Paulo Guerra

Político brasileiro
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Paulo Guerra

Paulo Guerra (1916-1977) foi um político brasileiro. Foi o sucessor de Miguel Arraes de Alencar no governo de Pernambuco. Foi deputado Federal e Estadual. Elegeu-se senador pela ARENA. Foi diretor da Penitenciária Agrícola de Itamaracá (PAI).

Paulo Pessoa Guerra nasceu no Engenho Babilônia, Nazaré da Mata, Pernambuco, no dia 10 de dezembro de 1916. Filho de João Pessoa Guerra e Maria Gaião Pessoa Guerra, tradicional família, dona de engenhos e com grande influência política.

Iniciou seus estudos no Colégio Ateneu Nazareno. Fez o curso secundário no Colégio Marista do Recife. Em 1932 ingressou na Faculdade de Direito do Recife, que vivia momentos de agitação política, com estudantes esquerdistas e integralistas se confrontando pelo controle dos órgãos estudantis.

Carreira política

Depois de formado em Direito, Paulo Guerra foi nomeado pelo interventor Agamenon Magalhães, para a prefeitura das cidades de Orobó e depois para Bezerros, iniciando a montagem de suas bases políticas.

Entre os anos de 1942 e 1945, com o Estado Novo, foi nomeado diretor do Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda, em seguida foi diretor da Penitenciária Agrícola de Itamaracá (PAI).

Enquanto exercia os cargos públicos, Paulo Guerra se dedicava também às atividades voltadas para a pecuária e a agricultura.

Entre 1946 e 1950, com a redemocratização, foi eleito duas vezes deputado federal, sempre pelo Partido Social Democrático, seguindo a orientação política de Agamenon Magalhães.

Entre 1954 e 1958, foi deputado estadual. Em 1962, aliou-se a Miguel Arraes de Alencar, para ser seu companheiro de chapa, como vice-governador.

A coligação que os apoiou era formada por dois pequenos partidos, o Social Trabalhista e o Trabalhista Brasileiro, disputando o cargo contra João Cleofas de Oliveira, da União Democrática Nacional e Armando Monteiro Filho do Partido Social Democrático.

Vice-governador de Pernambuco

A chapa de Miguel Arraes foi vitoriosa por uma pequena margem de votos. Pela primeira vez uma chapa da Frente Popular, encabeçada por um candidato de esquerda era vitoriosa.

Durante o governo de Arraes, várias divergências surgiram entre o governador e o vice-governador, sobretudo nas ocasiões em que os grupos políticos radicalizavam as suas posições.

Governador de Pernambuco

Com o golpe de 1.º de abril, o governador Arraes foi deposto pela Assembleia Legislativa, sob a pressão dos militares vitoriosos e Paulo Guerra assumiu o cargo.

Durante seu governo ocorreram vários impasses políticos, devido à influência exercida pelos chefes do movimento militar, resultando em várias prisões políticas sobretudo das pessoas consideradas esquerdistas.

O governador Paulo Guerra procurava apaziguar os ânimos e atenuar as perseguições políticas, mas foi um período que os movimentos operários e camponeses foram reprimidos.

Em 1965 os partidos políticos foram extintos, sendo criada a Aliança Renovadora Nacional (ARENA), que apoiava o governo, e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que reunia a oposição moderada.

Em seu governo, Paulo Guerra lançou as bases para a criação da Faculdade de Ensino Superior de Pernambuco (FESP), hoje Universidade de Pernambuco.

Entrou em choque com a Aliança para o Progresso, que tinha forte atuação no Estado. Paulo Guerra encerrou seu governo em 31 de janeiro de 1967.

Senador

Em 1970, Paulo Guerra elegeu-se senador, quando procurou concentrar a sua atuação na defesa dos interesses do Nordeste. Não chegou a concluir o mandato

Paulo Guerra faleceu no Recife, Pernambuco, no dia 9 de julho de 1977.

Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Jair Bolsonaro (1955) é capitão da reserva do Exército e presidente eleito do...
  • Deodoro da Fonseca (Marechal) (1827-1892) foi um político e militar brasileir...
  • Rui Barbosa (1849-1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasil...
  • Tancredo Neves (1910-1985) foi um político brasileiro. Eleito presidente do B...
  • Joaquim Nabuco (1849-1910) foi um político, diplomata, advogado e historiador...
  • Guilherme Boulos (1982) é um político brasileiro...
  • Enéas Carneiro (1938-2007) foi um médico cardiologista, físico, matemático, p...
  • Jânio Quadros (1917-1992) foi um político brasileiro. Foi presidente do Brasi...
  • João Pessoa (1878-1930) foi um político brasileiro. Candidato à vice-presiden...
  • Ciro Gomes (1957) é um político, advogado e professor universitário brasileir...