Georgios Papanikolaou

Médico grego
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Georgios Papanikolaou

Georgios Nicholas Papanikolaou foi um importante médico e pesquisador grego. Suas investigações o levaram a desenvolver um exame capaz de fazer a detecção prematura do câncer de colo de útero. 

Georgios Papanikolaou nasceu em Kymi (na Grécia) no dia 13 de maio de 1883.

Origem

Georgios Nicholas Papanikolaou era filho de Nicholas Papanikolaou (também médico) e de Maria Georgiou Kritsouta, um casal que teve quatro filhos.

Quando Georgios tinha quatro anos, a família migrou para Atenas.

Formação

Georgios Papanikolaou se formou em medicina, por influência do pai, quando tinha 21 anos.

Ele fez pós graduação em biologia e doutorado na Alemanha.

Carreira

O médico, logo depois de formado, se alistou no exército e foi aceito como assistente de cirurgião. Assim que pode, emigrou para a Alemanha para estudar e se especializar.

Retornou à Grécia em 1912 e passou a servir a Marinha como médico oficial. 

Em 19 de outubro de 1913, Georgios e a esposa se mudaram para Nova Iorque. Sem falar inglês e com poucos recursos, Georgios foi vendedor de tapetes, violinista em um restaurante e trabalhou no arquivo de um jornal.

Em 1914, ele conseguiu ser contratado como assistente para trabalhar no laboratório de patologia do New York Hospital. 

Papanikolaou desenvolveu a maior parte da sua carreira nos Estados Unidos e acabou por se tornar professor emérito.

Pesquisador

Como investigador, orientou a sua pesquisa sobre fisiologia humana a princípio fazendo experimentos com porquinhos-da-índia.

Em 1916, começou a fazer pesquisas utilizando esfregaços de secreções vaginais. Ele conseguiu observar no microscópio a diferença entre as células cervicais normais e as malignas, o que provocou uma verdadeira revolução em termos de prevenção da saúde da mulher.

Em homenagem ao seu trabalho, o exame que usa o método do investigador para detectar câncer cervical foi batizado de Papanikolaou.

Georgios Papanikolaou registrado fazendo pesquisas em laboratório em Nova Iorque
Georgios Papanikolaou flagrado fazendo pesquisas no seu laboratório em Nova Iorque

Georgios Papanikolaou foi capaz de observar células pré-cancerosas no colo do útero que poderiam se converter em tumores malignos.

Graças à sua invenção - que possibilitou o diagnóstico precoce das células cancerígenas - milhares de vidas de mulheres foram salvas. 

Por conta das suas descobertas em laboratório, Georgios foi promovido a professor assistente do curso de Medicina na Universidade de Cornell. Em 1951, tornou-se professor emérito dessa mesma instituição e dois laboratórios foram batizados em sua homenagem.

Produção

Georgios Papanikolaou publicou quatro livros e mais de cem artigos. Ao longo da sua carreira, colecionou uma série de prêmios e menções honrosas.

Homenagens póstumas

O rosto de Georgios Papanikolaou esteve estampado na nota de 10.000 dracmas gregos no período compreendido entre 1995 a 2001.

Nota grega com o rosto de Georgios Papanikolaou
Nota grega com o rosto de Georgios Papanikolaou

Nos Estados Unidos, onde desenvolveu boa parte da carreira científica, foi homenageado em 1978 pelo Serviço Postal que lançou um selo comemorativo em sua homenagem. 

Selo em homenagem à Georgios Papanikolaou
Selo em homenagem à Georgios Papanikolaou

Doodle

O Doodle da Google, postado no dia 13 de maio de 2019, foi usado para celebrar os 136 anos do médico francês.

Doodle em homenagem ao Dr.Georgios Papanikolaou
Doodle em homenagem ao Dr. Georgios Papanikolaou

Vida pessoal

Georgios Papanikolaou casou com Mary Andromache Mavroyeni em 1910. Ela era filha de um oficial e o pai de Georgios, a princípio, foi contra a relação. 

Além de esposa, Mary foi assistente de pesquisa de Georgios durante 47 anos.

Georgios Papanikolaou e a mulher Mary Andromache Mavroyeni trabalharam juntos no laboratório
Georgios Papanikolaou e a mulher Mary Andromache Mavroyeni trabalharam juntos no laboratório durante 47 anos

Morte

O médico faleceu aos 78 anos, vítima de um infarto do miocárdio no dia 19 de fevereiro de 1962.

Georgios Papanikolaou havia se mudado três meses antes de falecer de Nova Iorque para Miami para dirigir um instituto dedicado à pesquisas relacionadas ao câncer. Esse instituto foi rebatizado de Papanikolaou Cancer Research Institute.

Última atualização: 03/01/2020

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).
Veja também as biografias de:
  • Hipócrates (460 a.C.-377 a C.) foi um médico grego, considerado o pai da Medi...
  • Herófilo (335-280 a.C.) foi um médico grego. Um dos primeiros médicos a disse...
  • Carlos Chagas (1879-1934) foi um médico sanitarista e pesquisador brasileiro...
  • Alexander Fleming (1881-1955) foi um médico inglês, que descobriu a penicilin...
  • Cláudio Galeno (129-199) foi um médico grego, um dos mais importantes da Anti...
  • William Harvey (1578-1657) foi um médico inglês. Suas descobertas sobre o fun...
  • Adolfo Lutz (1855-1940) foi médico brasileiro, especialista em medicina tropi...
  • Manuel de Abreu (1894-1962) foi um médico brasileiro. Inventor da abreugrafia...
  • Drauzio Varella (1943) é um médico cancerologista, pesquisador e escritor bra...
  • Emílio Ribas (1862-1925) foi um médico sanitarista brasileiro. Trabalhou no c...