Italo Calvino

Escritor italiano

Biografia de Italo Calvino

Italo Calvino (1923-1985) foi um escritor italiano autor dos livros "O Cavaleiro Inexistente" e "O Visconde Partido ao Meio", obras que o consagraram como um dos maiores escritores italianos do século XX.

Italo Calvino (1923-1985) nasceu em Santiago de Las Vegas, Cuba, no dia 15 de outubro de 1923. Filho de italianos, ainda menino, mudou-se com a família para a Itália. Passou a infância e a adolescência em San Remo. Militou no Partido Comunista e participou da resistência ao Fascismo de Mussolini. Após a Segunda Guerra Mundial mudou-se para Turim e retomou seus estudos, formando-se em Letras. Nessa época trabalhou no jornal comunista L’Unità e na Editora Einaudi.

No final dos anos 40 publicou suas primeiras obras calcadas no estilo neorrealista, onde procurou retratar sem floreio uma Itália devastada do pós-guerra, entre as obras desse período destaca-se, “As Trilhas dos Ninhos de Aranha” (1947).

Com a publicação das obras “O Visconde Partido ao Meio” (1952) e “O Cavaleiro Inexistente” (1959), o autor abandona o estilo neorrealista e faz opção pelo caminho literário conhecido como realismo fantástico, onde cada fase parece ganhar vida própria, mesclando fantasia e realidade, que teve no argentino Jorge Luís Borges um de seus grandes mestres.

Ao se mudar para Paris, em 1967, Calvino foi duramente criticado em seu país. Primeiro por ter deixado a Itália e abandonado o comunismo, segundo por ter optado pelo caminho literário do realismo fantástico, uma corrente excessivamente excêntrica para seus ex-colegas de credo político.

Em 1972, Calvino lança “As Cidades Invisíveis”, uma prosa poética, quase filosófica, em que ele realiza com precisão a química entre a ficção e a realidade. O romance trata de conversas imaginárias do explorador veneziano Marco Polo com o imperador tártaro Kublai Khan – a quem Polo serviu como embaixador durante suas explorações ao Extremo Oriente, no século XIV. Nessas conversas, Marco Polo relata ao Grande Khan como é cada uma das cidades dominadas pelos tártaros.

A obra é apresentada em narrativas curtas, quase pequenas fábulas, divididas em onze blocos. Todas as cidades Têm nome feminino, como Isadora, Zaíra e Olívia, e o que seriam apenas histórias de cidades dominadas por bárbaros, tomam forma de exercícios arrebatadores de poesias e imaginação.

“As Cidades Invisíveis é o livro onde penso ter dito mais coisas, talvez porque tenha conseguido concentrar em um único símbolo todas as minhas reflexões, experiências e conjecturas”, disse Calvino, em uma de suas conferências preparadas para a Universidade de Harvard, reunidas no volume póstumo “Seis Propostas para o Próximo Milênio”, que recebeu o Prêmio Jabuti, em 1993.

Italo Calvino faleceu em Siena, na Itália, no dia 19 de setembro de 1985.

Veja também as biografias de:
  • Umberto Eco (1932-2016) foi um escritor, professor e filósofo italiano, autor...
  • Dante Alighieri (1265-1321) foi o maior poeta italiano da literatura medieval...
  • Nicolau Maquiavel (1469-1527) foi um filósofo político, historiador, diplomat...
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...
  • Galileu Galilei (1564-1642) foi um matemático, físico, astrônomo e filósofo i...
  • Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido F...
  • Rafael Sanzio (1483-1520) foi um pintor italiano, uma das grandes expressões...
  • Leonardo Fibonacci (1170 — 1250) foi um matemático italiano, responsável pela...
  • São Francisco de Assis (1182-1226) foi um religioso italiano. Fundou a Ordem...
  • Caravaggio (1571-1610) foi um pintor italiano, o mais revolucionário artista...

Última atualização: 22/03/2016

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.