Italo Calvino

Escritor italiano

Biografia de Italo Calvino

Italo Calvino (1923-1985) foi um escritor italiano autor dos livros "O Cavaleiro Inexistente" e "O Visconde Partido ao Meio", obras que o consagraram como um dos maiores escritores italianos do século XX.

Italo Calvino nasceu em Santiago de Las Vegas, Cuba, no dia 15 de outubro de 1923. Filho de italianos, ainda menino, mudou-se com a família para a Itália.

Calvino passou a infância e a adolescência em San Remo. Militou no Partido Comunista e participou da resistência ao Fascismo de Mussolini.

Após a Segunda Guerra Mundial mudou-se para Turim e retomou seus estudos, formando-se em Letras. Nessa época trabalhou no jornal comunista L’Unità e na Editora Einaudi.

No final dos anos 40 publicou suas primeiras obras calcadas no “estilo neorrealista”, onde procurou retratar sem floreio uma Itália devastada do pós-guerra, entre as obras desse período destaca-se, “As Trilhas dos Ninhos de Aranha” (1947).

O Cavaleiro Inexistente

Italo Calvino conquistou fama internacional com a publicação de “Nossos Antepassados”, trilogia narrativa de inspiração filosófica composta por “O Visconde Partido ao Meio” (1952), “O Barão nas Árvores” (1952) e “O Cavaleiro Inexistente” (1959).

Nas obras, o autor abandona o estilo neorrealista e faz opção pelo caminho literário conhecido como “realismo fantástico”, onde cada fase parece ganhar vida própria, mesclando fantasia e realidade, que teve no argentino Jorge Luís Borges um de seus grandes mestres.

Ao se mudar para Paris, em 1967, Calvino foi duramente criticado em seu país. Primeiro por ter deixado a Itália e abandonado o comunismo, segundo por ter optado pelo caminho literário do realismo fantástico, uma corrente excessivamente excêntrica para seus ex-colegas de credo político.

Cidades Invisíveis

Em 1972, Calvino lança “As Cidades Invisíveis”, uma prosa poética, quase filosófica, em que ele realiza com precisão a química entre a ficção e a realidade.

O romance trata de conversas imaginárias do explorador veneziano Marco Polo com o imperador tártaro Kublai Khan – a quem Polo serviu como embaixador durante suas explorações ao Extremo Oriente, no século XIV.

Nessas conversas, Marco Polo relata ao Grande Khan como é cada uma das cidades dominadas pelos tártaros. A obra é apresentada em narrativas curtas, quase pequenas fábulas, divididas em onze blocos. Todas as cidades Têm nome feminino, como Isadora, Zaíra e Olívia.

O que seria apenas histórias de cidades dominadas por bárbaros tomam forma de exercícios arrebatadores de poesias e imaginação.

Em uma de suas conferências preparadas para a Universidade de Harvard e reunidas no volume póstumo “Seis Propostas para o Próximo Milênio”, que recebeu o Prêmio Jabuti, em 1993, disse Calvino:

“As Cidades Invisíveis é o livro onde penso ter dito mais coisas, talvez porque tenha conseguido concentrar em um único símbolo todas as minhas reflexões, experiências e conjecturas”.

Italo Calvino faleceu em Siena, na Itália, no dia 19 de setembro de 1985.

Frases de Italo Calvino

  • A fé é uma visão das coisas que não se vêm.
  • Clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer.
  • Ser capaz de colocar continuamente em questão as próprias opiniões esta é, para mim, a condição preliminar de qualquer inteligência.
  • Quem somos nós, quem é cada um de nós senão uma combinatória de experiências, de informações, de leituras, de imaginações? Cada vida é uma enciclopédia, uma biblioteca, um inventário de objetos, uma amostragem de estilos, onde tudo pode ser completamente remexido e reordenado de todas as maneiras possíveis.
  • Existem duas maneiras de não sofrer. A primeira é fácil para a maioria das pessoas: aceitar o inferno e tornar-se parte dele até o ponto de deixar de percebê-lo. A segunda é arriscada e exige atenção e aprendizagem contínuas: tentar saber reconhecer quem e o que, no meio do inferno, não é inferno, e abrir espaço, fazê-lo durar.

Última atualização: 27/04/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Umberto Eco (1932-2016) foi um escritor, professor e filósofo italiano, autor...
  • Dante Alighieri (1265-1321) foi o maior poeta italiano da literatura medieval...
  • Nicolau Maquiavel (1469-1527) foi um filósofo político, historiador, diplomat...
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...
  • Galileu Galilei (1564-1642) foi um matemático, físico, astrônomo e filósofo i...
  • Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido F...
  • Rafael Sanzio (1483-1520) foi um pintor italiano, uma das grandes expressões...
  • Sandro Botticelli (1445-1510) foi um pintor italiano, considerado um dos maio...
  • São Francisco de Assis (1182-1226) foi um religioso italiano. Fundou a Ordem...
  • Caravaggio (1571-1610) foi um pintor italiano, o mais revolucionário artista...