Antônio Fagundes

Ator brasileiro
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Antônio Fagundes

Antônio Fagundes (1949) é um ator, diretor e produtor brasileiro. Com 14 anos fez seu primeiro papel na peça A Ceia dos Cardeais no teatro do Colégio Rio Branco, onde estudava.

Antônio da Silva Fagundes Filho (1949) nasceu no Rio de Janeiro, no dia 18 de abril de 1949. Com oito anos mudou-se com sua família para a cidade de São Paulo. Começou no teatro participando de montagens de peças em sua sala de aula do Colégio Rio Branco.

Início da carreira

Com 14 anos, Antônio Fagundes fez sua primeira atuação na peça “A Ceia dos Cardeais”. Depois do sucesso das cinco peças apresentadas na escola e na paróquia, Fagundes resolveu montar um grupo de Teatro com seus colegas.

Seu primeiro prêmio como ator veio em 1966 no IV Festival de Teatro Amador, com a peça “Atlantic’s Queen”. No mesmo ano ele ingressou no Teatro de Arena de São Paulo.

Depois de dois anos ele entrou para o elenco permanente do grupo ao lado de Gianfrancesco Guarnieri, Paulo José, Augusto Boal, entre outros, atuando em Arena Conta Tiradentes, Farsa do Cangaceiro, entre outras.

Fagundes fez parte de outras companhias, como o Teatro Popular do Sesi e em seguida, montou a Companhia Estável de Repertório. Interpretou clássicos como Gata em Telhado de Zinco Quente e Macbeth, além de escrever peças como Pelo Telefone e Sete Minutos.

Carreira na televisão

Antônio Fagundes iniciou sua carreira na televisão fazendo pequenos papéis no teleteatro da TV Cultura. Em 1968 ingressou na TV Tupi e atuou em alguns capítulos da novela Antônio Maria. Atuou também na primeira versão de Mulheres de Areia (1972)

Em 1974, ainda na Tupi, Fagundes interpretou seu primeiro protagonista na novela O Machão, uma comédia com duração de vinte minutos e sem intervalo.

Em 1976, Antônio Fagundes deu início à sua longa carreira nas novelas da Globo atuando em Saramandaia, interpretando Lua Viana. No ano seguinte, atuou em Nina, no papel do imigrante italiano Bruno. Com sua atuação, ganhou o prêmio de melhor ator da Associação Paulista de Críticos de Arte.

Em seguida, atuou em Dancin’ Days (1978), no papel de Cacá. A novela foi um grande sucesso de audiência e a primeira de seis novelas de Gilberto Braga em que Antônio Fagundes atuou.

Entre 1979 e 1981, Antônio Fagundes protagonizou o caminhoneiro Pedro no seriado Carga Pesada, ao lado de Stênio Garcia, que fez um grande sucesso da TV.

antônio fagundes

Depois de Carga Pesada, Fagundes atuou na série Amizade Colorida (1981) quando interpretou o fotógrafo Edu. Em seguida, viveu seu primeiro vilão, Alex Torres, na minissérie Avenida Paulista (1982).

Antônio Fagundes atuou em mais três novelas de Gilberto Braga: Louco Amor (1983), no papel de Jorge, Corpo a Corpo (1985), no papel de Osmar, e Vale Tudo (1988) no papel de Ivan, personagens que se tornaram populares.

Na década de 90 Antônio Fagundes atuou em Rainha da Sucata (1990), quando interpretou Caio Szimanski, um professor polonês, um personagem cômico – tão tímido que ficava gago quando estava nervoso.

Nos anos seguintes, fez diversas interpretações, foi Felipe Barreto em O Dono do Mundo (1991), José Inocêncio em Renascer (1993), Otávio César Jordão em A Viagem (1994), Bruno Mezenga e Antônio em O Rei do Gado (1996/97), contracenando com Patrícia Pilar.

antônio fagundes
Antônio Fagundes e Patrícia Pilar

Em seguida, Antônio Fagundes interpretou Atílio Novelli em Por Amor (1997/98) e o fazendeiro Gumercindo em Terra Nostra (1999/2000). Em 2001 interpretou o vilão Felix em Porto dos Milagres e entre 2002 e 2003 foi o italiano Giuliano na novela Esperança.

Depois de alguns anos longe das novelas, Antônio Fagundes voltou interpretando o líder comunitário Juvenal, em Duas Caras (2007). Em seguida vieram: Negócios da China (2008), Insensato Coração (2011), o remake de Gabriela (2012), Amor a Vida (2013), Meu Pedacinho de Chão (2014) e Velho Chico (2016) quando interpretou o coronel Afrânio.

Em 2019, Antônio Fagundes atuou na novela Bom Sucesso, quando interpretou Alberto Prado um dono de uma editora, o que lhe rendeu o Troféu Melhores Personagens do Ano

Cinema e Teatro

Antônio Fagundes atuou também no cinema, foram mais de 40 longas-metragens, com destaque para os filmes Eternamente Pagu (1988), no papel de Oswald de Andrade, Villa-Lobos, Uma Vida de Paixão (2000), no papel de Villa-Lobos, Bossa Nova (2000) e Deus é Brasileiro (2003).

No teatro, atuou em diversas peças, entre elas: Cyrano de Bergerac (1985), que lhe rendeu o Prêmio de Melhor Ator de Teatro em 1985, Nostradamus (1986), Macbeth (1992), As Mulheres da Minha Vida (2005-2006) e Baixa Terapia (2017-2020).

Vida pessoal

Antônio Fagundes foi casado com a atriz Clarisse Abujamra entre 1973 e 1988. Da união nasceram três filhos: Dinah, Antônio e Diana.

Entre 1988 e 2000, esteve casado com a atriz Mara Carvalho, com quem teve um filho, o ator Bruno Fagundes.

Em 2007 iniciou um relacionamento com a atriz Alexandra Martins. Em 2016 eles oficializaram a relação.

Dilva Frazão
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros (1978-2021) foi um ator, humorista e...
  • Arthur Aguiar (1989) é um ator, cantor e compositor brasileiro. Interpretou D...
  • Grande Otelo (1915-1993) foi um dos mais destacados atores brasileiros do séc...
  • Pedro Cardoso (1961) é um ator, redator, roteirista e humorista brasileiro, q...
  • Matheus Nachtergaele (1969) é um ator brasileiro. Participou de importantes f...
  • Jardel Filho (1927-1983) foi ator brasileiro. Atuou em filmes, minisséries e...
  • Lima Duarte (1930) é um célebre ator brasileiro com passagens importantes pel...
  • Rodrigo Santoro (1975) é ator brasileiro reconhecido internacionalmente e con...
  • Oscarito (1906-1970) foi um ator brasileiro considerado um dos artistas mais...
  • Gabriel Gracindo (1977) é um ator brasileiro. Filho do também ator Gracindo J...