Gabriel Metsu

Pintor holandês

Biografia de Gabriel Metsu

Gabriel Metsu (1629-1667) foi um pintor holandês do período Barroco, um expoente da pintura dedicada às cenas da vida cotidiana, algumas delas interpretadas como retratos.

Gabriel Metsu (1629-1667) nasceu em Leiden, Holanda, em janeiro de 1629. Filho do pintor flamengo Jacques Metsu, demostrou um talento precoce para a pintura. Estudou com Gerrit Dou, considerado um dos mestres da técnica de perspectiva “trompe-l’oeil” e do emprego de luz e sobra. Em 1648, junto com outros pintores, fundou a academia de pintores San Lucas de Leiden.

Entre os anos de 1650 e 1652 viveu em Utrecht, quando estudou com Nicolaus Knüpfer e Jean Baptiste. Recebeu influência de Jan Lievens. Em 1653, durante a Primeira Guerra Anglo-Holandesa passou tempo suficiente em Amsterdã, onde assimilou as técnicas correntes e os modismos mais em voga em seu oficio. Em 1658 se casa com Isabella de Wolff, filha de um ceramista e uma pintora. Por volta de 1661 Metsu recebeu a proteção do mercador de telas Jan Hinlopen.

Entre as cento e cinquenta pinturas atribuídas a Metsu, grande parte delas, não apresenta datação precisa. Prolixo e versátil, sempre pronto a experimentar um estilo diferente de harmonia, textura e composição, sua obra apresenta diferentes fases. Na primeira etapa, durante os anos em que ele viveu em Leiden e Utrecht, suas pinturas apresentam temas religiosos e históricos, motivos muito populares entre os pintores de Utrecht. É dessa época a obra “Parábola do Homem Rico e o Pobre Lázaro”, que se encontra no museu de Estrasburgo. Nesse mesmo período, inspirado em Rembrandt, pintou “Jesus e a Mulher Adúltera”, conservado no museu do Louvre.

A segunda etapa de sua produção teve início, quando se estabeleceu na capital, Amsterdã. Em suas obras, não se furtou a tomar “emprestado” vários motivos e postura de outro artista contemporâneo Gerrit Dou. Nessa época, se dedicou às cenas da vida cotidiana (homens trabalhando, mulheres às voltas com afazeres domésticos), extremamente popular e valorizada em seu tempo. Pintou também retratos e naturezas mortas.

Gabriel Metsu passou a observar também o que estavam pintando os colegas Frans van Mieris e Johannes Vermeer. Especialistas afirmam que o quadro “A Criança Doente”, uma de suas obras-primas, foi o mais próximo que Metsu chegou da profundidade temática e do estilo de Vermeer. São dessa fase “O Homem Escrevendo uma Carta” e “A Mulher Lendo Uma Carta”, esta apontada como a melhor síntese da pintura de Metsu, na qual apresenta detalhes como um sapato largado no chão, um cachorrinho, um espelho na parede, a criada descortinando um quadro para espiá-lo de perto, que evidenciam a técnica do artista.

Matsu faleceu em Amsterdã, Holanda, no dia 24 de outubro de 1667.

Veja também as biografias de:
  • Vincent van Gogh Van Gogh (1853-1890) foi um importante pintor holandês, um dos maiores repres...
  • Frans Post (1612-1680) foi um pintor holandês. Chegou ao Brasil na comitiva d...
  • Rembrandt (1606-1669) foi um pintor, gravador e desenhista holandês. Um dos m...
  • Johannes Vermeer (1632-1675) foi um pintor holandês, um dos expoentes do Barr...
  • Piet Mondrian (1872-1944) foi um pintor holandês que despontou no começo do s...
  • Baruch de Espinosa (1632-1677) foi um filósofo holandês. è considerado um dos...
  • Hugo Grotius (1583-1645) foi um jurista holandês, considerado um dos fundador...
  • M. C. Escher (1898-1972)foi um artista gráfico holandês, conhecido por seus t...
  • Erasmo de Roterdã (1466-1536) foi um teólogo e escritor holandês, o maior vul...
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...

Última atualização: 01/02/2016