Norberto Bobbio

Filósofo italiano

Biografia de Norberto Bobbio

Norberto Bobbio (1909-2004) foi um filósofo, militante político, ensaísta e professor italiano, considerado um dos mais destacados filósofos do século XX.

Norberto Bobbio nasceu em Turim, Itália, no dia 18 de outubro de 1909. Filho de Luigi Bobbio, um médico cirurgião e de Rosa Cavilia, estudou no Ginnasio e em seguida no Liceo Massimo d’Azeglio. Em 1927 ingressou na Universidade de Turim no curso de Direito. Em 1931 licencia-se com a tese Filosofia do Direito. Estagiou em Marburg na Alemanha. De volta a Turim continuou seus estudos e em 1933 defendeu a tese “Husserl e a Fenomenologia”. Em 1934 obteve a livre-docência em Filosofia do Direito.

Ativismo político

Em 1935, numa operação da polícia fascista, Bobbio foi detido por integrar o grupo esquerdista “Justiça e Liberdade” que fazia oposição ao regime fascista. Nessa época começou a escrever suas primeiras obras filosóficas. Entre 1937 e 1938 lecionou na Faculdade de Direito da Universidade de Camerino. Durante a Segunda Guerra Mundial fez parte do movimento de resistência antifascista. Em 1942 participou da fundação do Partido de Ação e do movimento liberal-socialista.

Entre 1939 e 1942 lecionou na Universidade de Siena. Em 1943 casou-se com Valeria Cova, uma antiga amiga do Liceu e companheira de militância. Passou a militar abertamente contra o fascismo. Nesse mesmo ano, um decreto ordenou seu translado para a Universidade de Cagliari, na ilha da Sardenha. Pouco depois, com a queda de Mussolini, Bobbio retornou para Turim. Nessa época, as forças de esquerda se uniram e iniciaram um diálogo sobre liberdade, justiça social e democracia.

Após a Guerra, Bobbio seguiu militando no Partido de Ação, mas não se identificava com a Democracia Cristã por sua filiação a Igreja e criticava as ideias ou a prática dos comunistas e do Partido Socialista, Bobbio se filiou à tradição italiana do liberalismo leigo, entretanto, depois da derrota de sua candidatura à Constituinte em 1946 pelo Partido de Ação, decide abandonar seu envolvimento na política e nunca mais se candidatou.

Carreira docente

Em 1948 Norberto Bobbio assumiu a cadeira de Filosofia de Direito na Universidade de Turim. Em 1955, depois de publicar “Estudos Sobre a Teoria Geral do Direito”, Bobbio foi um dos membros da primeira delegação italiana convidada a visitar a China de Mao. A viagem serviu para Bobbio reafirmar suas suspeitas de que o comunismo chinês pouco tinha a ver com Marx ou com Hegel. Em 1962, Bobbio começou a ensinar Filosofia Política além de Filosofia do Direito. Em 1968, a greve dos estudantes franceses ecoou na Faculdade de Turim. Para o filósofo, a revolta estudantil foi uma demonstração da fragilidade da democracia.

Em 1972, Norberto Bobbio se transferiu para a recém-fundada Faculdade de Ciência Política de Turim, onde ensinou Filosofia Política até se aposentar em 1988, como professor emérito. Em 1975, iniciou, em seu país, um debate sobre socialismo, democracia, marxismo e comunismo, que influenciou as novas gerações de toda a Europa. Em 1984 foi nomeado Senador Vitalício pelo então presidente Sandro Pertini.

Produção literária

Ao longo da carreira, Norberto Bobbio escreveu ensaios, artigos para várias revistas e jornais, inclusive para o Corriere della Sera. Escreveu diversos livros, entre eles, “Teoria da Ciência Jurídica” (1950), “Política e Cultura” (1955), que vendeu mais de 300 mil cópias só na Itália e foi traduzido para diversos países, “Teoria das Formas de Governo” (1976), “Qual Socialismo ?” (1976), “As Ideologias e o Poder em Crise” (1981), “O Futuro da Democracia” (1986) e as obras-primas da literatura moral e autobiográfica: “Tempo de Memória” (1996) e “Elogio da Serenidade” (1997).

Norberto Bobbio faleceu em Turim, Itália, no dia 9 de janeiro de 2004.

Veja também as biografias de:
  • Giordano Bruno (1548-1600) foi um teólogo, filósofo, escritor e religioso ita...
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...
  • Galileu Galilei (1564-1642) foi um matemático, físico, astrônomo e filósofo i...
  • Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido F...
  • Rafael Sanzio (1483-1520) foi um pintor italiano, uma das grandes expressões...
  • Américo Vespúcio (1451-1512) foi um navegador italiano. Em sua homenagem, as...
  • São Francisco de Assis (1182-1226) foi um religioso italiano. Fundou a Ordem...
  • Leonardo Fibonacci (1170 — 1250) foi um matemático italiano, responsável pela...
  • Caravaggio (1571-1610) foi um pintor italiano, o mais revolucionário artista...
  • Alessandro Volta (1745-1827) foi um físico italiano. O inventor da pilha volt...

Última atualização: 16/11/2017