Jean-Baptiste Colbert

Político francês
Por Dilva Frazão

Biografia de Jean-Baptiste Colbert

Jean-Baptiste Colbert (1619-1683) foi um político francês. Responsável pelo extraordinário desenvolvimento da economia e da Marinha francesa durante o reinado de Luís XIV.

Jean-Baptiste Colbert nasceu em Reims, França, no dia 29 de agosto de 1619. Era filho de um comerciante descendente de próspera família formada de comerciantes e de oficiais franceses.

Colbert viveu na obscuridade até começar a trabalhar para o chanceler Michel de Tellier, em 1649. Em 1651 conheceu o Cardeal Mazarin, figura política dominante na França, que o fez seu secretário particular.

Durante dez anos, Colbert trabalhou para Mazarin e se destacou como excelente administrador dos bens do Cardeal. Em 1661, no leito de morte, o Cardeal recomenda Colbert para os serviços de Luís XIV e Colbert logo se torna o homem de confiança da administração dos negócios do rei.

Em 1664, integrando o conselho supremo, Colbert foi o responsável pela queda de Nicolas Fouquet, poderoso superintendente das finanças do reino, após descobrir desvios de verbas públicas.

Reformas na economia e finanças da França

Em 1665, Colbert foi nomeado controlador geral das finanças e dos negócios, tanto do rei quanto do reino e iniciou uma série de reformas na estrutura econômica e financeira do país.

jean-baptist colbert
Jean-Baptiste Colbert e Luís XIV

Colbert estabeleceu um novo sistema de arrecadação de impostos e um rigoroso controle dos contribuintes o que permitiu enriquecer os cofres do erário público.

Para incentivar a indústria Nacional, implantou medidas de caráter mercantilista, como o aumento da tarifa alfandegária para reduzir as importações e favorecer as exportações.

Colbert fomentou a instalação de novas indústrias e exigiu a produção de mercadorias de alta qualidade para reduzir a hegemonia comercial dos holandeses e competir com os produtos estrangeiros.

Colbert e a Marinha da França

Em 1668, Colbert assumiu a Secretaria de Estado da Marinha e estimulou a navegação e a construção de uma frota mercante para transporte dos produtos.

Ao mesmo tempo, promoveu uma política colonialista destinada a abrir novos mercados para os produtos franceses.

Comprou as ilhas de Guadalupe e Martinica, nas Antilhas, apoiou o estabelecimento de colônias em São Domingos, na Luziânia e no Canadá. Fundou entrepostos comerciais na África e na Índia.

Preocupado com a estagnação demográfica, estabeleceu a isenção de impostos para as famílias muito numerosas.

Com o objetivo de ampliar o poder político da França, ampliou a armada que chegou a ter quase trezentos navios.

Reformas legislativas

No intuito de uniformizar a legislação de conformidade com o centralismo monárquico, publicou as ordenações: civil, criminal, das águas e das florestas, comercial, assim como as coloniais e da marinha.

No campo cultural, Colbert protegeu as artes e as ciências. Membro da Academia Francesa, ele fundou a Academia dos Inscritos e Belas Artes, a Academia das Ciências e a Academia Real de Arquitetura, além de criar o observatório de Paris.

Sua preocupação com o progresso econômico da França o tornou hostil, pois aplicava energicamente as leis autoritárias, sem distinção ou sem preocupação com a opinião pública.

Apesar de Católico fiel, desconfiou dos monges e até do clero, com o argumento de que muitos comerciantes recebiam ordens sagradas. Tomou medidas hostis também contra os protestantes.

Últimos anos e morte

Jean-Baptiste Colbert, mais que qualquer outro político de seu tempo, impulsionou o esplendor e a prosperidade da França.

No final de sua trajetória, Colbert estava decepcionado, pois suas reformas de longo prazo precisavam de paz, mas Luís XIV havia sido atraído por uma série de guerras que esvaziaram os cofres do reino.

Jean-Baptiste Colbert faleceu em Paris, França, no dia 6 de setembro de 1683. Seu filho mais velho, Jean-Baptiste, Marquês de Seignely, sucedeu o pai como secretário de finanças e da Marinha da França.

Última atualização: 12/06/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Emmanuel Macron (1977) é o presidente da França desde 2017. Eleito com apenas...
  • Cardeal de Richelieu (1585-1642) foi um político francês. Primeiro-Ministro d...
  • Robespierre (1758-1794) foi um político, revolucionário francês e líder do Cl...
  • Charles de Gaulle (1890-1970) foi um general e político francês. Um dos coman...
  • Alexis de Tocqueville (1805-1859) foi um pensador político e estadista francê...
  • Jean Bodin (1530-1596) foi um jurista e teórico político francês, que exerceu...
  • Émile Durkheim (1858-1917) foi um sociólogo francês. É considerado o pai da S...
  • Auguste Comte (1798-1857) foi filósofo francês. Considerado o fundador do pos...
  • Napoleão Bonaparte (1769-1821) foi imperador da França entre 1804 e 1814 com...
  • Voltaire (1694-1778) foi um filósofo e escritor francês, um dos grandes repre...