Humberto Teixeira

Compositor brasileiro

Biografia de Humberto Teixeira

Humberto Teixeira (1915-1979) foi um compositor, advogado e deputado federal. Tornou-se conhecido como o parceiro de Luiz Gonzaga e autor da letra da imortal “Asa Branca”.

Humberto Cavalcanti de Albuquerque Teixeira nasceu em Iguatu, Ceará, no dia 5 de janeiro de 1915. Estudou as primeiras letras, aprendeu bandolim e flauta em sua cidade natal.

Humberto foi morar em Fortaleza, onde fez o curso secundário no Liceu do Ceará. Foi aluno do Maestro Antônio Moreira e atuou como flautista-aluno na Orquestra Iracema.

Primeiras Composições

Em 1932, Humberto Teixeira mudou-se, com o irmão, para o Rio de Janeiro para estudar na Faculdade Nacional de Direito. Em 1934, foi um dos vencedores do concurso de música carnavalesca promovido pela revista “O Malho”.

Sua Música “Meu Pedacinho”, classificou-se ao lado das músicas de Ari Barroso, José Maria de Abreu, Cândido das Neves e Ari Kerner.

Humberto Teixeira continuou compondo suas valsas, toadas e canções, todas editadas para piano pela "A Guitarra de Prata". Seu primeiro sucesso foi “Sinfonia de Café”, feita especialmente para Muiraquitã, espetáculo encenado no Teatro Municipal.

Lançada por Déo na Continental, a música Sinfonia do Café, que ocupava as duas faces do disco de 78 rpm. abriu caminho para outras composições de Humberto Teixeira, algumas de grande sucesso na época. 

Entre as gravações destacam-se: Deus Me Perdoe (Ciro Monteiro), Só Uma Louca Não Vê (Orlando Silva), Meu Brotinho (Francisco Carlos) e Natalina (Quatro Azes e Um Coringa).

Humberto Teixeira e Luiz Gonzaga

Recém-formado pela Faculdade de Direito, Humberto Teixeira iniciava suas atividades como advogado em um escritório da Avenida Calógeras e paralelamente realizava suas atividades musicais.

Nessa época, Luiz Gonzaga estava procurando um parceiro para lançar suas músicas no Rio de Janeiro, e por indicação de Lauro Maia, em agosto de 1945, foi procurar Humberto Teixeira em seu escritório.

O longo bate-papo resultou em um acordo a que chegaram a respeito do “baião”- o ritmo mais “urbanizável” e “estilizável” dos ritmos nordestinos, portanto o mais apropriado para o lançamento da campanha musical que os dois resolveram iniciar.

A partir daquele momento começou a parceria e assim nasceu a canção "Baião", a primeira feliz experiência da dupla Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira:

Baião

Eu vou mostrar pra vocês
Como se dança um baião
E quem quiser aprender
É favor prestar atenção
Morena chegue pra cá
Bem junto ao meu coração
agora é só me seguir
pois eu vou dançar o baião!...

A música “Baião” foi gravada em 22 de maio de 1946 pelo quinteto Quatro Azes e Um Coringa, com excelente aceitação do público que abriu o caminho para o sucesso da parceria.

O baião de Humberto e Luiz, com uma batida uniforme do princípio ao fim (feito para dançar), substituía os instrumentos originais (viola, pandeiro e rabeca), pelo acordeão, triângulo e zabumba.

A música popular brasileira, que então oscilava entre o samba-canção e os ritmos importados, sofreu uma revolução, foi surpreendida por algo completamente novo.

Os sucessos da parceria Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira se sucederam: Asa Branca, Mangaratiba, Juazeiro, Paraíba, Qui Nem Jiló, Januário, Kalu, Assum Preto e Meu Pé de Serra. A parceria se desfez em 1950.

Paraíba

Quando a lama virou pedra
E mandacaru secou
Quando ribaçã de sede
Bateu asas e voou
Foi aí que eu vim'embora
Carregando a minha dor...

Deputado Federal

Em 1954, Humberto Teixeira foi eleito deputado federal pelo Ceará. Durante a campanha, Humberto teve ao seu lado o amigo Luiz. Durante seu mandato defendeu no Congresso Nacional, os direitos autorais dos compositores e a divulgação da música brasileira em outros países.

Humberto Teixeira representou o Brasil na Noruega, França e Itália como delegado especial junto ao XVIII Congresso Internacional de Autores e Compositores.

Humberto Teixeira faleceu em São Conrado, Rio de Janeiro, no dia 3 de outubro de 1979.

Veja também as biografias de:
  • Heitor Villa-Lobos (1887-1959) foi um maestro e compositor brasileiro, consid...
  • Antônio Carlos Jobim (1927-1994), conhecido como Tom Jobim, foi um compositor...
  • Carlos Gomes (1836-1896) foi um compositor brasileiro, autor da ópera O Guara...
  • Noel Rosa (1910-1937) foi um compositor, cantor e violonista brasileiro. Um d...
  • Ary Barroso (1903-1964) foi um compositor brasileiro, autor de "Aquarela do B...
  • João de Barro (1907-2006) foi compositor brasileiro. Também conhecido por Bra...
  • Lamartine Babo (1904-1963) foi um compositor brasileiro. Compôs canções de vá...
  • Ronaldo Bôscoli (1928-1994) foi um compositor, produtor musical e jornalista...
  • Juca Chaves (1938) é um compositor, músico e humorista brasileiro, famoso por...
  • Padre Maurício (1767-1830) foi compositor brasileiro de música sacra...

Última atualização: 12/09/2019

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.