David Hume

Filósofo escocês

Biografia de David Hume

David Hume (1711-1776) foi um filósofo, historiador, ensaísta e diplomata escocês, conhecido por seu radical sistema filosófico baseado no empirismo, ceticismo e naturalismo. Foi considerado um dos mais importantes representantes do empirismo e um dos mais destacados filósofos modernos do Iluminismo. Acusado de herege pela Igreja Católica, suas obras foram relacionadas no “Índice dos Livros Proibidos”.

David Hume (1711-1776) nasceu em Edimburgo, na Escócia no dia 7 de maio de 1711. Filho, um prestigiado advogado desde jovem demostrou interesse pela filosofia e pelas artes, mas em 1724, com apenas 13, devido a sua precocidade intelectual, foi enviado pela família para cursar Direito na Universidade de Edimburgo. Depois de dois anos, deixou a universidade e se viu obrigado a trabalhar. Ingressou no mundo do comércio e empregou-se em uma importadora de açúcar em Bristol, na Inglaterra. Nessa época se dedicava à leitura de obras literárias, filosóficas e históricas, além de estudar matemática e ciências naturais.

Em 1734, com o objetivo de se aprofundar nos estudos, David Hume viajou para a França. Entre 1734 e 1737 escreveu grande parte de sua obra “Tratado da Natureza Humana". Em 1737 retornou à Inglaterra e em 1939 publicou os dois primeiros volumes de seu Tratado. No ano seguinte publicou o terceiro volume de sua obra, que não teve repercussão na época, mas posteriormente veio a alcançar grande importância na história da filosofia.

Em 1740 retornou para junto de sua família. Publicou “Ensaios Morais e Políticos” (1742), que foi bem acolhido em Edimburgo. Nessa época trabalhou como preceptor de um jovem marquês e depois como secretário do general James St. Clair, a quem acompanhou em uma missão diplomática em Viena e Turim. Em 1744 concorreu à cátedra de Filosofia na Universidade de Edimburgo, mas sua fama de ateísta o levou a enfrentar forte oposição e acabou sendo rejeitado.

Em 1748 publicou “Ensaios Sobres o Entendimento Humano”, sua obra mais emblemática, onde afirmava que todo conhecimento era derivado da experiência sensível do ser humano, em que ele dividiu em duas partes: impressões – associadas aos sentidos (visão, tato, audição, olfato e paladar), e ideias – associadas às representações mentais resultantes das impressões. Foi nomeado diretor da biblioteca da Faculdade de Direito de Edimburgo, e iniciou a redação da história da Inglaterra uma obra monumental, publicada nos anos de: 1754, 1756, 1759 e 1762.

Considerado um herege, os livros de Hume foram condenados pela Igreja Católica, sendo incluídos no “Índice dos Livros Proibidos”. O filósofo acreditava que a moralidade humana não era fruto da ordem divina preexistente, mas oriunda da criação humana. Foi acusado de heresia e de ateísmo, sendo alvo de um processo mal sucedido de excomunhão em 1756. Apesar da rejeição da Igreja e recusa do mundo acadêmico, Hume foi grande influenciador de filósofos e pensadores como Kant, John Mill, e Augusto Conte.

David Hume morreu em Edimburgo, na Escócia, no dia 25 de agosto de 1776.

Veja também as biografias de:
  • Adam Smith , (1723-1790) foi um economista e filósofo escocês. Considerado o p...
  • William Wallace (1272-1305) foi um guerreiro escocês. Liderou a resistência à...
  • James Clerk Maxwell (1831-1879) foi um físico e matemático escocês. Estabelec...
  • James Watt (1736-1819) foi um engenheiro mecânico e matemático escocês. Aperf...
  • Alexander Graham Bell (1847-1922) foi um cientista escocês, inventor do telef...
  • David Livingstone (1813-1873) foi um missionário e explorador escocês, que in...
  • Gordon Ramsay (1966) é um chefe de cozinha escocês que faz sucesso na TV com...
  • Aristóteles (384-322 a.C) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores...
  • Tales de Mileto (624 a.C.–558 a.C.) foi um filósofo, matemático e astrônomo g...
  • Auguste Comte (1798-1857) foi filósofo francês. Considerado o fundador do pos...

Última atualização: 25/11/2016