Che Guevara

Guerrilheiro argentino

Biografia de Che Guevara

Che Guevara (1928-1967) foi um guerrilheiro e revolucionário argentino, um dos principais líderes da Revolução Cubana. Se tornou o braço direito de Fidel Castro, presidente do Banco Nacional e mais tarde Ministro da Indústria de Cuba. Acreditava na construção do Socialismo. Na Bolívia, organizou um grupo guerrilheiro com o objetivo de unificar o regime político da América Latina.

Ernesto Guevara de La Serna (1928-1967) nasceu em Rosário, Argentina, no dia 14 de junho de 1928. Filho de Ernesto Guevara y Lynch, renomado professor de Direito, congressista e embaixador, e de Celia de La Serna y Llosa, de família aristocrática. Desde criança sofria com asma, motivo pelo qual foi dispensado do serviço militar.

Em 1944, as finanças da família iam mal e Che Guevara passou a trabalhar como funcionário da Câmara de um vilarejo próximo. Em 1946, a família se mudou para Buenos Aires e em 1947, Che ingressou no curso de medicina na Universidade de Buenos Aires. Seu gosto por aventuras pouco convencionais o levou a interromper os estudos no terceiro ano e percorrer sozinho durante seis semanas, boa parte do norte da Argentina em uma bicicleta na qual adaptou um pequeno motor.

De volta a Buenos Aires, Che retornou à universidade e após concluir o quarto ano consegue uma credencial de enfermeiro para trabalhar em navios da petrolífera estatal. Sua primeira viagem durou seis meses a bordo do Anna G, no qual percorre toda a costa sul-americana até chegar a Trinidad e Tobago no Caribe. Nessa época escreveu seu primeiro ensaio, “Angustia”.

De volta aos estudos, idealiza com seu amigo Alberto Granado a aventura de percorrer toda a América Latina, saindo de Córdoba até chegar aos Estados Unidos a bordo da “La Poderosa”, uma Norton de 500 cilindradas de propriedade de Alberto. Em 14 de janeiro os amigos iniciam a viagem. Foram seis meses de estrada, inicialmente percorridos na moto, depois de carona, a pé e em alguns trechos de avião. As enormes contradições sociais da América Latina reforçaram seu ideal socialista.

Em 1953 Che Guevara conclui o seu curso de Medicina. Seu foco era na área de imunologia. Foi convidado pelo Dr. Pisani para trabalhar na clínica especializada em alergias, mas já com as ideias revolucionárias partiu para a Guatemala, país que havia passado por uma reforma agrária que contrariava os interesses de empresas norte-americanas que exploravam o mercado de banana. Nessa época intensificou os estudos sobre teorias políticas e medicina social. Desde sua primeira aventura, Guevara deixou tudo registrado em um diário.

Em 1954, no México conhece Fidel e Raul Castro, exilados depois do golpe de estado de Fulgêncio Batista, apoiado pelos americanos. Em seguida, Guevara se integra ao Movimento Nacional Revolucionário e participa, em 1956, do levante para a derrubada do governo de Fulgêncio. Em janeiro de 1959, após vitórias decisivas, Guevara, Fidel e Raul Castro ocupam Havana e são saudados pela população. Com as mudanças política no país, Fidel nomeia Che Guevara para presidente do Banco Nacional e mais tarde para Ministro da Indústria.

Ao longo dos anos em Cuba, seus ideais revolucionários passaram a se distanciar dos planos de Fidel Castro, decidiu então deixar Cuba e partir para ajudar outras revoluções. Em 1965, Che foi para o Congo, na África, com outros 100 cubanos para auxiliar na luta contra a ditadura do General Mobutu. Com o fracasso, seguiu para a Bolívia, onde organizou um grupo guerrilheiro, com o objetivo de unificar os países da América Latina sob a bandeira do socialismo. Durante seis meses, sem o apoio dos camponeses, Guevara e seus comandados vagaram pelas montanhas, até serem descobertos pelo exército boliviano. No dia 8 de outubro de 1967, Che foi capturado e no dia seguinte, morto por uma rajada de tiros a mando do Coronel Zentero Airaya.

Che Guevara faleceu em La Higuera, na Bolívia, no dia 9 de outubro de 1967. Seus restos mortais foram encontrados, 30 anos depois, em uma vala comum, na cidade de Vallgrande e levados para Cuba, sendo sepultado no Mausoléu Guevara, em Santa Clara na província de Villa Clara.

Biografias Relacionadas

Última atualização: 12/04/2017