Giordano Bruno

Teólogo e filósofo italiano

Biografia de Giordano Bruno

Giordano Bruno (1548-1600) foi um teólogo, filósofo, escritor e religioso italiano. Acusado de heresia foi condenado à morte na fogueira pela Santa Inquisição.

Giordano Bruno, nome religioso de Fillipo Bruno, nasceu no vilarejo de Nola, próximo à Nápoles, na Itália, no ano de 1548. Filho dos nobres Giovanni Bruno e Fraulissa Savolino, com 14 anos foi enviado à Nápoles para estudar Humanidades, Lógica e Dialética. Com 17 anos ingressou como noviço no convento Dominicano de San Dominica Maggiore. Registrado com o nome de Fillipo Bruno adotou o nome religioso de Giordano Bruno. Em 1572 foi ordenado sacerdote e em 1575 se doutorou em Teologia.

Durante os anos em que passou no convento, seu pensamento era guiado por autores como Aristóteles, Johannes Kepler e Erasmo de Roterdam. Defendia alguns textos que questionavam os princípios da Igreja. Em 1576 foi acusado de herege e levado para Roma para ser julgado. Logo depois, abandonou o hábito e para fugir das acusações de heresia começou uma longa peregrinação. Esteve em Liguria, Turim e Veneza. Em 1579 deixou a Itália. Em Genebra adotou o Calvinismo, mas ao escrever um artigo contestando as ideias calvinistas foi excomungado do movimento.

Em 1552 seguiu para a França, onde passou a lecionar em Toulouse. Em seguida se mudou para Paris e nessa época ofereceu ao rei Henrique III a obra “Las Sombras de las Ideas”. Escreveu também “Sinais dos Tempos”. Em seguida, viajou para a Inglaterra, onde permaneceu até 1958, entre Oxford e Londres, sob a proteção do embaixador francês. Nessa época escreveu a trilogia “Diálogos Italianos”, “El Candelero” e “La Cena del Niércoles de Ceniza”. Após ser acusado de plagiar um trabalho de um colega foi expulso de Oxford e retornou para a França.

Nessa época, escreveu em defesa da teoria Heliocêntrica de Copérnico que afirmava que o Sol estava no centro do universo, contrariando a teoria Geocêntrica imposta pela Igreja. Afirmava que a Bíblia deveria ser seguida apenas por seus ensinamentos morais, para evitar contradições entre a religião e a ciência. Bruno escreveu “O Infinito Universo e Mundos”, que defendia que o Universo era infinito e estava inacabado, ou seja, não era a obra perfeita e concluída de Deus. Afirmava que havia mundos habitados. Essas teorias avançadas iam de encontro a tudo o que a Igreja pregava e defendia.

Em 1591, Giordano Bruno vai viver em Frankfurt, onde se converte ao Luteranismo. Mais uma vez se desentende e sofre a excomunhão da Igreja Luterana. Nessa época, conhece o nobre veneziano, Giovanni Mocenigo, que o convida para visitar Veneza. Segundo alguns historiadores essa foi uma armadilha para prender Bruno que durante muitos anos estava na lista dos procurados pela Inquisição.

Prisão, julgamento e execução

No dia 23 de maio de 1592, Bruno foi levado para o cárcere do Santo Ofício de San Domenico de Castello. Em Roma, o julgamento durou oito anos. As numerosas acusações contra Giordano Bruno eram baseadas em alguns de seus livros, que para a Igreja continham blasfêmia, conduta imoral e heresia aos dogmas católicos. Para livrá-lo da morte, a Santa Inquisição exigia a retratação integral de suas teorias. Quando questionado pelos inquisidores destacava que suas ideias eram puramente filosóficas e não religiosas, mas o argumento não foi aceito. No dia 18 de fevereiro de 1600, foi condenado à morte na fogueira e obrigado a ouvir sua sentença de joelhos. Nesse momento desabafou: “Talvez sintam maior temor ao pronunciar esta sentença do que eu ao ouvi-la”.

Giordano Bruno foi queimado na fogueira, no Campo de Fiori, em Roma, no dia 17 de fevereiro de 1600.

Veja também as biografias de:
  • Santo Agostinho (354-430) foi um filósofo, escritor, bispo e teólogo cristão...
  • Jacques Bossuet (1627 - 1704) foi teólogo francês e um dos maiores teórico do...
  • João Calvino (1509-1564) foi um teólogo, líder religioso e escritor francês...
  • John Wycliffe (1328-1384) foi um teólogo, professor e reformador religioso do...
  • Rubem Alves (1933-2014) foi um teólogo, educador e escritor brasileiro. Autor...
  • Leonardo Boff (1938) é um teólogo e escritor e professor brasileiro, um dos m...
  • Erasmo de Roterdã (1466-1536) foi um teólogo e escritor holandês, o maior vul...
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...
  • Galileu Galilei (1564-1642) foi um matemático, físico, astrônomo e filósofo i...
  • Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido F...

Última atualização: 11/07/2017