Reinaldo Azevedo

Jornalista brasileiro

Biografia de Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo (1961) é um jornalista brasileiro. Colunista político e escritor, é autor do best seller "O País dos Petralhas I”, entre outras obras.

José Reinaldo Azevedo e Silva (1961), conhecido como Reinaldo Azevedo, nasceu na cidade de Dois Córregos, em São Paulo, no dia 19 de agosto de 1961. Formou-se em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Foi redator chefe da revista Primeira Leitura e da revista Bravo! Foi editor-adjunto de política da Folha de São Paulo, e redator-chefe do jornal Diário do Grande ABC. Publicou artigos no Jornal do Brasil.

Culto e bem informado o jornalista administra um repertório vocabular cuja dimensão o inclui num grupo muito especial de brasileiros. Provido de uma fina ironia que ele consegue transpor em expressões como: “esquedopata” – criada para definir “o esquerdista patológico”, “Aiatolula” – “o nome da doença que devasta o Brasil”, “esquerdofrênico” – neologismo que identifica “o esquerdista dividido, aquele para quem o superávit primário era coisa de direita no governo FHC e passou a ser um ato de inteligência da esquerda do governo do PT”. “petralhas” – fina ironia aos petistas do governo. Nada e ninguém escapa de seu olhar inteligente e provocador.

Reinaldo Azevedo é colunista da Folha. Foi colunista da revista Veja até 2009, hoje assina um blog na versão online da revista Veja, iniciado desde 2006. Apresenta o programa “Os Pingos nos Is”, na rede Jovem Pan, que debate sobre economia e política, ao lado de Patrick Santos e Victor LaRegina, e apresenta a coluna “Pela Ordem” que vai ao ar no Rede TV1 News. Participa regularmente do programa Roda Viva da TV Cultura.

Reinaldo Azevedo é autor dos livros: “Contra e Consenso” (2005), que reúne 43 ensaios e resenhas publicados entre 1998 e 2005 nas versões impressas e online da revista Primeira Leitura. Na obra o autor apresenta um painel variado e instigante da cultura brasileira. Na obra “O País dos Petralhas I” (2008), apresenta uma crítica à sociedade brasileira, principalmente ao governo do PT.

Na obra “Máximas de um País Mínimo” (2009), o autor consegue sintetizar em algumas poucas palavras um pensamento bem mais profundo ou um retrato da política e da sociedade brasileira. Em “O País dos Petralhas II” (2012), faz uma coletânea dos artigos publicados entre 2009 e 2012 no site de Veja, ou na edição impressa da revista. Em “Objeções de um Rottweiler Amoroso” (2014), o jornalista reúne textos publicados na Folha de São Paulo desde 2013. A obra abrange episódios centrais da vida política brasileira como o governo do PT e as eleições de 2014.

Veja também as biografias de:
  • Carlos Castello Branco (1920-1993) foi um jornalista e escritor brasileiro, f...
  • Ruy Mesquita (1925-2013) foi um jornalista brasileiro, comandou o Jornal O Es...
  • Rubem Braga , (1913-1990) foi um escritor e jornalista brasileiro. Tornou-se f...
  • Millôr Fernandes (1923-2012) foi um desenhista, humorista, tradutor, escritor...
  • Pedro Bial (1958) é jornalista, escritor apresentador brasileiro. Ficou basta...
  • William Bonner (1963) é um jornalista e apresentador brasileiro. É o editor-...
  • Caio Fernando Abreu (1948-1996) foi um escritor, jornalista e dramaturgo bras...
  • Leandro Narloch (1978) é um escritor e jornalista brasileiro, autor do livro...
  • Cid Moreira (1927) é um jornalista, locutor e apresentador brasileiro, que fi...
  • Evaristo da Veiga (1799-1837) foi jornalista e político brasileiro. Autor da...

Última atualização: 17/08/2017

Por Dilva Frazão
Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.