Gengis Khan

Imperador mongol

Biografia de Gengis Khan

Gengis Khan (1162-1227) foi um imperador mongol que unificou um povo nômade que estava dividido em dezenas de tribos e clãs. Conquistou um vasto e poderoso império mongol.

Gengis Khan nasceu em uma região limitada por montanhas quase intransponíveis e pela barreira do deserto de Gobi, na Mongólia, Ásia Central, no ano 1162.

Infância

Herdeiro de Iasugai, descendente dos “filhos da luz” e chefe do clã dos Borjins, família da mais antiga nobreza do povo mongol, recebeu o nome de Temujin.

Cresceu em meio a outras crianças à sombra das tendas, caçando pequenos animais, pescando e limpando os cavalos.

Nessa época as tribos mongóis eram governadas por algumas famílias que ora viviam pacificamente, ora se dedicavam aos combates. Uma tribo sujeitava outra, roubava seus rebanhos e outros bens, e até as suas mulheres.

Com nove anos de idade, Gengis Khan ficou noivo de Borte, filha do chefe dos konguirat, poderosa tribo aliada, e permaneceu junto à família da noiva, de acordo com os costumes dos mongóis.

O líder de seu clã

Certo dia, com a morte prematura de seu pai envenenado em um banquete oferecido por uma tribo tártara, Temujin, volta para sua tribo e com apenas 13 anos de idade, torna-se o novo líder dos Borjins.

Recebe o chicote e o estandarte do clã, mas vê à sua volta, apenas mulheres e crianças, pois os guerreiros de seu pai não aceitam a liderança de um garoto.

Certo dia, seu pequeno acampamento é atacado e Temujin tem de abandonar as terras onde viveram seus antepassados. No monte Burkan Kal, reúne a família. Seus bens se resumem a nove cavalos e dois carneiros.

Temujin passa a ser perseguido. Certo dia roubam-lhe oito cavalos, mas ele monta no que ficou, encontra um amigo de infância e juntos recuperam os animais. Estabelece então um tratado de mútua aliança entre seus clãs.

Depois de quatro anos de perseguições e lutas pelas montanhas, Temujin, agora com 17 anos e com recursos, parte para reclamar a noiva.

No acampamento dos konguirat é acolhido com festas. Recebe como dote, um belíssimo manto de zibelina preta, que vale mais do que todas as propriedades do seu clã. A esposa traz consigo muitas tendas, servos e escravos.

Certo dia, ao regressar de uma caçada, o jovem encontra as tendas vazias e parcialmente incendiadas. Os merkitas saquearam o acampamento. Sua esposa está entre as mulheres raptadas.

Gengis Khan faz aliança com outras tribos, consegue os melhores guerreiros e se lança à luta. A vingança é preparada cuidadosamente.

Quando encontra sua esposa, após vitorioso ataque, ela está grávida. No caminho de volta, Borte dá à luz a um menino “Gutsci” (o inesperado). Temujin o aceita como seu legítimo herdeiro.

A vitória de Temujin atrai a simpatia dos chefes das tribos mais poderosas e prepara as futuras alianças. Sua mãe casa-se com um xamã, sacerdote-feiticeiro das tribos nômades e confidente dos deuses.

Chefe supremo dos mongóis

Com grande habilidade, Gengis Khan enfrenta uma luta contínua e, as notícias sobre seus feitos heroicos se propagam.

Sua origem mística e as habilidades com que trata os vencidos, perdoando suas ofensas, espalham-se rapidamente pelas estepes e deserto.  

Em uma luta contínua pela hegemonia das tribos, vence os temíveis tártaros, ganhando a simpatia da dinastia Chin, que reinava na China e era constantemente ameaçada pelos tártaros.

Dominando, pouco a pouco, todas as tribos mongóis, Temujin decide legalizar seu poder. Muda seu nome para “Gengis” (guerreiro perfeito). Em 1189 é reconhecido como "Khan" (chefe supremo).

Gengis Khan desejava criar um Estado mongol vasto e potente e sentia-se como executor de uma missão divina. Dizia sobre si mesmo:

“Um único sol no céu, um único soberano sobre a terra.”

Com esse objetivo, transformou a força militar dos mongóis em um verdadeiro exército nacional, estruturando-o sob seu comando pessoal.

Reuniu os códigos de leis das diferentes tribos numa só, constituindo o “Jasak”, e decidiu que chegara a hora da expansão.

O império mongol

Em 1211, os mongóis invadem o império chinês dos kin, que resistiram dentro das cidades fortificadas. Em 2014 abandona a China carregando os tesouros imperiais.

Em 1215, alegando que os chineses haviam rompido o tratado de paz, Gengis Khan destrói Pequim e deixa aí seus generais, que completam a tomada do país.

gengis khan
Exército Mongol

Em 1218 volta-se contra o Turquestão, império dos Kara-Khitai. Entre uma conquista e outra, Gengis Khan fundou a cidade de “Karakorum”, que se tornaria a capital de suas imensas possessões.

Até então, Gengis Khan havia limitado suas ambições à Ásia Oriental, mas em 1219 iniciou a travessia das grandes cadeias montanhosas do Himalaia que isolavam os povos da Ásia Central e Oriental das civilizações da Ásia Ocidental.

O exército mongol atacou a Pérsia e outros grandes centros muçulmanos. Em 1221, conquista Cabul, no Afeganistão. Vitorioso, Gengis Khan volta para a Mongólia, deixando o comando a cargo de dois generais.

Na tarefa de continuar a marcha para oeste, durante dois anos, levam o terror à Geórgia e às estepes do sul da Rússia, e sobem até a Crimeia.

Depois invade a Bulgária e chega ao mar Adriático, que banha as costas orientais da Itália. Mais ao norte chegaram até a Polônia.

O alvo de Gengis Khan é o Sul da Ásia. Parte então para uma batalha contra os remanescentes do reino dos hsia, mas é golpeado e morre.

Gengis Khan faleceu no sul da Ásia, provavelmente no dia 18 de agosto de 1227. Foi enterrado em local desconhecido, na Mongólia. Seus 4 filhos repartiram o império conforme sua vontade.

Veja também as biografias de:
  • Dom Pedro I (1798-1834) foi o primeiro Imperador do Brasil. Outorgou a prime...
  • Dom Pedro II (1825-1891) foi o segundo e último Imperador do Brasil. Tornou-...
  • Napoleão Bonaparte (1769-1821) foi imperador da França entre 1804 e 1814 com...
  • Justiniano (483-565) foi um Imperador Bizantino, redator do "Código Justinian...
  • Nero (37 – 68) foi imperador romano entre os anos de 54 e 68 da era cristã. F...
  • Napoleão III (1808-1873) foi imperador francês...
  • Adriano (Imperador romano) (76-138) foi o terceiro imperador romano, da Dinas...
  • Pedro I da Rússia ou Pedro, o Grande (1672-1725) foi um czar russo. Seu reina...
  • Constantino (272-337) foi o primeiro imperador cristão de Roma. Iniciou a con...
  • Calígula (12-41) foi um imperador romano que governou entre os anos 37 e 41 d...

Última atualização: 26/09/2019

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.