Jerônimo de Albuquerque Maranhão

Militar brasileiro

Biografia de Jerônimo de Albuquerque Maranhão

Jerônimo de Albuquerque Maranhão (1548-1618) foi militar brasileiro. Conquistou São Luís na luta contra os franceses. Foi nomeado capitão-mor do Maranhão e acrescentou Maranhão ao seu nome. Participou da construção da cidade de Natal no Rio Grande, e do forte dos Reis Magos, para a defesa da área.

Jerônimo de Albuquerque Maranhão (1548-1618) nasceu na vila de Olinda, em 1548. Filho de Jerônimo de Albuquerque e da índia Maria do Espírito Santo. Estudou no colégio dos jesuítas e logo se dedicou a carreira das armas. Com 20 anos participou de sua primeira expedição, que se dirigiu à Paraíba.

Em 1597 participou da expedição do Rio Grande, sob o comando de Manoel Mascarenhas. Conquistou a foz do rio Potenji, construiu a cidade de Natal e o forte dos Reis Magos, em posição estratégica, para a defesa da cidade. Fundou o engenho Cunhau, na várzea do rio do mesmo nome. Durante séculos o engenho foi propriedade da família Maranhão.

Em 1594, os franceses estavam instalados no Maranhão, onde haviam fundado a cidade de São Luís, nome dado em homenagem ao rei da França. Em 1613, Jerônimo de Albuquerque recebeu a difícil tarefa de ocupar o Maranhão, partindo do Recife, com uma expedição por mar. Lá chegando, fundou a fortificação de Nossa Senhora do Rosário, no local conhecido como Buraco das tartarugas. Percebendo que não tinha forças suficientes para lutar com o grande número de franceses, que ainda contavam com o apoio dos índios, resolveu buscar reforços.

Voltou a Pernambuco e em seguida, já com reforços, retornou para o Maranhão, se instalou na Bahia de São Marcos, onde fundou o arraial de Santa Maria. O ataque aos franceses aconteceu no dia 19 de novembro de 1614, onde não houve vencido nem vencedor. Os chefes militares resolveram transferir para as cortes de Madri e de Paris, a decisão sobre quem teria direito sobre o Maranhão. A Espanha determinou o envio de uma esquadra, que sob o comando de D. Alexandre de Moura, iniciou o ataque, travando uma batalha em que os franceses foram derrotados, no dia 2 de novembro de 1615.

Com a vitória dos hispano-portugueses, Jerônimo foi nomeado capitão-mor do Maranhão. Durante dois anos exerceu o cargo e acrescentou Maranhão ao seu nome. Reconstruiu a cidade de São Luís e intensificou o seu povoamento.

Jerônimo de Albuquerque Maranhão faleceu no Rio Grande do Norte, no ano de 1618.

Veja também as biografias de:

Última atualização: 10/05/2016

Por Dilva Frazão
Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.