Gustave Flaubert

Escritor francês
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Gustave Flaubert

Gustave Flaubert (1821-1880) foi escritor francês, autor do romance "Madame Bovary" que o levou aos tribunais. Foi acusado de ofensa a moral e a religião. Foi absolvido pela Sexta Corte Correcional do Tribunal do Sena e condenado pelos puritanos, pelo tema adultério, pela crítica ao clero e à burguesia. É um dos representantes mais importantes do realismo francês.

Gustave Flaubert (1821-1880) nasceu em Rouen, Normandia, França, no dia 21 de dezembro de 1821. Filho do médico cirurgião Achille-Cléophas Flaubert e Justine Caroline Fleuriot. Em 1832, entrou para o Colégio Real.

Distraído e desinteressado não gostava de estudar, preferia devorar romances. Redigia o semanário escolar "Arte e Progresso". Aos 15 anos foi atraído pelas peças de Shakespeare, Dumas e Vitor Hugo.

Na adolescência, ele se apaixonou por Elisa Schlesinger, mulher casada e onze anos mais velha que ele.

Carreira literária

Entre 1837 e 1845 escreveu o drama "Luís XI" e as novelas "Fantasia de Inferno", "Paixão e Virtude". O amor impossível por Elisa lhe inspirou os livros "Memórias de um Louco", "Novembre" e "Educação Sentimental", publicados posteriormente.

Gustave Flaubert estudava Direito em Paris, para satisfazer a vontade do pai. Em 1844, após o fracasso nos exames, sofreu o primeiro de seus ataques epiléticos.

Abandona o curso e foi morar com a família em um sítio em Croisset, à margem do Sena, próximo de Rouen. Em 1846, morreu seu pai e sua irmã Caroline.

Entre 1848 e 1851 realizou longa viagem ao Oriente Médio, Turquia, Grécia e Itália. Em suas frequentes estadas em Paris conheceu Louise Colet, que foi sua amante durante nove anos e com quem trocou intensa correspondência.

Madame Bovary

Em 1851, após longo período sem produzir, Flaubert iniciou "Madame Bovary", a mais famosa de suas obras, foram cinco anos de trabalho incessante. Escrevia e reescrevia a mesma página dezenas de vezes.

Em 1856, o romance começou a ser publicado na Revista de Paris e foi em 1857 publicado como livro, com alguns cortes em vista da austeridade dos costumes da época.

O livro conta a história de Emma Bovary, que se entrega a sucessivos casos de adultério para fugir da vida medíocre que julga levar ao lado do marido, um médico de província. O romance, que termina com o suicídio de Bovary, causa escândalo na França. Flaubert foi acusado de imoralidade e processado.

Em janeiro de 1857, senta-se no banco dos réus ao lado de Laurente Pichat, o editor da revista. Oito dias depois, o autor é absolvido e o livro, publicado em edição completa e se esgota rapidamente.

Outras obras

Depois da experiência, com Madame Bovary, Flaubert abandonou os temas do Realismo e retirou-se para estudos do passado histórico. Em "Salammbô" (1862), uma descrição quase cinematográfica da revolta dos mercenários na antiga Cartago.

Em 1874 publicou “A Tentação de Santo Antônio”, no qual apresentou um panorama de todas as ilusões religiosas da humanidade, inspirado por pessimismo desolado.

Flaubert publicou ainda duas novelas: “A Lenda de São Julião Hospitaleiro” e “Heródias”, que ele reuniu em 1877 no volume “Três Contos”, junto com o conto “O Coração Simples”, no qual conta a história de pobre empregada doméstica que passou a vida rezando pelo filho desaparecido no mar.

Gustave Flaubert faleceu em Croisset, França, no dia 8 de maio de 1880.

Frases de Gustave Flaubert

“Cuidado com a tristeza. Ela é um vício.”
“Nada é mais humilhante do que ver o tolo vencer naquilo em que fracassámos.”
“Para se ter talento é necessário estarmos convencidos de que o temos.”
“A recordação é a esperança do avesso. Olha-se para o fundo do poço como se olhou para o alto da torre.”
“A medida de uma alma é a dimensão do seu desejo.”

Dilva Frazão
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Júlio Verne (1828-1905) foi um escritor francês do século XIX, precursor da m...
  • Michel de Montaigne (1533-1592) foi um escritor e ensaísta francês, inventor...
  • Charles Perrault (1628-1703) foi um importante escritor francês, autor de gra...
  • Émile Zola (1840-1902) foi um escritor e jornalista francês, o criador do rom...
  • Balzac (1799-1850) foi escritor francês. Escreveu A Comédia Humana, A Mulher...
  • André Breton (1896-1966) foi um escritor francês, poeta e líder do Movimento...
  • François-René de Chateaubriand (1968-1848) foi um escritor, diplomata e polít...
  • Jean-Paul Sartre , (1905-1980) foi um filósofo e escritor francês, um dos maio...
  • Montesquieu (1689-1755) foi um filósofo social e escritor francês. Foi o auto...
  • Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944) foi um escritor, ilustrador e piloto fra...