Benito Mussolini

Político italiano

Biografia e Vida

Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido Fascista, fundado em 1919, no final da Primeira Guerra Mundial. Foi professor e jornalista, escrevia para jornais de esquerda. Alistou-se no exército, chegando a patente de sargento. Em 1919 fundou o Partido Fascista. Em 1922 organizou a "Marcha sobre Roma", e com o apoio do rei Vítor Emanuel III passou a organizar o gabinete governamental, no cargo de primeiro-ministro da Itália. Por meio de eleições fraudulentas, os fascistas ganharam a maioria do parlamento. Em 1925 Mussolini tornou-se "Duce" (o condutor supremo da Itália).

Benito Mussolini (1833-1945) nasceu em Predappio, província de Forli, Itália, no dia 29 de julho de 1833. Filho de Alessandro Mussolini, um ferreiro, socialista, e Rosa Maltoni, professora primária. Em 1901 Mussolini formou-se professor de escola primária, trabalhou como professor, mas seu interesse era a revolução. Em 1902 foi morar na Suíça, fugindo do serviço militar, mas suas atividades esquerdistas acabaram o expulsando do país.

Nessa época, suas leituras filosóficas, especialmente as de Nietzsche, haviam firmado sua crença na violência como elemento fundamental para a transformação da sociedade. Emm 1910 foi nomeado secretário do Partido Socialista em Forli, começou a editar o jornal La Lotta di Classe. Depois de liderar um movimento operário contra a guerra turco-italiana, foi condenado a cinco meses de prisão. Em 1911, Mussolini já era um dos principais dirigentes socialistas da Itália. No ano seguinte passou a editar o jornal Avanti, para o órgão oficial do Partido Socialista.

Benito Mussolini sustentou a neutralidade da Itália na Primeira Guerra Mundial, de acordo com a linha do partido socialista. Ao defender a França e a Grã Bretanha, foi expulso do partido. Fundou o jornal Popolo d'Itália, no qual continuou a defender a entrada da Itália na guerra e organizou o Grupo de Ação Revolucionária. Em abril de 1915 voltou a ser preso. Depois que a Itália declarou guerra à Áustria, Mussolini foi convocado, alistou-se no exército, recebendo a patente de sargento.

A rápida ascensão de Mussolini foi consequência de vários fatores. A crise gerada pela guerra, as enormes perdas financeiras e humanas, a inflação e o desemprego, levaram à agitação política revolucionária das esquerdas. O governo parlamentar formado pelo Partido Socialista e pelo Partido Popular, não chegava a nenhum acordo, gerando impopularidade.

Em 1919, Mussolini fundou o Partido Fascista que pregava a abolição do Senado, a instalação de uma nova constituinte e o controle das fábricas por operários e técnicos. Em 1920, um movimento operário no norte da Itália foi inicialmente apoiado por Mussolini, que chegou a propor uma frente comum contra os patrões e os trabalhadores de extrema-esquerda. Rejeitada a proposta, e contornada a situação pelo governo liberal, Mussolini capitalizou a seu favor o pânico da burguesia em relação ao comunismo, e o movimento recebeu vultosas contribuições.

Benito Mussolini foi eleito para o parlamento em 1921 e apoiado pelas elites organizou o assalto ao poder. Em 1922, uma milícia armada formada por cinquenta mil "camisas-negras", dirigiu-se para Roma exigindo o poder - foi a chamada "Marcha sobre Roma". O rei Víctor Emanuel III cedeu às pressões e o líder fascista assumiu o cargo de primeiro-ministro. Em 1924, através de eleições fraudulentas, os fascistas ganharam a maioria no parlamento. No ano seguinte, Mussolini tornou-se “Duce” (o condutor supremo da Itália). Estava formado o Estado totalitário.

Em política externa, as aspirações de Mussolini foram limitadas na prática pelo reduzido poderio militar da Itália. Em 1927, ele estabeleceu um protetorado sobre a Albânia, em 1935 invadiu a Etiópia e em 1937 interveio na guerra civil espanhola. Durante a Segunda Guerra Mundial, sua aliança com Hitler, decidida no auge das conquistas militares alemãs, permitiu-lhe incorporar parte do território da Iugoslávia. Derrotado na Grécia em 1940 e na África em 1941, e com o desembarque dos aliados na Sicília, teve sua liderança repudiada pelo Grande Conselho Fascista, em 1943. Destituído e preso, foi libertado pelos alemães. Tentou manter-se no poder no norte da Itália, mas já desmoralizado e isolado foi preso por guerrilheiros italianos ao tentar fugir para a Suíça.

Benito Amilcare Andrea Mussolini foi julgado sumariamente e fuzilado junto com sua amante, Claretta Petacci, em Mezzegra, Itália, em 28 de abril de 1945. Seus corpos foram levados para Milão e expostos, pendurados de cabeça para baixo, na Praça Loreto.

Resumo da biografia de Benito Mussolini

Quem foi: Político italiano
Data do Nascimento: 29/07/1883
Data da Morte: 28/04/1945 (aos 61 anos)
Última atualização: 11/07/2016

Biografias Relacionadas
« Ludwig van Beethoven« Belo«Benito Mussolini»Benjamin Constant »Benjamin Franklin »