Nefertiti

Rainha do Egito

Biografia de Nefertiti

Nefertiti foi uma rainha do Egito da XVIII dinastia. Foi casada com o faraó do Novo Império, Amenófes IV. Juntos empreenderam uma revolução religiosa e passaram a adorar apenas um deus Aton, simbolizado pelo disco solar.

Nefertiti nasceu provavelmente em 1370 a. C. Viveu na época em que o Egito atingiu grande desenvolvimento militar e conquistou um vasto território – fase que foi denominada de Novo Império. (1580-1085 a.C.). No século XIV a.C., o Egito era governado pelo faraó Amenófis IV, marido da rainha Nefertiti, que reinou por 17 anos. Nefertiti recebeu o mesmo status do rei Amenófes IV. Alguns estudiosos acreditam que ela governou como consultora de seu marido.

Nessa época, a sociedade egípcia era marcada por profunda religiosidade, os egípcios adoravam diversos deuses, que eram representados em forma humana e animal. As forças da natureza bem como gatos, cães, serpentes e outros animais eram também objeto de adoração. O faraó, identificado como o deus principal, era autoridade máxima do Egito e merecedor de um culto divino. Os principais representantes desse deus eram os sacerdotes.

Visando diminuir o poder dos sacerdotes – que acabaram sendo expulsos – o faraó Amenofes e a rainha Nefertiti promoveram uma revolução religiosa no Egito, substituindo os deuses tradicionais por “Aton” simbolizado por um disco solar. Um templo ao deus Aton foi construído em Hermópolis e Amenófes passou a se chamar “Aquenaton”, isto é, supremo sacerdote do novo deus. Nefertiti, por ser esposa do faraó, acabou por absorver todas as divindades femininas que eram cultuadas no Egito. Passou a ser venerada como uma semideusa.

A reforma da religião não chegou a se incorporar definitivamente na crença popular. Contam os historiadores, que o novo deus Aquenaton foi obrigado a abandonar o palácio real de Tebas e ir morar em Tel-El-Amarna, não muito distante de Tebas. Nefertiti, fiel ao culto de um só deus acompanhou o faraó, diante da revolta do povo egípcio. Quase todos os traços do rei e de sua poderosa esposa foram apagados, talvez pelos sacerdotes que foram rejeitados. Seu sucessor, Tutancâmon, restaurou o culto aos antigos deuses e revogou a revolução religiosa.

Nefertiti que significa “A mais bela chegou”, é sempre descrita pelos historiadores como possuidora de uma inegável beleza. Essa descrição se confirmou quando, em 2013, a equipe de Arqueólogos alemães liderada por Ludwin Borchardt, fazendo escavações em Tel-El-Amarna, próximo à Tebas, no Egito, encontrou um busto de calcário de uma figura feminina de extrema beleza egípcia, “O Busto de Nefertiti”. A obra foi encontrada no ateliê do escultor real Tutmosis que deu grande delicadeza à figura de Nefertiti, a mais bela mulher do mundo. A obra encontra-se hoje no Museu de Berlim, na Alemanha.

A morte da rainha é um mistério. Para alguns historiadores ela foi assassinada pelos sacerdotes que foram expulsos durante a revolução religiosa. Sua morte é estimada em 1330 a.C.

Veja também as biografias de:
  • Cleópatra (69 a.C.-30 a.C.) foi a última rainha do Egito. Pertencente à dinas...
  • Elizabeth II (1926) é a Rainha da Inglaterra. Em 2012, comemorou o Jubileu de...
  • Rainha Vitória (1819-1901) foi rainha da Inglaterra e Irlanda. Foi Imperatriz...
  • Catarina de Médici (1519-1589) foi uma rainha francesa, casada com o rei Henr...
  • Maria Antonieta (1755-1793) foi arquiduquesa da Áustria e rainha consorte da...
  • Mary Stuart (1542-1587) foi rainha da Escócia de 1542 a 1567 quando abdicou d...
  • Elizabeth I (1533-1603) foi rainha da Inglaterra e da Irlanda de 1558 até 160...
  • Carlota Joaquina (1775-1830) foi Rainha Consorte de Portugal, esposa do Rei D...
  • Ana Bolena (1501-1533) foi a segunda esposa de Henrique VIII, rei da Inglater...

Última atualização: 04/08/2017