Marquês de Abrantes

Político brasileiro

Biografia de Marquês de Abrantes

Marquês de Abrantes (1796-1865) foi político brasileiro. Recebeu o cognome de "Estadista de dois Impérios", por sua atuação no Brasil e em Portugal. Recebeu vários títulos de nobreza. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico. Foi presidente da Imperial Academia de Música.

Marquês de Abrantes nasceu em Santo Amaro, Bahia, no dia 23 de outubro de 1796. Era filho de José Gabriel Calmon de Almeida e de Maria Germana de Sousa Magalhães.

Fez seus primeiros estudos com um tio materno, Miguel de Almeida, e seguiu mais tarde para Coimbra. Em 1821, formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra.

Carreira política

De volta à Bahia, participou do movimento pela independência, como membro do conselho provisório do governo da província.

Sua atuação parlamentar estendeu-se do primeiro ao segundo reinado. Foi Deputado da primeira Constituinte e em 1823 foi representante da Bahia na Câmara dos Deputados por quatro legislaturas. Foi também Senador do império.

Marques de Abrantes foi Ministro da Fazenda em 1827 e Ministro dos Estrangeiros em 1829. Com a abdicação de D. Pedro I, em 1831, ele retirou-se da política, voltando para a Bahia. Em Santo Amaro, fundou a Sociedade de Agricultura da Bahia.

Escreveu o "Ensaio Sobre o Fabrico do Açúcar", buscando estimular e modernizar a produção do açúcar, que estava ameaçada pela concorrência estrangeira.

Marquês de Abrantes retornou a política em 1837, quando foi mais uma vez Ministro da Fazenda. Em 1842 foi Ministro das Capacidades.

Em 1843 foi nomeado Conselheiro de Estado. Entre 1844 e 1845 foi diplomata em Paris, Londres e Berlim.

Durante sua segunda gestão como Ministro dos Estrangeiros, conseguiu a revogação pelo Parlamento da Inglaterra, da Lei que proibia o consumo do açúcar brasileiro – a chamada “Questão Christie”:

Em junho de 1861, um navio britânico, o Prince of Wales, naufragou nas costas do Rio Grande do Sul, e o desaparecimento de sua carga deu margens para a exigência de uma indenização do governo brasileiro.

As tensões entre os dois países se agravaram um ano depois, quando foram detidos, dor desordem, três oficiais de outro navio inglês ancorado no Rio de Janeiro.

Em represália, o ministro Christie mandou que a esquadra britânica no Atlântico Sul apreendesse cinco navios brasileiros.

A população do Rio de Janeiro promoveu manifestações de desagrado, até que a questão foi submetida ao arbitramento do rei Leopoldo I da Bélgica. Este deu laudo favorável ao Brasil, que pagou a indenização reclamada.

Como não foram pedidas as desculpas oficiais do Reino Unido, para encerrar o caso, as relações diplomáticas entre os dois países foram interrompidas por iniciativa do Brasil, de 1863.

 Até que em 1865, um representante britânico apresentou um pedido de desculpas a D. Pedro II em Uruguaiana, Rio Grande do Sul.

Títulos e honrarias

Grande representante do Império, Abrantes mereceu as mais altas condecorações nacionais e estrangeiras. Recebeu o título de Visconde de Abrantes, em 1841 e Marquês de Abrantes, em 1854.

Em 1850 foi eleito Grão Mestre do Grande Oriente do Brasil, cargo maçônico que ocupou até 1863.

O Marquês de Abrantes foi casado com Maria Carolina de Piedade Pereira Baía, filha do Barão do Meriti, e destacou-se como homem da sociedade, quando ficaram famosas suas recepções em sua residência na praia de Botafogo.

Marquês de Abrantes morreu no Rio de Janeiro, no dia 13 de setembro de 1865.

Última atualização: 15/01/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Jair Bolsonaro (1955) é capitão da reserva do Exército e presidente eleito do...
  • Deodoro da Fonseca (Marechal) (1827-1892) foi um político e militar brasileir...
  • Rui Barbosa (1849-1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasil...
  • Tancredo Neves (1910-1985) foi um político brasileiro. Eleito presidente do B...
  • Joaquim Nabuco (1849-1910) foi um político, diplomata, advogado e historiador...
  • Jânio Quadros (1917-1992) foi um político brasileiro. Foi presidente do Brasi...
  • João Pessoa (1878-1930) foi um político brasileiro. Candidato à vice-presiden...
  • Eduardo Campos (1965-2014) foi um político brasileiro. Governador do Estado d...
  • Fernando Collor (1949) é um político brasileiro. Foi o primeiro presidente el...
  • Aécio Neves (1960) é político e economista brasileiro. Foi deputado federal,...