Santo Inácio de Loyola

Padre jesuíta espanhol

Biografia de Santo Inácio de Loyola

Santo Inácio de Loyola (1491-1556) foi um padre jesuíta espanhol, um dos fundadores da Companhia da Jesus, ordem religiosa criada para combater a expansão do protestantismo na Europa, por meio do ensino e expansão da fé católica. Foi ordenado padre pelo Papa Paulo III. Foi canonizado pelo Papa Gregório XV.

Santo Inácio de Loyola (Iñigo Lopez de Loyola) nasceu em Loyola, hoje Azpeitia, na Espanha, no dia 23 de outubro de 1491. Filho de família nobre era o mais novo de treze irmãos. Em 1517 entrou para o Exército espanhol dedicou-se à carreira militar e em 1521 lutando como soldado foi ferido no combate para defesa da fortaleza de Pamplona, sitiado por Francisco I da França.

Conversão

Durante o longo período de recuperação, Loyola converteu-se e decidiu ser cavaleiro da Virgem. Dedicou-se  ao apostolado, ao estudo e à organização e expansão da Companhia de Jesus, da qual se dedicou por toda a vida.

Em 1522, Loyola decide renunciar a tudo, deixa casa e roupas finas, dorme em albergues, veste um saco de penitência, faz sete horas de oração por dia, faz jejum e vigília. Passa um ano retirado no mosteiro de Manresa na Catalunha. Das anotações feitas dessa experiência escreve o livro "Exercícios Espirituais", onde que condensa a sua espiritualidade e a entrega da alma a Deus.

Peregrinação

A partir de 1523, Inácio de Loyola começa suas peregrinações e retiros. Vai para Barcelona e em seguida para Roma, com o objetivo de obter o passaporte pontifício, para seguir viagem para Jerusalém. Chegando ao destino, foi recebido pelos Franciscanos e visitou os locais sagrados da Terra Santa. Em 1524 volta para Barcelona, onde se dedica ao estudo da gramática latina. Em seguida, foi para Alcalá, ingressou na universidade onde cursou Teologia.

Pregações

Começou com as pregações e a ensinar seu Exercício Espiritual. Preso pela Inquisição foi solto pelo arcebispo de Toledo e aconselhado a estudar em Salamanca. Ficou proibido de fazer pregações até concluir o curso de Teologia. Foi para Paris, em 1528, onde conseguiu o título de Professor de Filosofia.

Companhia de Jesus

Em 1533 já conseguia reunir os primeiros seguidores, Pedro Favro, Francisco Xavier, Laínez, Salmerón, Simão Rodrigues e Bobadilha. No dia 15 de agosto de 1534, reunidos na Capela de Saint-Denis, na Igreja de Santa Maria, em Montmartre, foram ordenados e fizeram o primeiro juramento de compromisso, inaugurando a "Companhia de Jesus".

A Ordem Religiosa pretendia fazer caridade, ensinar e expandir a fé católica e dedicar-se às missões entre os muçulmanos da Palestina. Reunidos em Veneza, decidem oferecer seus serviços ao papa. Ignácio, Favro e Laínez, foram procurar o papa Paulo III, fizeram voto de pobreza, castidade e obediência absoluta, e declararam-se prontos para ir para toda parte onde o Papa quisesse enviá-los.

Reconhecimento Papal

O Santo Padre aprovou a "Companhia de Jesus" e logo começaram a desenvolver os trabalhos missionários. A ordem foi estabelecida oficialmente em 1540. Ignácio passa a governar estes "Soldados de Cristo", os “Jesuítas”. A severa formação de seus membros, a centralização e a disciplina da ordem, o sucesso de seus métodos de ensino, ampliaram rapidamente seus seguidores e afastaram muitos cristãos das ideias protestantes, principalmente na Bélgica, Holanda, Espanha, Itália, Polônia e Portugal.

Os Jesuítas no Brasil

Ao padre Inácio de Loyola deve-se a primeira missão jesuíta enviada ao Brasil, em 1549, sob a chefia do padre Manuel da Nóbrega, que por cartas, enviava para Loyola todos os primeiros passos da Companhia no novo mundo.

Santo Inácio de Loyola faleceu em Roma, Itália, no dia 31 de julho de 1556. Foi beatificado pelo papa Paulo V em 1609 e canonizado pelo Papa Gregório XV em 12 de março de 1622. O dia de Santo Inácio de Loyola é festejado em 31 de julho.

Veja também as biografias de:

Última atualização: 03/06/2019

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.