Saddam Hussein

Político e estadista iraquiano

Biografia de Saddam Hussein

Saddam Hussein (1937-2006) foi presidente do Iraque. Governou de 16 de julho de 1979 a 9 de abril de 2003. Acumulou o cargo de primeiro ministro nos períodos de 1979 a 1991 e de 1994 a 2003.

Saddam Hussein nasceu na aldeia Al-Awja, na cidade de Tikrit, Iraque, no dia 28 de abril de 1937. Filho de agricultores pobres, não conheceu o pai, que saiu de casa seis meses antes de Saddam nascer.

Foi criado por um tio materno, Khayralla Tulfah, um mulçumano sunita, veterano do exército Iraquiano e defensor da unidade Árabe.  

Após sua mãe se casar novamente, Saddam voltou para casa materna e ao ser maltratado pelo padrasto, retornou para a casa do tio.

Estudou em uma escola de lei iraquiana e com 20 anos ingressou no Partido Baath, de tendência socialista. Nessa época, passou a lecionar em uma escola secundária.

Ascensão ao poder

Em 1959, após um frustrado atentado contra o então primeiro-ministro. Abdul Karin Kassem, Saddam foi baleado em uma perna. Foi obrigado a fugir e exilou-se no Egito.

Entre 1962 e 1963 frequentou uma universidade de Direito no Cairo. Ainda em 1963 voltou para o Iraque e prosseguiu seus estudos na capital Bagdá.

Em 1968 Saddam participou de um golpe de estado liderado por Ahmad Hassan, que derrubou o presidente Abdul Rahman Arif e conduziu o Partido Baath no poder, sob a liderança do General Ahmed Hassan Bakr.

Vice-presidente

Em 1969, Saddam Hussein foi nomeado vice-presidente e durante o governo de Al-Bakr construiu uma elaborada rede de polícias secretas que tinham como objetivo perseguir os dissidentes do regime.

Diante de um presidente velho e debilitado, Saddam passou a promover a estabilidade do país, enfrentando enormes tensões sociais, étnicas, econômicas e religiosas.

Saddam nacionalizou a indústria petrolífera, promoveu o desenvolvimento econômico do país e intensificou a repressão aos oposicionistas, ao mesmo tempo em que estimulava um intenso culto a sua personalidade.

Em 1976, Saddam se tornou general das Forças Armadas iraquianas e logo era o homem forte do governo e passou a representar o país em sua política externa.

Em 1979 começou a fazer acordos com a Síria, também sob a liderança do Partido Baath, o que levou a união entre os dois países.

Presidência de Saddam Hussein

Em 16 de julho de 1979, Saddam forçou Bakr a renunciar o poder e assim tornou-se, de fato, o presidente do país.

Saddam Hussein assumiu os títulos de “Chefe de Estado”, “Presidente do Conselho do Comando Supremo da Revolução”, “Primeiro-ministro”, “Comandante das Forças Armadas” e “Secretário-geral do Partido Baath”.

Pouco tempo após ter conquistado o poder, o ditador Saddam implantou uma violenta luta que levou à morte dezenas de membros do governo suspeitos de falta de lealdade.

No ano seguinte, Saddam deu início a uma guerra contra o Irã que durante oito anos provocou a morte de pelo menos 120.000 soldados iraquianos.

No inicio dos anos 80, Saddam utilizou armas químicas para por termo à rebelião curda no norte do Iraque. A fome de poder de Saddam Hussein espalhou-se para além das fronteiras do Iraque. 

Guerra do Golfo

Em 1990 diante da recusa do Kuwait de interromper a extração de petróleo em um poço situado na fronteira entre os dois países, As tropas de Saddam invadiram o Kuwait.

Desafiando as Nações Unidas, o ditador não cumpriu as diretivas que o obrigavam a retirar-se do Kuwait, provocando a que chamou "Mãe de Todas as Batalhas", a “Guerra do Golfo”.

Liderada pelos Estados Unidos e com a aprovação do Conselho de Segurança da ONU, depois de sete meses de guerra, o Kuwait estava livre das forças do Iraque.

Em 1995, embora o país ainda estivesse arrasado em consequência da guerra, Saddam submeteu seu governo a um plebiscito para aprovar sua continuidade no poder e obteve 99,96% de aprovação.

Em 1998 o governo dos Estados Unidos voltou a atacar o Iraque, com o objetivo de debilitar a capacidade iraquiana de produzir armas químicas.

Queda de Saddam Hussein

Após os ataques de 11 de setembro de 2001 em Nova Iorque e Washington, o presidente George W. Bush iniciou uma nova campanha militar contra o terrorismo.

Em março de 2003, uma coalizão anglo-americana deu início à intervenção militar no Iraque, sem a autorização da ONU, como parte de uma estratégia de prevenção contra as ameaças do chamado “eixo do mal”, que incluía também a Coreia do Norte e o Irã.

Três meses depois de um bombardeio inicial sobre Bagdá, o Iraque foi ocupado por tropas anglo-americanas e Saddam foi destituído do poder.

Prisão e morte

Durante oito meses Saddam se escondeu e só foi localizado em dezembro, num buraco subterrâneo que lhe servia de esconderijo na cidade de Adwar, próxima de tikrit, em uma operação com ajuda dos rebeldes curdos.

Em outubro de 2005 o Tribunal Especial iraquiano iniciou o processo contra o ex-ditador, acusado de violação dos direitos humanos, e crime de guerra contra a humanidade. Em 5 de novembro de 2006 Saddam foi condenado à forca.

Saddam Hussein foi enforcado em Kadhimiya, Iraque, no dia 30 de dezembro de 2006.

Última atualização: 04/03/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Marquês de Pombal (1699-1782) foi um político e diplomata português. Foi Emba...
  • Marquês do Paraná (1801-1856) foi um estadista e destacado político brasileir...
  • Alexis de Tocqueville (1805-1859) foi um pensador político e estadista francê...
  • César Borgia (1475-1507) foi um estadista italiano, hábil general, um dos mai...
  • Marquês de La Fayette (1757-1834) foi um general e estadista francês. Ficou...
  • Nelson Mandela (1918-2013) foi presidente da Africa do Sul. Foi líder do movi...
  • Plínio Salgado (1895-1975) foi um político, escritor e jornalista brasileiro...
  • Adolf Hitler (1889-1945) foi um político alemão. Líder do Partido Nacional- S...
  • Jair Bolsonaro (1955) é capitão da reserva do Exército e presidente eleito do...
  • Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido F...