Auguste Rodin

Escultor francês

Biografia de Auguste Rodin

Auguste Rodin (1840-1917) foi um escultor francês. "O Pensador", "O Beijo", "A Porta do Inferno", são algumas de suas famosas esculturas. Foi um dos artistas mais influentes do século XX.

René-François-Auguste Rodin (1840-1917) nasceu em Paris, França, no dia 12 de novembro de 1840. Filho de um modesto funcionário do departamento de Polícia recebeu apoio da família para suas inclinações artísticas.

Com 14 anos ingressou na Escola Imperial especializada em artes e matemática onde aprendeu a desenhar e modelar, sob a orientação de Lecoq de Boisbaudran e de Louis Pierre Gustave Fort,

Com 18 anos, após ser reprovado por três vezes no exame de admissão da Escola d Belas Artes, passou a trabalhar como ornamentista para empresários de decoração na Paris reestruturada por Haussmann, no período do imperador Napoleão III.

Em 1864 passou a viver com a jovem costureira Rose Beuret, modelo de suas primeiras esculturas, com quem teve um filho.

Ainda em 1864 teve recusada a primeira obra que enviou ao salão oficial, “O Homem do Nariz Quebrado".

Rodin afastou-se das exposições e passou a colaborar com Albert-Ernest Carrier-Belleuse na decoração de monumentos em Bruxelas, entre eles, na Bolsa do Comércio.

Em 1875 visitou Florença e Roma, quando ficou fascinado pelas obras de Donatello e Michelangelo.

Primeira escultura

Sua primeira escultura exposta ao público foi "A Idade do Bronze" (1876), com traços chocantes para o gosto da época, provocando grande escândalo e houve quem o acusasse de ter trabalhado com um modelo vivo.

Rodin
A Idade do Bronze

De volta à França, preparou seus trabalhos para a exposição Universal de 1878 e chamou a atenção com a obra “São João Batista Pregando”.

Em 1880 recebeu a encomenda de uma porta monumental, em bronze, para futuro o Museu de Artes Decorativas de Paris. Nela trabalhou durante longos anos, mas deixou-a inacabada ao morrer.

Projetada como réplica da Porta do Paraíso, esculpida no século XV pelo italiano Lorenzo Ghiberti para o batistério de Florença, a obra, conhecida como “Porta do Inferno” deveria extrair seus temas da “Divina Comédia de Dante”.

Rodin
Porta do Inferno

Após uma viagem a Londres em 1881, onde tomou contato com as interpretações de Dante feitas pelos primeiros pré-rafaelistas e por William Blake, em suas obras visionárias, Rodin alterou seus planos originais.

Com a pretensão de fazer do monumento um universo de formas atormentadas pelas paixões humanas e a morte, a "Porta do Inferno", esculpida entre 1880 e 1917, traz 180 esculturas de vários tamanhos.

Os motivos da “Porta do Inferno” foram aproveitados em outras esculturas independentes, em escala maior, entre elas, “O Beijo” (1889), esculpido em mármore:

Rodin
O Beijo (1882)

Outra imagem elaborada para a porta, que se transformou em peça isolada e se tornou uma das mais famosas obras do autor foi o “O Pensador” (1902), esculpido em bronze. Existe mais de vinte copias da escultura em museus pelo mundo.

O Pensador
O Pensador (1902)

Amante da fotografia, Rodin deixou um arquivo com 7000 imagens, que permite seguir, passo a passo, a elaboração de suas esculturas, como a obra “Cidadãos de Calais" (1886).

rodin

Auguste Rodin recebeu a encomenda para esculpir o busto de Victor Hugo, mas o mesmo teve de ser refeito várias vezes, entre 1886 e 1909, por mostrar o escritor de peito nu.

Um monumental "Balzac" de corpo inteiro causou celeuma a partir de 1898, por já apontar para o ideário da arte moderna. Em 1939, essa obra foi posta no cruzamento dos boulevards Raspail e Montparnasse, em Paris.

rodin

Rodin recebeu a encomenda de uma série de bustos, como o de Francisco I, Octave Mirbeau (1889), Puvis de Chavannes (1891) e Clemenceau (1911), o que contribuiu para situar o escultor como o mestre da arte do retrato em relevo pleno.

Embora atacado pelos críticos artísticos acadêmicos, Auguste Rodin conheceu a glória no fim da vida. Em 1900, um pavilhão inteiro - o Pavilhão das Almas, da Exposição Universal foi consagrado a seus trabalhos, que reuniu cento e cinquenta obras do artista.

Em 1908, Rodin se instalou no Hotel Biron, palacete parisiense do século XVIII. Em 1916, ofereceu ao Estado todas as suas obras na condição do Hotel Biron se tornar o Museu Rodin. A negociação foi oficializada em 24 de dezembro de 1916.

Em janeiro de 1917, Rodin casa-se com sua companheira Rose Beuret, mas ela morre duas semanas depois e Rodin morre no dia 17 de novembro do mesmo ano.

Ambos estão sepultados no parque da Villa des Brillants, em Meudon, França, onde o artista tinha um ateliê.

Auguste Rodin faleceu em Meudon, França, no dia 17 de novembro de 1917.

Última atualização: 29/06/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Marcel Duchamp (1887-1968) foi um pintor e escultor francês, naturalizado nor...
  • Aleijadinho (1738-1814) foi um escultor, entalhador e arquiteto do Brasil col...
  • Donatello (1386-1466) foi um escultor italiano, um dos grandes artistas da ar...
  • Frans Krajcberg (1921-2017) foi um escultor, pintor, gravador e fotógrafo pol...
  • Abelardo da Hora (1924-2014) foi um escultor, desenhista, gravador e ceramist...
  • Michelangelo (1475-1564)foi um pintor, escultor e arquiteto italiano. É consi...
  • Victor Brecheret (1894-1955) foi um escultor ítalo-brasileiro. Foi considerad...
  • Juan Gris (1887-1927) foi um pintor e escultor espanhol, contemporâneo de Pic...
  • Bernini (1598-1680) foi um escultor, arquiteto e pintor italiano, um dos pion...
  • Cellini (1500-1571) foi um ourives e escultor italiano. Entrou para a históri...