Dorina Nowill

Ativista brasileira
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Dorina Nowill

Dorina de Gouvêa Nowill (1919-2010) atuou como professora, ativista, filantropa e pedagoga brasileira tendo sido responsável pela inclusão de deficientes visuais no país. Dorina era conhecida por muitos como a "dama da inclusão".

Dorina Nowill nasceu em São Paulo no dia 28 de maio de 1919.

Pioneira na luta pelos deficientes visuais

Dorina Nowill ficou cega aos 17 anos, não se sabe até hoje o motivo que levou a perda da visão.

Pioneira, ela foi a primeira aluna cega a se formar na Escola Normal Caetano Campos. Seu desejo de inclusão fez com que conseguisse convencer a instituição a implantar o primeiro curso de especialização de professores para o aprendizado de cegos.

Dorina conseguiu cursar uma especialização em Nova Iorque no Teacher´s College da Universidade de Columbia com uma bolsa de estudos bancada pelo governo dos Estados Unidos. 

O lema da ativista era:

“Vencer na vida é manter-se de pé quando tudo parece estar abalado. É lutar quando tudo parece adverso. É aceitar o irrecuperável. É buscar um caminho novo com energia, confiança e fé.”

Luta pela inclusão

Em março de 1946, Dorina criou com um grupo de amigas a Fundação para o Livro do Cego no Brasil. Em 1991, a instituição - que produzia livros em braile para distribuir gratuitamente - recebeu o seu nome.

Dorina Nowill
Retrato de Dorina Nowill

Entre 1961 e 1973 dirigiu a Campanha Nacional de Educação de Cegos do Ministério da Educação e Cultura.

Foi também presidente do Conselho Mundial para o Bem-Estar dos Cegos (atualmente a instituição se chama União Mundial de Cegos).

Em São Paulo criou o departamento de Educação Especial para Cegos na Secretaria de Estado da Educação.

Dorina foi igualmente uma das responsáveis pela criação da União Latino Americana de Cegos.

Livro ...E eu venci assim mesmo

Em 1996 escreveu e publicou o livro ...E eu venci assim mesmo.

A obra chegou a ser traduzida para espanhol (...Y aun así lo he conseguido).

...E eu venci assim mesmo (1996)
Capa do livro ...E eu venci assim mesmo (1996)

Doodle

No dia 28 de maio de 2019, centenário da ativista, o Google homenageou Dorina Nowill com o Doodle abaixo:

Doodle Dorina Nowill

Vida pessoal

Dorina Nowill foi casada com Edward Hubert, com quem teve cinco filhos (Alexandre, Cristiano, Denise, Dorininha e Márcio Manuel) e 12 netos.

Morte

A ativista faleceu aos 91 anos no dia 29 de agosto de 2010 no Hospital Santa Isabel (São Paulo) vítima de uma parada cardíaca. Dorina Nowill estava internada há quinze dias para tratar uma infecção. 

Aproveite para ler também o artigo A biografia dos 10 ativistas que mudaram o mundo.

Veja também as biografias de:
  • Maria da Penha (1945) é uma ativista brasileira. Seu nome é incontornável qua...
  • Greta Thunberg (2003) é uma importante ativista pelo meio ambiente...
  • Martin Luther King (1929-1968) foi um ativista norte americano, lutou contra...
  • Rosa Parks (1913-2005) foi uma ativista do movimento dos direitos civis dos n...
  • Malcolm X (1925-1965) foi um ativista norte-americano, um dos mais polêmicos...
  • Helen Keller (1880-1968) foi uma escritora e ativista social norte-americana...
  • Antonio Gramsci (1891-1937) foi um ativista político, jornalista e intelectua...
  • Antônio da Silva Jardim (1860-1891) foi ativista político brasileiro. Formado...
  • Ingrid Betancourt (1961), ativista política colombiana, foi sequestrada pela...
  • Carolina Maria de Jesus (1914-1977) foi um a escritora brasileira, considerad...

Última atualização: 14/10/2019

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).