Frederico I Barba Roxa

Imperador do Sacro Império Romano-Germânico
Por Dilva Frazão

Biografia de Frederico I Barba Roxa

Frederico I Barba Roxa (1122-1190) foi imperador do Sacro Império Romano-Germânico de 1155 até 1190, época em que o império conheceu o seu maior esplendor. Foi reconhecido como o precursor da unidade do povo alemão.

Frederico I nasceu em Waiblingen, Alemanha, em 1122. Descendente da dinastia Hohenstaufen, em 1147 herdou o ducado da Suábia e, cinco anos depois, após a morte do tio Conrado III foi eleito imperador.

Império de Frederico I Barba Roxa

Frederico I Barba Roxa subiu ao trono do Sacro Império Romano-Germânico em 1152, época em que enfrentou um problema comum aos imperadores medievais que era a dificuldade de reinar sobre feudos que tinham, na prática, vida autônoma.

Nessa época, os grandes senhores feudais estavam muito fortalecidos devido à frágil direção de seu antecessor, Conrado III.

Por outro lado, como na Itália não se aceitava seu governo, Frederico I fez uma aliança com o papa Eugênio III (1145-1159), em troca do apoio da Igreja, comprometendo-se a submeter a ela todas as suas atitudes políticas.

Porém, desde o começo de seu reinado tentou restabelecer o poderio imperial sobre a Itália. Em 1154, com o apoio de Frederico I, o papa Adriano IV, o primeiro papa inglês, foi eleito para o pontificado.

Frederico I desafiou a autoridade papal e lutou para estabelecer o domínio germânico na Europa Ocidental.

Depois de conquistar Milão, cujos governantes haviam tentado opor-se a ele, Frederico I convocou a Dieta de Roncaglia, para definir e consolidar a autoridade imperial na Lombardia.

Entretanto, suas campanhas na Itália tiveram a oposição do papa e das cidades italianas que tentou subjugar.

Em 1159 apoiou a nomeação de um antipapa, Vítor IV, em oposição ao papa legítimo, Alexandre III e, três anos depois destruiu Milão.

O rompimento com o papa

Com o apoio do papa Alexandre III constituiu-se, entre as cidades do papado, a Liga Lombarda e a de Verona, com o propósito de se defenderem contra o imperador.

Após a derrota de Legnano, em 1176, Frederico I Barba Roxa foi obrigado a reconhecer o papa Alexandre III e assinar a paz de Veneza em 1177.

Frederico I viu fracassarem as suas tentativas de apoderar-se do norte da Itália, embora continuasse ameaçando os estados pontifícios nos domínios de Toscana, Espoleto e Ancona.

Barba Roxa tratou também de consolidar sua autoridade dentro da Alemanha opondo-se ao poderio crescente dos príncipes de seu império.

Em 1180, o clero e a nobreza o apoiaram na destituição de seu mais poderoso vassalo, Henrique Welf, que foi castigado por ter se negado a ajudar na campanha italiana de 1176.

Morte

Em 1189, Frederico Barba Roxa, do Sacro Império, Filipe Augusto, da França e Ricardo Coração de Leão, da Inglaterra, organizaram a "Terceira Cruzada", conhecida como "Cruzada dos Reis", a mais equipada e monumental de todas.

Frederico I Barba-Roxa morreu na Armênia, quando participava da Terceira Cruzada, no dia 10 de junho de 1190.

Última atualização: 28/09/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Carlos V (1500-1558) foi Imperador do Sacro Império Romano Germânico. No sécu...
  • Maximiliano I (1459-1519) foi um imperador do Sacro Império Romano-Germânico...
  • Nero (37 – 68) foi imperador romano entre os anos de 54 e 68 da era cristã. F...
  • Calígula (12-41) foi um imperador romano que governou entre os anos 37 e 41 d...
  • Adriano (Imperador romano) (76-138) foi o terceiro imperador romano, da Dinas...
  • Constantino I (272-337) foi o primeiro imperador cristão de Roma. Iniciou a c...
  • Tibério (42 a. C. – 37) foi o segundo imperador romano, governou entre 14 e 3...
  • Marco Aurélio (Imperador romano) (121-180) foi imperador romano entre os anos...
  • Augusto (Otávio ) (63 a. C-14) foi o primeiro imperador romano. Govern...
  • Diocleciano (244-311) foi um imperador romano, governou entre 284 e 305. Real...