Alfred Radcliffe-Brown

Antropólogo inglês

Biografia de Alfred Radcliffe-Brown

Alfred Radcliffe-Brown (1881-1955) foi um antropólogo inglês. Destacou-se pelo trabalho para aplicar a Antropologia à administração das populações nativas em várias colônias britânicas.

Alfred Reginald Radcliffe-Brown (1881-1955) nasceu em Birmingham, Inglaterra, no dia 17 de janeiro de 1881. Aos cinco anos ficou órfão de pai. Ganhou uma bolsa de estudos para o Trinity College, em Cambridge. Iniciou seus estudos universitários em Oxford na área de Ciências Naturais, mas influenciado por alguns professores mudou-se para a Universidade de Cambridge para estudar Antropologia.

Após a conclusão do curso, em 1906, iniciou suas primeiras pesquisas de campo nas ilhas Andaman, no Golfo de Bengala, à leste da Índia, e na Austrália, com o objetivo de estudar o parentesco e a organização familiar dos povos aborígenes. Radcliffe fundou uma abordagem teórica que ficou conhecida como Estrutural-Funcionalismo, onde cada sociedade estudada era considerada como uma totalidade, cujas partes eram interligadas e funcionavam de um modo mecânico para manter a estabilidade social.

Alfred Radcliffe-Brown iniciou sua carreira de professor universitário em 1909, sempre defendendo a condição de ciência para a Antropologia e para as demais disciplinas das sociedades humanas, lecionando nas universidades de Cambridge e de Londres. Em 1921 assumiu a cadeira de Antropologia na Universidade da Cidade do Cabo. Em 1926 foi convidado para dirigir o departamento de Antropologia da Universidade de Sidney. De 1931 a 1937 foi professor da Universidade de Chicago. Ainda em 1937 passou a lecionar na Universidade de Oxford. Entre 1942 e 1944 lecionou na Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

Alfred Radcliffe-Brown exerceu grande influência como professor universitário, como sistematizador de teorias antropológicas e pesquisador. Grande parte de suas publicações consiste em artigos de revistas, publicados, sobretudo, no Journal of the Royal Anthropological Institute, na revista Oceania, e no American Anthropologist. Seus principais trabalhos versam sobre a organização social das tribos australianas, sistemas africanos de parentesco e casamento, e a estrutura e função nas sociedades primitivas.

O sistema de parentesco era um dos aspectos mais importantes de suas pesquisas, pois considerava o elemento fundamental para a compreensão da organização social de pequenos grupos, uma vez que expressava um sistema de normas e regras que estabeleciam direitos e deveres de cada indivíduo. Outro importante campo de seus estudos foi o Totemismo - manifestação religiosa dos aborígenes da Austrália, pesquisados entre 1910 e 1914.

Entre suas obras e artigo principais destacam-se: “The Andaman Islanders” (1922), “The Social Organization of Australian Tribes” (1931), “Taboo” (1939) e “Structure and Function in Primitive Society” (1952).

Alfred Radcliffe-Brown faleceu em Londres, Inglaterra, no dia 24 de outubro de 1955.

Veja também as biografias de:
  • Darcy Ribeiro (1922-1997) foi antropólogo, sociólogo, educador, escritor e po...
  • Claude Lévi-Strauss (1908-2009) foi um antropólogo, sociólogo e humanista fra...
  • Isaac Newton (1643-1727) foi um cientista inglês. Descobriu a Lei da Gravitaç...
  • Charles Darwin (1809-1882) foi um naturalista inglês, autor do livro Da Orige...
  • John Locke (1632-1704) foi um filósofo inglês. Fundador do empirismo...
  • Francis Bacon (1561-1626) foi um filósofo, político e ensaísta inglês. Foi gr...
  • Alexander Fleming (1881-1955) foi um médico inglês, que descobriu a penicilin...
  • Alan Turing (1912-1954) foi um matemático britânico, pioneiro da computação,...
  • John Lennon (1940-1980) foi um músico inglês, líder da banda The Beatles, con...
  • Lewis Carroll (1832-1898) foi escritor e matemático inglês. É o autor do livr...

Última atualização: 13/01/2018