Samuel Morse

Inventor norte-americano
Por Dilva Frazão

Biografia de Samuel Morse

Samuel Morse (1791-1872) foi um inventor norte-americano. Criador do primeiro sistema prático de telegrafia destinado a converter impulsos elétricos em sinais gráficos, que ficou conhecido por Código Morse.

Samuel Finley Breese Morse nasceu em Charlestown, Massachusetts, Estados Unidos, no dia 27 de abril de 1791. Filho de um geógrafo e pastor protestante estudou no Yale College e mostrou interesse pela eletricidade e pela pintura de retratos.

Recebeu formação artística na Inglaterra e de volta para os Estados Unidos tornou-se um retratista de prestígio. Obteve recursos para fundar a Academia Nacional de Desenho de Nova York e torna-se o primeiro presidente da Instituição.

Telégrafo elétrico

Além da atividade artística Samuel Morse continuou seus estudos sobre eletricidade. Em 1832, de volta à Europa, abandonou a pintura e com base nas experiências do físico Michael Faraday sobre o eletro magnetismo, Morse dedicou-se ao projeto de um aparelho destinado a converter impulsos elétricos em sinais gráficos.

O modelo experimental ficou pronto em 1835. O sistema apresentava algumas limitações, mas já era possível mandar palavras de um lugar para outro através de fios.

O telégrafo elétrico e o código alfabético, usado nas transmissões telegráficas, que leva seu nome, o “Código Morse”, foi concluído em 1939.

O aparelho consiste em agulhas registradoras de sinais telegráficos, em que cada letra é representada por uma combinação diferente de pontos e traços que representam as letras do alfabeto.

Para aumentar o alcance de seu aparelho, Samuel Morse desenvolveu mais tarde um dispositivo auxiliar que instalado em pontos intermediários da linha repetia automaticamente os sinais fazendo-se chegar com a devida intensidade ao seu destino.

Samuel Morse
Morse apresentando seu código aos cientistas - National Gallery, Londres

Consciente da importância de sua descoberta para as comunicações do país, Morse luta até conseguir registrar a patente da invenção.

Primeira linha telegráfica

Em 1843 finalmente obtém crédito do congresso Nacional para instalar a primeira linha telegráfica entre Baltimore e Washington.

No dia 24 de maio de 1844, instalado na sala de um prédio na cidade de Washington, o inventor acionou a pequena alavanca do transmissor que construíra.

No mesmo instante, na cidade de Baltimore (a 64 km de distância), um colaborador do cientista, sentado diante de outro aparelho igual, notou que seu dispositivo estava em funcionamento.

Interpretando os traços irregulares que a agulha do mecanismo traçava numa fita de papel, pode ler: “What hath God Wrought” (Eis o que Deus realizou). Era o primeiro telegrama da história.

Com essa primeira transmissão, Morse mereceu o título de inventor do primeiro telégrafo realmente prático.

A partir de então, seus sócios e rivais moveram-lhe ações judiciais, reclamando os direitos de patente. A disputa só terminou em 1845, quando a Suprema corte dos Estados Unidos lhe deu ganho de causa.

Morse construiu também uma linha telegráfica transcontinental nos Estados Unidos. Logo as empresas privadas se encarregaram de montar serviços telegráficos em todos os pontos do país.

Samuel Morse faleceu em Nova York, Estados Unidos, no dia 2 de abril de 1862.

Última atualização: 20/07/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de: