David Livingstone

Missionário e explorador escocês

Biografia de David Livingstone

David Livingstone (1813-1873) foi um missionário e explorador escocês, que introduziu o cristianismo moderno na África e abriu os olhos da Europa para o continente africano.

David Livingstone (1813-1873) nasceu na cidadezinha de Blantyre, na Escócia, no dia 19 de março de 1813. Filho de um modesto comerciante de chá com dez anos de idade já precisava trabalhar. Durante as longas horas diárias, dividia sua atenção entre a máquina de enrolar fios e uma gramática de latim que escondia de seu contramestre. Às 8 horas da noite, terminada a jornada do trabalho ia para a escola noturna.

Fascinado pelas histórias do médico e missionário Gutzlaff que se aventurou na China, em 1836, decide estudar medicina em Glasgow e um dia partir para a China. Escreve uma longa carta à Sociedade Missionária de Londres, explicando seus objetivos e oferecendo seus serviços. A resposta veio rápida, e em setembro de 1838 é convidado a ir a Londres para assistir um curso sobre as atividades missionárias.

Em 1840, a Guerra do Ópio entre a Inglaterra e a China impede a partida de Livingstone para esse país. Em novembro desse mesmo ano recebe o diploma de médico e é ordenado missionário. Ouve o relatório do explorador Robert Moffat, recentemente chegado da África. É designado então para prestar serviços na África. A bordo do navio George, parte para a cidade do Cabo, onde permanece um mês. Em 1841, com 28 anos, chega a Kuruman, na Bachuanaland (atual Botsuana), no interior da África, no posto avançado da Sociedade Missionária. Dali deveria partir em direção às terras desconhecidas.

As missões na selva eram ao mesmo tempo a instalação de postos médicos, a exploração científica, com o mapeamento da região, a fauna, a flora, o percurso dos rios, e a criação de centros de pregação religiosa para as tribos da região. Para facilitar os contatos, Livingstone se esforçou para aprender o idioma local e em pouco tempo com muitos gestos já se fazia entender.

David Livingstone, na localidade de Lopeole, viveu com o chamado povo dos Crocodilos, descobriu um leito seco de um rio, e cavando mais profundo, a água começou a jorrar, afastando o feiticeiro que explorava os indígenas. No vilarejo de Mabotsa, entre o povo dos macacos, o missionário é atacado no braço por um leão. Como sofreu uma fratura, tratada impropriamente, dificultou para sempre seus movimentos.

Em 1844, teve um encontro com Moffat, quando conhece sua filha Mary. Em 1845, os dois se casam e vão para o vilarejo de Mabotsa que se tornaria um posto avançado do explorador. Sua mulher, nascida e criada na África, conhece os problemas dos selvagens: é ao mesmo tempo enfermeira, cozinheira e professora na pequena escola para os nativos. Mais tarde, vai para o vilarejo de Tchonuane, onde nasce seu primeiro filho. Segue depois para Koloben, e em 1849, com uma pequena comitiva penetra no deserto. Em agosto desse mesmo ano, avistam o lago Ngami.

De volta para casa, ele encontra sua mulher e os dois filhos doentes e seguem para a África do Sul. Em 1852, a família é levada para a Inglaterra, mas Livingstone permanece na África. Seu objetivo agora era partir do extremo norte do deserto de Kalahari, abrir caminho em direção ao oceano e encontrar locais para instalar as Missões. Ao chegar em Kolobem encontra o posto destruído pelos bôeres, colonos holandeses em conflito permanente com os ingleses. Na travessia do deserto de Kalahari, chega até o rio Zambeze, onde descobre uma magnífica catarata. Em 1855 atravessa a África meridional, de um extremo a outro. Em 1856, viaja para a Inglaterra, onde é homenageado pela Rainha Vitória e nomeado cônsul britânico na costa oriental da África, com sede em Moçambique.

Em 1862, morre Mary na cidade do Cabo, e David entrega-se ao trabalho. Em 1867, a descoberta de diamantes no território de Orange, estoura um grande conflito entre a Inglaterra e a república dos bôeres. Com seu espírito científico, continuou suas expedições tanto para a coroa como para sociedades científicas.

David Livingstone faleceu no pequeno povoado de Old Chitambo, na atual Zâmbia, na África, no dia 1 de março de 1873.

Veja também as biografias de:
  • George Fox (1624-1691) foi missionário inglês. Criador da Sociedade dos Amigo...
  • Juan Ponce de León (1474-1521) foi um explorador espanhol. Acompanhou Colombo...
  • Francis Drake Francis Drake (1537-1596) foi um navegante e explorador inglês, herói da Mari...
  • Adam Smith , (1723-1790) foi um economista e filósofo escocês. Considerado o p...
  • David Hume (1711-1776) foi um filósofo, historiador e ensaísta e diplomata es...
  • William Wallace (1272-1305) foi um guerreiro escocês. Liderou a resistência à...
  • James Clerk Maxwell (1831-1879) foi um físico e matemático escocês. Estabelec...
  • James Watt (1736-1819) foi um engenheiro mecânico e matemático escocês. Aperf...
  • Alexander Graham Bell (1847-1922) foi um cientista escocês, inventor do telef...
  • Gordon Ramsay (1966) é um chefe de cozinha escocês que faz sucesso na TV com...

Última atualização: 08/09/2016

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.