Afonso Pena

Ex-presidente do Brasil

Biografia de Afonso Pena

Afonso Pena (1847-1909) foi o 6º presidente do Brasil. O Serviço de Proteção ao Índio, foi criado em seu governo, cuja direção foi entregue ao Marechal Cândido Rondon. Foi Deputado pela província de Minas Gerais. Foi eleito 4 vezes para deputado da Câmara Geral, pelo Partido Liberal. Nesse período acumulou os cargos de Ministro da Guerra, da Agricultura, Comércio e Obras Públicas e da Justiça. Foi Governador de Minas Gerais, o primeiro eleito pelo voto direto. Foi eleito presidente do Brasil por duas vezes. Permaneceu na presidência entre 15 de novembro de 1906 e 14 de junho de 1909.

Afonso Pena (1847-1909) nasceu em Santa Bárbara, Minas Gerais, no dia 30 de novembro de 1847. Filho de Domingos José Teixeira Pena, imigrante português e da brasileira Ana Maria dos Santos. Estudou no Colégio do Caraça, dos Padres Lazaristas. Bacharelou-se pela Faculdade de Direito de São Paulo, em 1870. Foi colega de Rodrigues Alves, Rui Barbosa e Castro Alves.

Afonso Pena exerceu extensa carreira política. Foi Deputado da Província de Minas gerais em 1874. Foi eleito quatro vezes para deputado geral entre 1878 e 1889, pelo partido Liberal. Neste período acumulou o cargo de Ministro da Guerra em 1882, da Agricultura, Comércio e Obras Públicas entre 1883 e 1884 e Ministro da Justiça em 1885.

Afonso Pena participou da Assembleia Constituinte mineira e foi relator da Constituição Estadual. Assim começou sua aproximação com o grupo republicano. Com o afastamento de Cesário Alvim da presidência de Minas Gerais, foi eleito para completar seu mandato. Em 1892 foi um dos fundadores e diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais. Coube a Afonso Pena, a transferência da capital, de Ouro Preto, para Curral del-Rei, onde, em 1894, teve início a construção da nova capital, Belo Horizonte.

Com a morte de Francisco Silviano de Almeida Brandão, eleito mas não empossado, elegeu-se vice-presidente da república no quatriênio 1902-1906. Em 1905, na sucessão de Rodrigues Alves, foi escolhido candidato à presidência da república, concorrendo com Nilo Peçanha, e elegeu-se com a maioria dos votos. Escolheu seu ministério e logo fez uma viagem de quatro meses por todos os estados litorâneos brasileiros, para ouvir diretamente os governos locais e a opinião pública.

Afonso Pena acelerou a imigração e em 1908 perto de 100 000 colonos espalhavam-se pelo sul do país, destacando-se o italiano. Apoiou um amplo programa ferroviário. Criou o Serviço de Proteção ao Índio cuja direção foi entregue a Rondon. Criou também o Serviço Geológico e Mineralógico, para pesquisa e aproveitamento das riquezas minerais do país. Permaneceu no cargo entre 15 de novembro de 1906 e 14 de junho de 1909.

Afonso Pena faleceu em 14 de junho de 1909, antes de terminar o mandato, após rápida enfermidade, no palácio do Catete, no Rio de Janeiro.

Veja também as biografias de:

Última atualização: 22/11/2017