George VI

Ex-rei da Grã Bretanha
Por Dilva Frazão

Biografia de George VI

George VI (1920-1936) foi rei da Grã Bretanha e Irlanda do Norte entre 1936 e 1952, e imperador da Índia entre 1936 e 1947. Pai da Rainha Elizabeth II da Inglaterra, sucedeu seu pai George V.

George VI (Albert Frederick Arthur George) nasceu em York Cottage, Sandringham, Norfolh, Inglaterra, no dia 14 de dezembro de 1895. Era o segundo filho de George V e de Elizabeth (Rainha mãe).

George VI nasceu durante o reinado de sua bisavó, a rainha Vitória e do príncipe Alberto de Saxecoburgo-Gota. Era neto do rei Eduardo II e de Alexandra da Dinamarca.

Como o segundo filho do rei George V o príncipe George Albert cresceu vendo seu irmão mais velho, o príncipe Eduardo, sendo preparado para herdar o trono.

Educação e carreira militar

Em 1909, George ingressou no Royal Naval College, Osbome. Entre 1913 e 1917 serviu na Marinha Real. Entre 1917 e 1919 serviu na Força Aérea Real.

Entre 1919 e 1920 frequentou o Trinity College de Cambridge onde estudou história, economia e educação cívica.

Em 1920, o Príncipe Albert, como era chamado, recebeu o título de “Duque de York”.

Casamento

Ainda na infância, o príncipe George conheceu Lady Elizabeth Angela Bowes-Lyon, filha mais nova do 14º conde de Strathmore e Kinghorne e de Cecília Bowes-Lyon. Após duas propostas (1921 e 1922), Elizabeth concordou em namorar o Duque de York.

O príncipe George e Lady Elizabeth se casam em cerimônia realizada na Abadia de Westminter no dia 26 de abril de 1923.

George VI - casamento

O casal teve duas filhas: a princesa Elizabeth (futura rainha Elizabeth II) que nasceu no dia 21 de abril de 1926, e a princesa Margaret (depois condessa de Snowdon) que nasceu no dia 21 de agosto de 1930.

Gagueira

O príncipe George era canhoto, mas foi forçado a escrever com a mão direita, como era comum na época. Desenvolveu uma gagueira que o fez sofrer durante anos.

George temia falar em público. Após seu discurso de encerramento da Exposição de Império Britânico em Wembley no dia 31 de outubro de 1925, resolveu procurar ajuda de um fonoaudiólogo.

Começou a fazer exercícios respiratórios com o australiano, Lionel Logue e depois de várias sessões conseguia falar com menos hesitação.

No dia 3 de setembro de 1939 fez um discurso ao vivo, no rádio, quando a Grã-Bretanha entrou para a Segunda Guerra Mundial, e o seu discurso no dia de sua coroação.

Rei George VI

No dia 6 de maio de 1910, seu avô Eduardo VII faleceu e seu pai tornou-se rei da Grã Bretanha como George V.

Com a morte de George V, em 20 de janeiro de 1936, subiu ao trono o seu filho mais velho, como Eduardo VIII. Porém, menos de um ano depois, em 11 de dezembro de 1936, Eduardo abdicou do trono para se casar com a socialite americana Wallis Simpson, que era divorciada duas vezes e, nessa condição Eduardo não poderia permanecer rei.

Em consequência da abdicação de Eduardo, o príncipe George Albert assumiu o trono. Recebeu o nome de rei George VI e sua coroação ocorreu na Abadia de Westminter no dia 12 de maio de 1937.

George VI

O reinado de George Vi se caracterizou por seu apoio ao primeiro-ministro Neville Chamberlain e sua política de “apaziguamento” em relação à Alemanha e Itália.

Com o fracasso de tentativa de paz e o início da Segunda Guerra Mundial, em maio de 1940, a Câmara dos Comuns obrigou Neville a renunciar e George foi induzido a escolher Winston Churchill primeiro-ministro, cuja liderança em tempo de guerra o rei apoiou sem reservas.

Durante a guerra, George tornou-se um poderoso símbolo de coragem e fortaleza para o povo britânico. Nesse período permaneceu na Inglaterra, visitou seus exércitos e várias frentes de batalha.

A Inglaterra e seus aliados saíram vitoriosos da Guerra, mas o Império Britânico declinou. Em 1945 a Irlanda se separa em grande parte, em seguida foi a vez da Independência da Índia e do Paquistão.

O rei teve um papel destacado na transformação do Império Britânico em “Comunidade das Nações” (Commonwelth). Ganhou respeito observando as responsabilidades e limitações de um monarca constitucional.

No dia 27 de abril de 1949, o Rei George VI foi reconhecido como chefe da “Comunidade das Nações” pelos governos de seus estados membros.

Doença e morte

Em 1948, a saúde do Rei George VI é abalada por uma tosse frequente, com sangramentos, resultado de um adiantado câncer de pulmão.

Após ser submetido a uma cirurgia e ser constatada a doença, um pulmão é extirpado, mas depois de recuperado o rei continua fumando intensamente.

O Rei George VI faleceu em Sandringham House, Inglaterra, no dia 6 de fevereiro de 1952. Sua filha, Elizabeth, com 25 anos, assumiu o trono como Elizabeth II. No dia 2 de junho de 1953, com 25 anos, foi coroada na Abadia de Westminter.

Última atualização: 27/04/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Rei Arthur foi o líder dos bretões que junto com seus fieis cavaleiros vencer...
  • Dom João VI (1767-1826) foi rei de Portugal. Abriu os portos brasileiros ao c...
  • Henrique VIII (1491-1547) foi rei da Inglaterra, o segundo da dinastia Tudor...
  • Salomão foi rei de Israel entre os anos 970 e 930 a. C. A sua grande obra foi...
  • Davi foi um guerreiro, profeta e rei do povo de Israel. Reinou durante quaren...
  • Alexandre, o Grande (356-323 a.C.) foi rei da Macedônia, império que se esten...
  • Fernando II de Aragão (1452-1516) foi rei da Espanha. (,...
  • Filipe II da Macedônia (382-336 a.C.) foi rei da Macedônia. Criou a falange m...
  • Filipe IV, o Belo (1268-1314) foi rei da França de 1285 a 1299. Conseguiu ele...
  • Ricardo I (1157-1199), também conhecido como Ricardo Coração de Leão, por sua...