Irène Joliot-Curie

Cientista francesa
Por Laura Aidar
Formada em Comunicação

Biografia de Irène Joliot-Curie

Irène Joliot-Curie foi uma química francesa de grande importância no século XX. Vinda de uma família de renomados cientistas, seus pais Marie e Pierre Curie trabalharam juntos para a descoberta de novos elementos químicos.

Irène teve considerável influência da mãe e seguiu os seus passos na ciência, aprimorando sua descobertas.

Com seu esposo Frédéric Joliot, a cientista descobriu uma maneira de criar radioatividade artificialmente, o que revolucionou a medicina da época e rendeu-lhes o Prêmio Nobel de química de 1935.

Juventude e formação

A primogênita de Marie e Pierre Curie nasceu em 12 de setembro de 1897 na França. Ficou órfã de pai ainda na infância, sendo criada pela mãe e outros familiares.

Com grande facilidade para matemática, Iréne teve parte da educação realizada em casa. Isso porque sua mãe optou por fazer parte de uma espécie de cooperativa entre cientistas franceses que se intercalavam na educação dos filhos de todos. Assim, a garota teve contato com vários assuntos e habilidades, como as artes, o idioma chinês e, obviamente, estudos científicos.

Após dois anos, Irène foi para o ensino formal no Collège Sévigné. Mais tarde ingressou no curso de ciência na Universidade de Paris, até que em 1914 teve que suspendê-lo por conta da Primeira Guerra Mundial.

A jovem Irène acompanhou sua mãe Marie no atendimento aos feridos da guerra. Elas se utilizaram de hospitais móveis que contavam com equipamentos de raio-x, o que facilitou muito a examinação dos pacientes.

Depois da guerra, continuou os estudos no Instituto Curie e defendeu na tese de doutorado pesquisas sobre raios alfa do polônio, feitas como desdobramentos das descobertas realizadas por seus pais.

Casamento com Frédéric Joliot e descobertas científicas

Em 1924 Irène conhece o também cientista Frédéric Joliot. A aproximação se deu pois o jovem havia ingressado no cargo de assistente no centro de pesquisas no Instituto do Rádio de Paris.

Os dois passaram a trabalhar juntos e se envolveram, casando-se em 1926. Irène e Frédéric formaram uma parceria e realizaram diversas pesquisas na área de química e física.

Em 1934 o casal realizou experimentos com polônio e encontraram mais elementos químicos. Assim, conseguiram criar radioatividade artificialmente, o que lhes deu o Prêmio Nobel de química no ano seguinte. Com esse reconhecimento, a família Curie entrou para a história como a que mais prêmios Nobel recebeu.

O casal teve dois filhos, Pierre Joliot e Hélène Langevin-Joliot, que também seguiram como cientistas. Pierre, nascido em 1932 se tornou bioquímico. Helène, que nasceu em 1927, é uma reconhecida física nuclear e escritora.

Ideologia política 

Irène e Frédéric tinham uma visão política alinhada com os pensamentos de esquerda. Em uma época onde o fascismo crescia vertiginosamente em toda a Europa, o casal se opôs a essas ideias e aderiu ao Partido Socialista.

Eles decidiram ainda manter seus experimentos em sigilo, com receio de que caíssem nas mãos dos nazistas e fossem usados de maneira torpe.

Além disso, a pesquisadora também atuava no incentivo de ações a favor das mulheres e participou ativamente do Comitê Nacional da União das Mulheres Francesas e do Conselho Pela Paz Mundial.

Morte por exposição à radioatividade

Assim como Marie Curie, Irène também faleceu em decorrência de intensas exposições a elementos radioativos. A cientista desenvolveu leucemia, um câncer que ataca células do sangue.

Morreu em 17 de março, ao 58 anos, no Hospital Curie, em Paris.

Leia também:

Laura Aidar
Formada em Comunicação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design.
Veja também as biografias de:
  • Joana d'Arc (1412-1431) foi heroína francesa da Guerra dos Cem Anos, travada...
  • Maria Antonieta (1755-1793) foi arquiduquesa da Áustria e rainha consorte da...
  • Catarina de Médici (1519-1589) foi uma rainha francesa, casada com o rei Henr...
  • Edith Piaf (1915-1963) foi uma cantora francesa, considerada uma das maiores...
  • Marguerite Duras (1914-1996) foi uma escritora, cineasta e dramaturga frances...
  • Lily Claudette (1903-1996) foi uma atriz francesa. Brilhou no cinema american...
  • George Sand (1804-1876) foi uma romancista e memorialista francesa que usava...
  • Simone de Beauvoir (1908-1986) foi uma escritora francesa, filósofa existenci...
  • Jean-Paul Marat (1743-1793) foi um líder da Revolução Francesa, médico e pesq...
  • Isaac Newton (1643-1727) foi um cientista inglês. Descobriu a Lei da Gravitaç...