Antônio Fagundes

Ator brasileiro

Biografia e Vida

Antônio Fagundes (1949) é um ator brasileiro de televisão, teatro e cinema. É considerado um dos atores mais carismático da televisão brasileira.

Antônio da Silva Fagundes (1949) nasceu no Rio de Janeiro, no dia 18 de abril de 1949. Com oito anos mudou-se com sua família para a cidade de São Paulo. Começou no teatro no Colégio Rio Branco, participando de mantagens de peças teatrais. Sua primeira atuação foi na peça “A Ceia dos Cardeais” com apena 14 anos. Em 1966, ganhou seu primeiro prêmio como ator, no IV Festival de Teatro Amador, com a peça “Atlantic’s Queen”. Em 1968 ingressou no Teatro de Arena de São Paulo.

Seu primeiro papel na televisão foi na novela “Antônio Maria”, em 1968, na TV Tupi. A partir de então, seguiu uma carreira bem sucedida na televisão. Entre as primeiras novelas em que atuou destacam-se: “Saramandaia” (1976), “Nina” (ganhou o prêmio de melhor ator da Associação Paulista de Críticos de Arte, em 1977) e “Dancin’ Days” (1978).

Antônio Fagundes atuou como protagonista, ao lado de Stênio Garcia, na série "Carga Pesada", exibida entre 1979 e 1981, na Rede Globo. Carga Pesada foi sucesso de audiência. Ainda na década de 80, destacou-se nas novelas “Corpo a Corpo” (1985) e “Vale Tudo” (1988).

A partir dos anos 90, atuou de forma intensa na TV e obteve sucesso interpretando personagens que se tornaram populares do público brasileiro como “Felipe Barreto” na novela “O Dono do Mundo” (1991), “José Inocêncio” em “Renascer” (1993), “Otávio César Jordão” em “A Viagem” (1994), “Bruno Mezenga” em “O Rei do Gado” (1996/97), “Atílio Novelli” em “Por Amor” (1997/98), “Gumercindo” em “Terra Nostra” (1999/2000), “Felix” em “Porto dos Milagres” (2001) e o italiano “Giuliano” em “Esperança” (2002/2003).

Após alguns anos longe das novelas, Antônio Fagundes voltou interpretando “Juvenal” em “Duas Caras” (2007). Em seguida vieram: “Negócios da China” (2008), “Insensato Coração” (2011), “Gabriela” (2012), “Amor a Vida” (2013), “Meu Pedacinho de Chão” (2014) e “Velho Chico” (2016).

Antônio Fagundes atuou também no cinema, com destaque para os filmes “Bossa Nova” (2000) e “Deus é Brasileiro” (2003). Entre outros prêmios, recebeu o Troféu Imprensa de melhor ator de televisão no papel de Felipe Barreto em “O Dono do Mundo” (1991) e com José Inocêncio em “Renascer” (1993).

Biografias Relacionadas

Última atualização: 25/06/2016