Nicolas Poussin

Pintor francês

Biografia de Nicolas Poussin

Nicolas Poussin (1594-1665) foi um pintor francês, considerado um dos principais representantes do classicismo na pintura francesa.

Nicolas Poussin (1594-1665) nasceu em Les Andelys, Normandia, França, no dia 15 de junho de 1594. Iniciou seus estudos em latim e letras, mas logo mostrou sua inclinação pelo desenho. Em 1611 estudou pintura com o pintor Quentin Varim. Em 1612 foi para Paris, onde estudou anatomia, perspectiva e arquitetura e trabalhou com os mestres Georges Callemand e Ferdinand Elle.

Em 1622, executou a pintura da capela de Notre Dame e recebeu a encomenda de uma série de desenhos para o poeta italiano Geambattista Mariano. Incentivado a visitar a Itália, chegou à Roma em 1624. Nessa época aperfeiçoou sua técnica de anatomia e de perspectiva, sob a proteção do cardeal Barberini.

Seus primeiros trabalhos receberam influência da beleza sensual da pintura veneziana, mas em 1930, deram lugar à clareza formal, ao rigor intelectual e enfatizou formas claramente delineadas e modeladas. Também pintou temas bíblicos, além de temas ligados à história clássica e à mitológica. A obra “A Adoração dos Magos” (1633) serve como manifesto de sua conversão artística. Nessa época foi eleito membro da Guilda de São Lucas, uma evidência de sua crescente reputação.

Em 1639, Poussin foi convidado para trabalhar com o rei Luís XIII, em Paris, chegado a capital francesa em dezembro de 1640. Durante 18 meses, nomeado Primeiro Pintor do Rei, foi o responsável pela decoração das residências reais, projetos para o Louvre, pinturas de retábulos para o rei e membros da corte e ilustrações de livros. Grande parte desses trabalhos foi executa por uma equipe de assistentes, o que desagradou o artista. Em 1642 voltou para Roma.

Entre os anos de 1644 e 1648, Nicolas Poussin dedicou-se a um dos mais importantes conjuntos de sua pintura “Sete Sacramentos”, onde procurou recriar a arquitetura, o mobiliário e os trajes da época. Nos últimos anos dessa década Poussin criou as obras que se constituíram o ponto mais alto de sua carreira, entre elas, “Eliezer e Rebeca”, “A Sagrada Família na Escadaria” e “O Julgamento de Salomão”.

Em 1648, Nicolas Poussin se dedicou a uma série de pinturas de paisagens, adotando os mesmos ideais, de lucidez quase matemática e de ordem, ajudando a fixar as bases para a pintura de paisagens dos dois séculos seguintes. Poussin produziu pinturas de história mais dramática, algumas inspiradas na obra de Rafael. A partir de 1657 voltou a representar paisagens, é dessa época a obra “As Quatro Estações” (1660-1664).

Entre outras obras de Nicolas Poussin destacam-se: “O Rapto das Sabinas” (1638), “Os Pastores da Arcádia”, “Inspiração do Poeta”, “Paisagens com Serpentes” e “Funerais do Fócio”.

Nicolas Paussin faleceu em Roma, Itália, no dia 19 de novembro de 1665.

Veja também as biografias de:
  • Claude Monet (1840-1926) foi um pintor francês, considerado um dos mais impor...
  • Henri Matisse (1869-1954) foi um pintor desenhista, gravurista e escultor fra...
  • Paul Gauguin (1848-1903) foi um importante pintor francês, um dos maiores rep...
  • Auguste Renoir (1841-1919) foi um dos mais importantes pintores do Impression...
  • Paul Cézanne (1839-1906) foi um pintor pós-impressionista francês. Sua obra r...
  • Edgar Degas (1834-1917) foi um pintor impressionista francês, consagrado por...
  • Édouard Manet (1832-1883) foi um pintor francês do século XIX. Muitas vezes r...
  • Eugéne Delacroix Eugène Delacroix (1798-1863) foi um dos maiores pintores românticos franceses...
  • Georges Braque (1882-1963) foi um pintor francês. Junto com Pablo Picasso deu...
  • Gustave Courbet (1819-1877) foi um pintor francês, um dos pioneiros da pintur...

Última atualização: 09/10/2015

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.