Tarcísio Meira

Ator brasileiro
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Tarcísio Meira

Tarcísio Meira (1935-2021) foi um ator brasileiro, um dos mais premiados atores de sua geração. Atuou em mais de 100 trabalhos, entre novelas, seriados, minisséries, teatro e cinema.

Tarcísio Pereira de Magalhães Sobrinho, conhecido como Tarcísio Meira, nasceu em São Paulo, no dia 5 de outubro de 1935. Seu pai, Raul Pompeia Pereira de Magalhães era descendente da aristocracia rural do sul de Minas, e sua mãe, Maria do Rosário Maira era descendente de tradicionais famílias paulistas.

Na juventude, Tarcísio queria ser diplomata, mas ao ser reprovado no concurso do Instituto Rio Branco, em 1957, ele desistiu da ideia.

Carreira artística

Tarcísio Meira iniciou sua carreira artística, em 1957, atuando na peça “Chá e Simpatia”. No mesmo ano atuou em “Quando as Paredes Falam”. Em 1959, foi convidado pelo ator Sérgio Cardoso para atuar em "Soldado Tamaka", quando interpretou um oficial do Exército japonês.

Em 1959, Tarcísio estreou na TV, no teleteatro da TV Tupi, em “Noites Brancas”. Em 1961 atuou, pela primeira vez, ao lado de Glória Meneses em “Uma Pires Camargo”, escrita por Geraldo Vietri. O casal iniciou um romance e no ano seguinte já estavam casados.

Em 1963, Tarcísio e Glória foram trabalhar na TV Excelsior, quando atuaram na “primeira novela diária da televisão brasileira”, “25499 Ocupado”, que foi ao ar em 22 de julho e fez grande sucesso. Nesse mesmo ano, Tarcísio atuou em seu primeiro filme, “Casinha Pequenina”, com Mazzaropi.

Ainda na TV Excelsior, Tarcísio atuou em diversas novelas, entre elas: Ambição (1964), A Deusa Vencida (1965), Almas de Pedra (1966), As Minas de Prata (1966) e O Grande Segredo (1967).

Carreira na Globo

Em 1967, Tarcísio e Glória entraram para o elenco de atores da TV Globo, quando estrearam “Sangue e Areia", o primeiro de muitos trabalhos em novelas exibidas pela emissora.

Década de 70

Na década de 70, ainda em preto e branco, o casal atuou em "Irmãos Coragem" (1970). No dia 31 de março de 1972 foi ao ar o "Caso Especial – Meu Primeiro Baile", o primeiro programa exibido em cores na TV do Brasil. Em seguida, atuaram em: Cavalo de Aço (1973), Escalada (1975), Espelho Mágico (1977) e Os Gigantes (1979).

Década de 80

Em 1980, Tarcísio atuou em "Coração Alado", seu último personagem de Janete Clair, pois a autora faleceu três meses depois. Nos anos seguintes, atuou em: Brilhante (1981), Guerra dos Sexos (1983), quando interpretou Felipe, seu primeiro personagem cômico.

Em seguida, Tarcísio atuou em três minisséries adaptadas em obras literárias: Meu Destino é Pecar (1984) de Nelson Rodrigues, O Tempo e o Vento (1985) de Érico Veríssimo e Grandes Sertões Veredas (1985) de Guimarães Rosa

Em 1985, Tarcísio fez uma participação especial na novela "Roque Santeiro". Em 1986, interpretou o inescrupuloso empresário Renato Villar em "Roda de Fogo".

Em 1988, Tarcísio e Glória atuaram no seriado "Tarcísio e Glória". Além de atores, também foram produtores e dirigiram alguns episódios da série. Em 1989, Tarcísio fez uma participação especial na novela "Tieta".

Década de 90

Na década de 1990, Tarcísio atuou na minissérie "Desejo", quando interpretou o escritor Euclides da Cunha. No mesmo ano, atuou em "Araponga", uma novela com ritmo de minissérie.

Tarcísio atuou nas novelas: De Corpo e Alma (1992), Fera Ferida (1993), Pátria Minha (1994) O ator participou também da primeira fase da novela O Rei do Gado (1996), de Benedito Ruy Barbosa, como o italiano Giuseppe Berdinazzi.

Atuou também nas minisséries A Vida Como Ela É (1996) no episódio: Futura Sogra, em Hilda Furacão (1998) e Você Decide (1999) no episódio: O Pacto.

Aos 2000

Na novela "Muralha" (2000), Tarcísio viveu o vilão Dom Jerônimo, papel que lhe rendeu o prêmio de Melhor Ator da Associação Paulista de Críticos de Arte. Nos anos seguintes, atuou em Um Anjo Caiu do Céu (2001), Sai de Baixo (2001) e O Beijo do Vampiro (2002).

Ainda em 2004, Tarcísio fez uma participação especial na novela Senhora do Destino, de Aguinaldo Silva, e também atuou na minissérie Um Só Coração, de Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira.

Em 2006, atuou em "Páginas da Vida", quando interpretou o patriarca Aristide “Tide” Martins de Andrade. Glória fez uma rápida participação como Lalinha.  Em seguida, atuou em "Duas Caras" (2007). Voltou a contracenar com Glória Meneses na novela "A Favorita" em 2008. Em 2010 atuou em "Cama de Gato". Em "Insensato Coração" (2011), interpretou o milionário Teodoro Amaral.

Últimos trabalhos e morte

Em 2013, Tarcísio interpretou Tibério Vilar no remake da novela "Saramandaia", uma adaptação de Ricardo Linhares da obra escrita por Dias Gomes. Em 2016, fez uma participação na novela "Velho Chico", interpretando o Coronel Jacinto.

Seus dois últimos trabalhos na TV foram nas novelas A Lei do Amor (2016) e Orgulho e Paixão (2018).

Tarcísio Meira faleceu em São Paulo, no dia 12 de agosto de 2021, aos 85 anos, vítima da Covid-19.

Dilva Frazão
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros (1978-2021) foi um ator, humorista e...
  • Tom Holland , conhecido por atuar na saga do super-herói Homem Aranha, é um at...
  • Keanu Reeves ...
  • Arthur Aguiar (1989) é um ator, cantor e compositor brasileiro. Interpretou D...
  • Grande Otelo (1915-1993) foi um dos mais destacados atores brasileiros do séc...
  • Pedro Cardoso (1961) é um ator, redator, roteirista e humorista brasileiro, q...
  • Antônio Fagundes (1949) é um ator, diretor e produtor brasileiro. Com 14 anos...
  • Matheus Nachtergaele (1969) é um ator brasileiro. Participou de importantes f...
  • Lima Duarte (1930) é um célebre ator brasileiro com passagens importantes pel...
  • Jardel Filho (1927-1983) foi ator brasileiro. Atuou em filmes, minisséries e...