André Vidal de Negreiros

Militar, líder na expulsão dos holandeses

Biografia de André Vidal de Negreiros

André Vidal de Negreiros (1620-1680) foi militar, líder na expulsão dos holandeses da Capitania de Pernambuco. Foi Governador das Capitanias de Pernambuco, Maranhão e do Grão-Pará. Foi também Capitão-Geral de Angola.

André Vidal de Negreiros (1620-1680) nasceu no Engenho São João, na província de Filipéia de Nossa Senhora das Neves, atual cidade de João Pessoa, Paraíba, no ano de 1620. Era filho de nobres proprietários de terra e de engenhos de açúcar. Foi orientado para a carreira das armas e para a administração das terras.

Andre Vidal de Negreiros era criança por ocasião da invasão holandesa. Logo cedo participou das guerrilhas contra os invasores. Incendiou canaviais e engenhos. Com a permanência dos holandeses na Capitania de Pernambuco, Vidal de Negreiros, segue para a Bahia, mas sempre lutando para a reconquista da Capitania.

Em 1642, com a autorização de Maurício de Nassau, e o compromisso de não conspirar, veio a Pernambuco visitar amigos e parentes, e embarcar para Portugal onde lutaria na guerra contra a Espanha. Em Pernambuco, ele não foi fiel ao compromisso e organizou uma conspiração, com o apoio de Antonio Dias Cardoso e João Fernandes Vieira, ricos comerciantes e senhores de engenho.

Enfrentou os holandeses na batalha de Casa Forte, onde derrotou os invasores na propriedade de D. Ana Paes, grande colaboradora dos holandeses, que foi casada duas vezes com holandeses e era amiga do Conde Maurício de Nassau. Participou do cerco ao Recife, onde foi ferido ao entrar com suas tropas no Forte das cinco pontas, no extremo sul da ilha de Antonio de Vaz, onde se encontra hoje o bairro de Santo Antônio. Lutou nas duas batalhas nos Montes Guararapes, ao sul do Recife. A primeira em 19 de abril de 1648 e a segunda em 19 de fevereiro de 1649, sendo os holandeses derrotados nas duas batalhas.

Com a expulsão dos Holandeses, Vidal de Negreiros foi incumbido de levar a notícia ao Rei Dom João IV, que o designou Alcaide de Marialva e concedeu-lhe o hábito da Ordem de Cristo. De volta ao Brasil, procurou ocupar importantes cargos públicos e adquirir novas propriedades. Foi governador das Capitanias do Maranhão, e do Grão-Pará.

No dia 26 de março de 1657 assume o governo da Capitania de Pernambuco, onde permaneceu até 1660. Após deixar o governo de Pernambuco, foi nomeado para atuar em Angola, que nessa época mantinha estreitas relações comerciais e políticas com Pernambuco, momento em que a produção açucareira dependia da mão de obra escrava. De volta a Pernambuco, recolhe-se ao Engenho Novo, propriedade sua, em Goiana, na então Capitania de Itamaracá.

André Vidal de Negreiros morreu no Engenho Novo, em Goiana, na Capitania de Itamaracá, no dia 3 de fevereiro de 1680

Veja também as biografias de:
  • Luís Carlos Prestes (1898-1990) foi um político, militar e líder revolucionár...
  • Joaquim Silvério dos Reis (1756-1819) foi o delator dos inconfidentes mineiro...
  • Átila (406-453) foi um dos maiores guerreiros da história, o mais perverso do...
  • Carlos Magno (742-814) foi Imperador da dinastia dos Carolíngios, um dos mais...
  • São Lucas foi um dos quatro evangelistas. É o autor do terceiro evangelho  e...
  • Dwight D. Eisenhower (1890-1969) foi presidente dos Estados Unidos entre 1953...
  • Malala Yousafzai (1997) é uma militante dos direitos das crianças, uma jovem...
  • Jesus Cristo foi o grande profeta. A figura central do Cristianismo...
  • Moisés Foi um líder religioso e profeta, a quem Deus revela as leis que formariam o...
  • Yasser Arafat (1929-2004) foi o presidente da OLP-Organização para a Libertaç...

Última atualização: 19/09/2012

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.