Santo Antônio de Pádua

Santo da Igreja Católica

Biografia de Santo Antônio de Pádua

Santo Antônio de Pádua também conhecido como Santo Antônio é um santo venerado pela Igreja Católica. Foi canonizado pelo Papa Gregório IX em 30 de maio de 1232. Seu dia festivo é comemorado no Brasil e em Portugal em 13 de junho.

Santo Antônio nasceu em Lisboa, Portugal, provavelmente em 15 de agosto de 1195. Filho de Martinho de Bulhões e Maria Tereza Taveira. Foi batizado como Fernando de Bulhões. Desde pequeno acompanhava os pais nas celebrações na catedral de Lisboa. Ainda Adolescente, ingressou com noviço no Mosteiro de São Vicente de Fora, onde iniciou sua formação religiosa. Em seguida foi estudar no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde recebeu sólida formação filosófica e religiosa.

Em 1220 é ordenado Sacerdote. Nesse mesmo ano, se sensibiliza ao ver os despojos dos frades franciscanos que são venerados no Mosteiro de Santa Cruz após serem martirizados numa missão no Marrocos, na tentativa de evangelizar os mouros. Resolve se juntar à ordem e recebe o hábito de São Francisco no Convento de Olivas, em Coimbra, com o nome de Frei Antônio. Inicia uma missão para o Marrocos, mas adoece e é convencido a voltar. No retorno para Portugal, sua embarcação é arrastada por uma tempestade e chega às costas da Sicília, na Itália, e se instala no Convento de Messina.

Em 1221, Santo Antônio viaja para Assis a fim de participar do “Capítulo da Ordem dos Franciscanos”. Em 1222 é convidado para a ordenação sacerdotal em Forli, quando faz um sermão revelando grande dom da oratória e seu profundo conhecimento da Bíblia. Em seguida, é designado para difundir e evangelizar a doutrina na região da Lombardia. Em 1224 foi transferido para Bolonha, onde lecionou Teologia na Universidade. Em seguida, foi enviado para a França, onde lecionava nas universidades de Toulouse, Montpellier e Limoges.

No final de 1227 retornou à Itália e até 1230 atuou como Ministro Provincial em Milão e em Pádua. Participou do Capítulo Geral em Assis, onde assistiu os traslados dos restos mortais de São Francisco, da Igreja de São Jorge para a nova basílica. Nesse mesmo ano, solicitou ao papa a dispensa de suas funções no cargo Provincial, para dedicar-se à pregação e contemplação, permanecendo no mosteiro que havia fundado em Pádua. Conta-se que desde criança Santo Antônio realizava milagres. Por várias vezes o memino Jesus aparecia em seus momentos de oração. Conta-se que ele tinha o poder de estar em dois lugares ao mesmo tempo, para resolver problemas embaraçosos. É o santo venerado por aqueles que procuram um parceiro para casar. É chamado de "santo casamenteiro."

Entre 5 de fevereiro e 23 de março de 1231, prega os Sermões da Quaresma. Serve de mediador junto à prefeitura de Pádua que resulta em um decreto que tornou menos cruel a condição dos que deviam e não conseguiam pagar suas dívidas. Em maio abençoa a cidade de Pádua. Nessa época, sente-se mal e retira-se para o eremitério de Campo Sampiero, em Arcela, nos arredores de Pádua.

Santo Antônio faleceu em Pádua, Itália, no dia 13 de junho de 1231. No dia 31 de maio de 1232 foi canonizado na Catedral de Spoleto, pelo papa Gregório IX. Desde 1263, seus restos mortais estão sepultados na Basílica de Santo Antônio de Pádua, construída em sua memória.  

Veja também as biografias de:
  • Bento XVI (1927) (Benedictus XVI) foi o 265º Papa, cujo nome de batismo é Jos...
  • João Paulo II (1920-2005) foi Papa da Igreja Católica Apostólica Romana. Teve...
  • Santa Lídia , santa católica, a padroeira dos tintureiros...
  • Madre Teresa de Calcutá (1910-1997) foi uma missionária católica albanesa. De...

Última atualização: 05/06/2018