Dorival Caymmi

Cantor e compositor brasileiro

Biografia de Dorival Caymmi

Dorival Caymmi (1914-2008) foi um cantor e compositor brasileiro que cantava os costumes e tradições da Bahia. Entre suas canções de sucesso estão "Samba da Minha Terra", "Marina", "Samba da Bahia", "O Dengo Que a Nega Tem" e "Saudade de Itapoã".

Infância e Juventude em Salvador

Dorival Caymmi nasceu em Salvador, Bahia, no dia 30 de abril de 1914. Era filho do funcionário público, Durval Henrique Caymmi, descendente de italianos, e de Aurelina Soares Caymmi, descendente de portugueses e africanos. Seu pai tocava piano, violão e bandolim. Desde menino, Dorival cantava no coro da igreja.

Dorival Caymmi interrompeu os estudos no primeiro ano ginasial. Tinha curso de inglês, datilografia e escrituração mercantil. Foi trabalhar como auxiliar de escritório e depois na revisão do jornal O Imparcial. Passou em segundo lugar no concurso para escrivão da Coletoria, mas não foi chamado.

Nessa época aprendeu a tocar violão sozinho, desenvolvendo um estilo pessoal, compôs sua primeira canção, a toada - "No Sertão" (1930). Mais tarde, venceu um concurso de músicas carnavalescas com “A Bahia Também dá”.

Rio de Janeiro

Em 1938, Caymmi deixa as praias, o sol e o sossego da Bahia e vai para o Rio de Janeiro tentar a sorte. Tinha facilidade para o desenho e a experiência no jornal, esperava encontrar trabalho na imprensa. O parente José Pitanga o apresentou ao desenhista Edgar de Almeida, da revista O Cruzeiro e Caymmi consegue um modesto trabalho.

Levado por Assis Valente e Lamartine Babo se apresenta na Rádio Nacional cantando “Noite de Temporal”, acompanhado do toque do berimbau. Em seguida, foi apresentado ao diretor da Rádio Tupi que o contratou. No dia 24 de junho de 1938, Caymmi estreou cantando o samba "O Que é Que a Baiana Tem?".

Dois meses depois, passava para a Rádio Transmissora e mais tarde foi levado por Almirante para a Rádio Nacional. Ao mesmo tempo, Caymmi começava a frequentar a roda dos músicos e de artistas plásticos.

Carmem Miranda

Para o carnaval de 1939, o produtor de cinema Wallace Downey preparava uma nova produção com Carmem Miranda. O título seria “Banana da Terra” (1938), assim, a música “O Que é Que a Baiana Tem?” entrou para o filme, na voz de Carmem Miranda, fazendo grande sucesso, a ponto de popularizar a palavra “balangandãs”.

Músicas

  • O Que é Que a Baiana Tem? (1939) contratado pela Odeon, este foi o primeiro disco de Caymmi, quando cantou o samba ao lado de Carmem Miranda.
  • O Mar (1940) foi a primeira gravação de Caymmi na gravadora Columbia: O mar/ quando quebra na praia/ é bonito... é bonito.(...)
  • Samba da Minha Terra (1940) uma das mais populares gravações de Caymmi, foi lançada pelo Bando da Lua, mas só depois de 20 anos foi revivida quando gravada pelo autor e pelo papa da bossa nova, João Gilberto, em 1961.
  • Marina (1947) com essa música, Caymmi estreia no gênero samba-canção, tendo sido gravada por Dick Farney: Marina, morena,/ Marina você se pintou./ Marina, você faça tudo,/ mas faça um favor:/ não pinte esse rosto que eu gosto,/ e que é só meu. (...)
  • Maracangalha  (1956) um dos sambas mais populares de Caymmi: Eu vou pra Maracangalha/ Eu vou/ Eu vou de liforme branco/ Eu vou./ Eu vou de chapéu de palha/ Eu vou. (...)

Em 1972, Dorival Caymmi foi condecorado com a Ordem do Mérito do Estado da Bahia. Nesse mesmo ano, lança o LP que trazia a canção "Oração da Mãe Menininha", homenagem à Menininha do Gantois, nos seus 50 anos de mãe de santo. Em 1975, Caymmi lança a música “Modinha para a Gabriela”, baseada no romance Gabriela, cravo e canela, de Jorge Amado. Posteriormente a música foi gravada por Gal Costa e foi tema da novela Gabriela exibida pela Rede Globo.

Casamento e Filhos

Em 1939 Dorival Caymmi estava no auditório da Rádio Nacional para assistir um programa de calouros quando conhece Stella Maris, vencedora da prova. No dia 30 de abril de 1940, Caymmi completou 26 anos e casou-se com a mineira Stella Maris. O casal teve três filhos, que também seguiram a carreira musical: o cantor, compositor e arranjador Danilo Caymmi, o violonista e compositor Dori Caymmi e a cantora Nana Caymmi.

Doença e Morte

Com problemas cardíacos, Dorival Caymmi passou a se apresentar esporadicamente em shows ao lado dos filhos Dori, Nana e Danilo. Com 60 anos de carreira, Dorival Caymmi gravou cerca de 20 discos, mas teve um grande número de versões de suas músicas feitas por outros intérpretes. Sua obra, considerada pequena é composta de um grande número de obras-primas.

Dorival Caymmi faleceu no Rio de Janeiro, no dia 16 de agosto de 2008.

Veja também as biografias de:
  • Roberto Carlos (1941) é um cantor e compositor brasileiro. O Rei da música ro...
  • Cazuza (1958-1990) foi um cantor e compositor brasileiro, considerado um dos...
  • Adoniran Barbosa (1910-1982) foi cantor e compositor brasileiro. Saudosa Malo...
  • Gusttavo Lima (1989) é um cantor, compositor e multi-instrumentista brasileir...
  • Cartola (1908-1980) foi cantor e compositor brasileiro. "As Rosas Não Falam",...
  • Seu Jorge (1970) é um cantor, compositor, instrumentista e ator brasileiro...
  • Michel Teló (1981) é um cantor e compositor brasileiro, um dos cantores mais...
  • Heitor dos Prazeres (1898-1966) foi um compositor, cantor e artista plástico...
  • Zeca Pagodinho (1959) é um cantor e compositor brasileiro de samba e pagode...
  • Gonzaguinha (1945) foi um cantor e compositor brasileiro. Autor de grandes su...

Última atualização: 27/03/2019

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.