fileiras do Partido Nacional-Socialista e o extremismo tomou conta da Alemanha. Em 1930 Hitler tornou-se cidadão alemão e já reunia 1,5 milhões de adeptos ao partido. Nas eleições legislativas de 1932 os nazistas elegem 230 deputados. Em 1933, com a crise do sistema parlamentarista, o presidente Hindenburg ofereceu a Hitler o cargo de Chanceler.

Elevado ao poder, o líder nazista instalou uma ditadura totalitarista. Deputados e líderes de esquerda foram presos e levados para campos de concentração, onde se aprisionavam e, muitas vezes, se exterminavam os opositores, e mais tarde judeus e prisioneiros de guerra. Para sustentar o poder criou a “Guestapo” – polícia secreta do Estado. No dia 21 de março, Adolf Hitler proclamou a criação do “Terceiro Reich”. Em 1934 morre o presidente Hindenburg e Hitler acumula as funções de chanceler e presidente. Em 1935 o governo nazista decretou o rearmamento alemão que era proibido pelo tratado de Versalhes.

Em maio de 1938, o exército alemão, com Hitler à frente, invadiu a Áustria. Em 1939, desrespeitando o acordo de Munique, ocuparam a Tchecoslováquia. No dia 1 de setembro, cruzou a fronteira da Polônia, que foi sucedido, dois dias depois, pela declaração de guerra da França e Inglaterra ao Terceiro Reich, desencadeando a Segunda Guerra Mundial (1939-1942). A partir de abril de 1940 a Alemanha avançou em direção à Europa Ocidental, conquistando a Noruega, a Dinamarca, a Bélgica, a Holanda e a França.

Em 1941, rompendo o pacto que assinou com Stalin, invadiu a União Soviética. A partir de 1943 começou a lenta agonia dos nazifascistas. As tropas aliadas anglo-americanas e soviéticas fecharam o cerco sobre a Alemanha e as tropas nazistas recuavam. Hitler resistiu desesperadamente, mas refugiou-se em um bunker em Berlim e suicidou-se junto com sua mulher Eva Braun. Os exércitos soviéticos liquidaram os alemães em vários países e entraram vitoriosos em Berlim, em 2 de maio de 1945.

Hitler morreu em Berlim, Alemanha, no dia 30 de abril de 1945.

Veja também as biografias de:

Última atualização: 30/10/2017