Marquês de Sade

Escritor e dramaturgo francês

Biografia de Marquês de Sade

Marquês de Sade (1740-1814) foi um escritor libertino, dramaturgo e filósofo francês. Sua obra foi marcada pela pornografia e pelo desprezo moral. O nome Sade deu origem ao termo sadismo, que faz referência às cenas de crueldade e de tortura descritas em seus livros.

Marquês de Sade (1740-1814) nasceu no palácio de La Coste, em Paris, França, no dia 2 de junho de 1740. Filho do Conde de Sade Jean Baptiste François Joseph e de Marie Eleonore de Mailé de Carman estudou com preceptores e com dez anos ingressou no colégio jesuíta Lycée Louis-le-Grand, em Paris. Com 14 anos entrou para a Escola de Cavalaria e em 1755 tornou-se subtenente do Regimento de Infantaria do Rei. Chegou ao posto de coronel e lutou na Guerra dos Sete Anos. Tornou-se capitão do regimento de cavalaria de Bourogne.

Em 1763 casa-se com Reneé-Pélagie de Montreuil. Nesse mesmo ano, por libertinagem, passa 15 dias na prisão de Vincennes. No ano seguinte é recebido pelo parlamento de Bourgogne no cargo de tenente geral das províncias de Bresse, Bugey, Valromey e Gex. Levando uma vida de boêmio, mantém relacionamentos com atrizes e dançarinas. É processado por maus tratos e é mais uma vez detido. Realiza festas e bailes em seu castelo de La Coste, na Provence.

Em 1772, o Marques de Sade provoca um grande escândalo, em Marselha, quando participa de uma orgia com seu criado e com quatro prostitutas. É então condenado à morte, mas foge para a Itália. Nesse mesmo ano, é detido em Chambéry e levado para a prisão em Miolans, na Savoie. Em 1773 foge de Miolans e se isola no seu castelo em La Coste.

Casado e com três filhos, o Marquês de Sade continua organizando diversas orgias em seu castelo. Com risco de novamente ser preso foge para a Itália. De volta à França, em 1776, é novamente capturado em Paris e no ano seguinte é encarcerado em Vincennes. Durante a prisão escreve “Um Prêtte et um Moribond” (1782). Em 1784 é levado para a Bastilha. Escreveu: “Os 120 Dias de Sodoma” (1785), “Os Infortúnios da Virtude” (1788). “Eugênie de Franvel” (1788).

O Marquês de Sade passou grande parte de sua vida em prisões, pagando por crimes de licenciosidade, perversões e violências sexuais, porém, foi nessa época que escreveu uma obra ampla e complexa. Ateu, fazia críticas à religião dominante, fazia apologia ao crime e usava termos grotescos para tecer suas críticas morais à sociedade urbana.

Em 1789, com a tomada da Bastilha, o Marquês de Sade é transferido para Charenton e todos os seus documentos e bens pessoais são saqueados. No ano seguinte é libertado e inicia sua ligação com Marie-Constance Quesnet. Em 1791 publica “Justini”. No ano seguinte seu texto “La Suborneur” é levado à cena, mas não obtém sucesso. Em 1793 redige textos políticos e acusado de delito é preso em Carnes Saint-Lazane, na casa de saúde de Picpus. É condenado à pena de morte, mas é liberado.

Em 1795 publica clandestinamente “La Philosophie dans le Boudoir” e “Aline et Valcour”. Em 1796 sua peça “Oxtiern” é encenada em Versalhes, onde vive de forma modesta. Em 1801 é preso na sua editora quando os volumes de “Justine” e também “Juliette” são apreendidos. É transferido para Saint-Pálagie e depois para Bicètre, onde passa a organizar espetáculos para os doentes mentais, que se tornam atração para visitas da aristocracia parisiense. Em 1807 escreve Jourmées de Florbelle, mas os manuscritos foram apreendidos em seu quarto e queimados em praça pública por seu filho, depois de sua morte.

Marquês de Sade faleceu em Saint Maurice, França, no dia 2 de dezembro de 1814.

Veja também as biografias de:
  • Molière (1622-1673) foi um dramaturgo francês. Um dos maiores destaques do te...
  • Alexandre Dumas , (1802-1870) foi um romancista e dramaturgo francês, autor do...
  • Jean-Baptiste Racine (1639-1699) foi um dramaturgo e poeta francês, um dos ma...
  • Miguel de Cervantes (1547-1616) foi um escritor, dramaturgo e poeta espanhol,...
  • Chico Buarque de Holanda (1944) é músico, dramaturgo e escritor brasileiro. O...
  • Michel de Montaigne (1533-1592) foi um escritor e ensaísta francês, inventor...
  • Júlio Verne (1828-1905) foi um escritor francês do século XIX, precursor da m...
  • Charles Perrault (1628-1703) foi um importante escritor francês, autor de gra...
  • Gustave Flaubert Gustava Flaubert (1821-1880) foi escritor francês. Escreveu o romance Madame...
  • Balzac (1799-1850) foi escritor francês. Escreveu A Comédia Humana, A Mulher...

Última atualização: 24/05/2016

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.